currículo dicas para o seu currículo no psicoonline

Currículo infalível: veja o que entra e sai do seu

5 min de leitura · 

Currículo ou curriculum vitæ significa “trajetória de vida”.

Pode ser chamado de CV  e é um documento histórico, que deve relatar a sua trajetória educacional e as experiências profissionais além de ilustrar suas habilidades e competências.

Com um grande índice de desempregados no país e a grande quantidade de pessoas procurando um novo trabalho, é necessário investir no seu currículo para evitar que ele se torne comum e obsoleto.

Escrever um currículo é uma tarefa complicada, mas não impossível.

Alguns detalhes são de fundamental importância no currículo, erros podem colocar todo seu trabalho em risco.

Confira quais são os itens que não são considerados essenciais para um currículo e podem atrapalhar na hora de conseguir um emprego:

15 itens que não entram no seu currículo

  1. Não se utiliza mais o termo “CURRICULUM VITAE”, inicie com seu nome;
  2. Informações Pessoais: Não é necessário mencionar nome dos pais, número de documentos e religião;
  3. Quando mencionar datas, a ordem deve ser do emprego atual para o antigo;
  4. Mencionar as “atividades profissionais” que desenvolveu em cada empresa;
  5. Não coloque “pretensão salarial” só fale sobre esse assunto na entrevista se lhe for questionado;
  6. Não coloque experiência de trabalho irrelevante, se atenha as mais importantes ;
  7. Não deixe seu currículo extenso, uma página é o suficiente;
  8. Não coloque Hobbies;
  9. Não escreva seu currículo em terceira pessoa;
  10. Não é necessário colocar “referências profissionais” faça somente se o empregador solicitar;
  11. Evite colocar um endereço de e-mail estranho ou engraçado;
  12. Não inclua seu “contato profissional atual” no currículo, se você estiver participando de um processo seletivo sigiloso;
  13. Não é necessário incluir assinatura;
  14. Se o anúncio não exigir “foto”, não insira;
  15. Não anexe “carta de apresentação”.

O currículo deve ser objetivo, consistente e direcionado a vaga que você está concorrendo.

É preciso selecionar bem as informações.

Ele precisa mostrar quem você realmente é, quais suas habilidades, o que você já fez de bacana e, principalmente porque uma empresa deveria te contratar.

Confira a lista e melhore as impressões dos recrutadores e as chances de conseguir o trabalho dos sonhos:

15 itens para prestar atenção no seu currículo

  1. Apresentação: Um breve texto resumido onde você pode destacar pontos fortes e algumas de suas experiências. Um perfil bem escrito oferece uma visão geral da sua candidatura e dá ao recrutador uma ideia do que ele vai encontrar ao longo do seu currículo;
  2. Dados pessoais, os itens indispensáveis são: Nome completo; Data de nascimento em formato (dia/mês/ano); Endereço completo com CEP; Telefone para contato; e e-mail;
  3. “Objetivo”, coloque a área de interesse ou cargo pretendido. O ideal é ter apenas uma opção.  Se quiser colocar mais de uma, lembre-se de que ela tem que estar relacionada à sua trajetória profissional;
  4. “Histórico profissional”, o recomendado é que as experiências sejam descritas da mais recente para a mais antiga. Inclua o período total em que ficou na empresa, com dia, mês e ano de entrada e saída. É recomendado incluir cargo pelo qual passou e o tempo que ficou em cada um deles. Em seguida, coloque uma breve descrição das atividades realizadas, assim como principais projetos realizados e resultados alcançados;
  5. Projetos relevantes, projetos que você liderou ou participou, que faziam parte da sua área ou não fazia parte do seu cargo mas que  acabou colaborando. Não deixe de fora.
  6. “Formação acadêmica” deve incluir os cursos técnicos, os de graduação, pós-graduação (MBAs, especializações, mestrado e doutorado). Coloque seus cursos em ordem cronológica e de importância (o título ou diploma mais importante vem primeiro);
  7. “Idiomas”, coloque seu real nível de conhecimento em línguas estrangeiras. Seja sincero em suas qualificações sempre, porque qualquer passo em falso pode comprometer o resultado que deseja alcançar;
  8. Sobre cursos, seminários e eventos cite apenas os que têm mais relevância para sua carreira;
  9. Em relação a outras experiências. Devem ser descritas experiências de vida e de trabalho que tenham sido relevantes para sua trajetória profissional;
  10. Trabalhos voluntários: se você acredita que existe alguma chance de se beneficiar com um trabalho voluntário, inclua-o em seu currículo. Não cometa o erro de deixá-los de fora.  E não esqueça de citar conquistas e aprendizados dessas experiências. Os empregadores querem conhecer as suas experiências relevantes, independentemente de você ter ou não recebido por elas;
  11. Se você trabalhou em uma empresa onde fez mais tarefas do que o seu cargo realmente exigia, não deixe de citar. Deixe as empresas saberem que você dá conta do recado quando for necessário assumir algumas responsabilidade extra;
  12. Trabalhos de faculdade, incubadora, TCC e empresa Júnior, se você acredita que eles foram experiências incríveis e acrescentaram algo para sua carreira profissional, mencione-as e explique sua importância;
  13. Procure apresentar seu currículo em tópicos;
  14. Inclua sempre palavras relevantes para o setor de atividade a que se candidata e que descrevem as competências pretendidas, como por exemplo “Comunicação”, “Liderança”, e
  15. Utilize verbos de ação. Privilegie a utilização de verbos de ação como gerir, organizar, alcançar ou liderar, que geram impacto.

Sete Segundos

Sete segundos. É o tempo que um empregador médio leva para ler um currículo, de acordo com a Harvard Business Review.

Em mercados de trabalho cada vez mais disputados, um currículo bem feito, além de agregar valor à sua candidatura, pode se tornar também uma vantagem competitiva.

Boa Sorte!

Referências:

Lopes, Alice Casimiro; Macedo, Elizabeth. TEORIA DE CURRÍCULOS. São Paulo: Cortez, 2011.

Kessler, Robin; Strasburg Linda A. MANUAL DE CURRÍCULOS: Destaque suas habilidades no mercado competitivo. São Paulo: BestBusiness. 2016.

Você vai gostar de ler também:

Rubiane Pilati Medeiros
Psicóloga
Psicóloga Graduada pela Universidade do Sul de Santa Catarina (UNISUL) 2001, Tubarão SC. Especialista em Administração Empresarial e Financeira pelo ESAP (2005) Formação em Avaliação Psicológica pela Qualità Psi Curitiba PR (2010). Orientadora Profissional e de Carreira pelo Portal Vocacional Curitiba PR (2015) Atua na área de Gestão de Pessoas a 15 anos possui experiência com Desenvolvimento Organizacional; Gestão de Recursos Humanos; Recrutamento e Seleção; Treinamento e Desenvolvimento; Pesquisa de clima organizacional; Aplicação e correção de Testes Psicológicos; Elaboração de Laudos e Pareceres; Entrevista e Análise de Avaliação de Desempenho; Adequação de Plano de Cargos e Salários e Política de Benefícios; Diagnóstico Organizacional; Programas Motivacionais e Projetos de Qualidade de Vida.
Rubiane Pilati Medeiros on EmailRubiane Pilati Medeiros on FacebookRubiane Pilati Medeiros on Linkedin

Rubiane Pilati Medeiros

Psicóloga Graduada pela Universidade do Sul de Santa Catarina (UNISUL) 2001, Tubarão SC. Especialista em Administração Empresarial e Financeira pelo ESAP (2005) Formação em Avaliação Psicológica pela Qualità Psi Curitiba PR (2010). Orientadora Profissional e de Carreira pelo Portal Vocacional Curitiba PR (2015) Atua na área de Gestão de Pessoas a 15 anos possui experiência com Desenvolvimento Organizacional; Gestão de Recursos Humanos; Recrutamento e Seleção; Treinamento e Desenvolvimento; Pesquisa de clima organizacional; Aplicação e correção de Testes Psicológicos; Elaboração de Laudos e Pareceres; Entrevista e Análise de Avaliação de Desempenho; Adequação de Plano de Cargos e Salários e Política de Benefícios; Diagnóstico Organizacional; Programas Motivacionais e Projetos de Qualidade de Vida.

Participe, queremos ler o que você tem a dizer