fbpx
little girl playing with wooden blocks at home

Desenvolvimento Infantil: O que preciso saber sobre o assunto.

Desenvolvimento Infantil, vamos falar sobre ele. Quantas vezes no consultório ou em visitas escolares escutei de pais ou responsáveis algumas perguntas e comentários como estes:

“Meu filho ainda não começou a andar e já tem 2 anos e meio, o que eu faço?…”

“O filho da vizinha já está escrevendo e o meu sobrinho ainda não e olha que os meninos possuem a mesma idade. Tem algo errado com meu sobrinho?”

“Meu filho tem dificuldades na aula de educação física, não consegue fazer os exercícios como os outros alunos, será que meu filho não está com problemas de desenvolvimento?”

“Este aluno não consegue pintar dentro das linhas e nem fazer colagem sozinho e ele já tem 7 anos, o que acontece com ele, como posso ajudá-lo?”

Para começarmos a olhar para estas questões precisamos lembrar que toda criança passa por mudanças significativas que resultam em adquirir novas habilidades desde o nascimento e por todo seu processo de crescimento. Isso ocorre por meio de seu desenvolvimento, do processo de aprendizado e de amadurecimento pessoal de cada uma. 

O desenvolvimento infantil é constante e contínuo, de forma independente, interligada e ao mesmo tempo, sendo assim, cada etapa é significativa e complementar, por isso, abordar o assunto é importante com todos que, de alguma forma, possuem contato com uma pessoa que está vivendo a infância.

Te convido para conversarmos um pouquinho sobre desenvolvimento infantil, vamos nessa? 

Desenvolvimento infantil

Desenvolvimento Infantil
Photo by Artem Podrez on Pexels.com

O desenvolvimento infantil é um processo de transformação gradativa, qualitativa e quantitativa, possuindo várias fases organizadoras ao longo do tempo. Requer bases maturacionais (tempo) e aspectos físicos (genéticos), sendo parte fundamental do desenvolvimento humano.

Nos primeiros anos da infância, temos uma intensa e profunda modificação em diferentes aspectos e estruturas funcionais das crianças. É neste período que sua arquitetura cerebral é moldada, a partir da interação entre herança genética e influências do meio em que a criança vive.  

O cérebro da criança é estimulado a todo instante e a cada nova informação, uma nova conexão neuronal é formada, ampliando assim sua capacidade de aprendizado. Essas novas habilidades e ganhos só acontecem devido ao processo de amadurecimento do cérebro (sinapses) e dos estímulos que as crianças recebem. Podemos dizer que os pequenos possuem maior plasticidade cerebral, tendo mais chances de conexão neuronal, possibilitando assim amplitude em seu aprendizado. 

Diferentes tipos de desenvolvimento: Alguns pontos importantes para saber…

O desenvolvimento pode ser visto de forma macro, com todos os aspectos da criança interligados e por áreas para facilitar nossa compreensão. É por esta segunda ótica que vamos conversar.  

Desenvolvimento psicomotor: prepara a criança para a próxima habilidade que necessita desenvolver, por exemplo: para que o bebê possa ter mobilidade, primeiro ele começa a ter sustentação no pescoço, para que depois possa controlar a cabeça e assim sucessivamente sustentar o corpo e conseguir se locomover, necessitando passar por todas estas etapas para atingir o objetivo de locomoção. Observamos aqui que a criança vai adquirindo com a prática e exploração a capacidade de realizar movimentos precisos, harmônicos e econômicos, para assim ter maior independência. 

Desenvolvimento psicossocial: inicia-se logo no nascimento do bebê, com a equipe médica responsável por seu parto, estende-se a família, aos grupos na escolinha, fator este que inicia-se cada vez mais cedo em nossa contemporaneidade. O contato com pares auxilia muito no processo de desenvolvimento social. Não posso esquecer de pontuar para você leitor, que a linguagem é um marco significativo de evolução nesta parte do desenvolvimento e devemos estar atentos a este fator. 

Desenvolvimento sensorial: Começa nos primeiros meses de vida do bebê, enfatizando a exploração dos órgãos sensoriais (tato, visão, audição, paladar e olfato). É por meio destes canais que o bebê e a criança estabelecem seu primeiro contato com o mundo, relação essa que persistirá durante a vida adulta.

Desenvolvimento físico: é um dos marcos mais significativos de crescimento, ocorre de forma rápida e contínua.

Cada criança é um ser único, com suas particularidades, porém, devemos sempre acompanhar os marcos do desenvolvimento infantil, marcos estes, que são mudanças físicas, socioemocionais e psicológicas aguardadas e que acompanham as etapas de vida das crianças. Conhecer e acessar etapas podem prevenir ou evitar prejuízos futuros no desenvolvimento diário de seu filho.

Para saber mais sobre este assunto, falamos sobre isso neste texto.

Devemos sempre acompanhar cada mudança e fase de vida dos pequenos, facilitando esta caminhada junto com eles.  Estimular a criança é um dos caminhos para ampliar suas potencialidades. Você deve estar atento(a) pois o excesso ou a falta de estímulos podem interferir diretamente no desenvolvimento, levando ao surgimento de dificuldades posteriores.

Deste modo….

Conforme a criança expande seus recursos emocionais, sociais e cognitivos, mais ela se insere no mundo, adquirindo assim maior liberdade e autonomia, por isso, é importante que ela viva diferentes experiências ao tocar, olhar, cheirar, ouvir, saborear. Uma das formas mais  divertidas de fazer isso é brincar. 

As brincadeiras sensoriais estimulam os sentidos da criança, desenvolvendo a criatividade, a curiosidade, coordenação motora, fatores esses potencializadores do desenvolvimento. O aprendizado ocorre pelos cinco sentidos (sensoriais). Isso acontece pela integração e interligação do uso dos mesmos, por isso, separei para você algumas dicas de como deixar este processo estimulatório mais divertido, vamos lá? 

Como deixar ainda melhor as brincadeiras

1- Tato

Umas das formas gostosas é trazendo para o dia a dia de sua criança brincadeiras com materiais que permitam a exploração por meio do corpo, como: argila, massinha, areia, água, pintura com os dedos dos pés e das mãos. Outro jeito que pode deixar este momento ainda mais divertido é a elaboração e criação de bonecos de bexiga: além de serem fofos e personalizáveis, os bonecos podem ser utilizados para a estimulação do tato. 

2- Olfato

Você que está lendo este texto, já brincou de “Que cheiro é este”? Se não, te convido a experimentar com os pequenos. Separe diversos tipos de cheiros e de olhos fechados tentem adivinhar quais aromas e perfumes estão sentindo, explorando por meio da comunicação se eles são: doces, azedos, fortes, fracos, florais e assim por diante. Quais vocês gostaram mais? Quais vocês não gostaram? Por aí vai, usem a imaginação e aproveitem o momento sem medo de errar. 

3- Paladar

O que acha de hoje promover um dia diferente? Explorar o processo alimentar pode ser um jeito único e saboroso para ampliar as possibilidades de desenvolvimento da criança. 

Brinquem de chefes, degustando os alimentos, experimentem juntos de olhos fechados gostos, sabores, texturas, temperaturas, das mais diversas possíveis e promovam diálogos sobre o assunto, isso irá enriquecer o momento.  

4- Visão

A visão amplia o alcance e conhecimento diariamente e fazer isso por meio do brincar é ainda mais estimulante para as crianças. Algumas brincadeiras como, desenhar, observar o que vê em sua volta,  buscar novos meios de enxergar as coisas que não o tradicional que usamos todos os dias, podem ser muito engraçados. 

Desenhem juntos um objeto que estavam observando por um período, tentando reproduzi-lo o máximo possível do objeto real. Brinquem de observação dos mais diferentes formatos, como por exemplo: enxergar através de um vidro, da água, celofane; plásticos, com óculos escuros e sem eles (comparativo). Todos os jeitos são possíveis, basta tentar.

5- Audição 

O universo da audição nos leva a diversas possibilidades. Sugiro algumas formas que vocês possam aproveitar juntos.

Já imaginou que reconhecer emoções por meio da audição pode ser uma forma interessante de brincar? De olhos fechados e somente pela entonação da voz, vocês podem explorar formas de sentir emoção, como por exemplo: voz amorosa, voz brava, voz triste, voz alegre, voz com raiva e assim por diante. A criatividade pode ser usada e a cada acerto um novo ponto deve ser somado, ganha quem somar mais pontos.

Que som é este? De olhos fechados tentem decifrar os diversos diversos em sua volta, quem tiver mais acertos, ganha a rodada.  

Quer aumentar e acrescentar ainda mais seu repertório de brincadeiras, leia nosso texto e conheça outras possibilidades de brincar.

Concluindo, mas não esgotando o assunto

Para promoção da saúde infantil é indispensável a compreensão de suas peculiaridades, assim como a viabilização de condições ambientais favoráveis ao seu desenvolvimento.

O entendimento dos cuidadores sobre as características e necessidades próprias da infância, decorrentes das etapas de desenvolvimento favorece um desenvolvimento integral, pois os cuidados diários são espaços de impulso deste processo tão singular. 

É necessário e essencial que as experiências vivenciadas pelas crianças sejam repetidas de formas diferentes para facilitar a memorização e o fortalecimento da sinapse e assim ter um bom desenvolvimento e aprendizado. 

Por isso, se  ainda não se sente seguro em relação ao assunto, procure ajuda profissional. Quanto antes você receber orientação, mais rápido seu pequeno vai obter acesso a um suporte acolhedor e de qualidade por sua parte, acessando novos estímulos, o que expandirá suas chances de uma qualidade de vida.

Caso tenha alguma dúvida, deixe nos comentários ou agende uma sessão comigo.

Aproveite que chegou até aqui e compartilhe este texto com o máximo de pessoas e famílias que conseguir, ele poderá ajudar alguém que realmente precisa dessas informações. 

Nos vemos em breve, até logo! 

Referências sobre Desenvolvimento Infantil, aprofunde sua leitura.

Clique para votar
[Total: 6 Average: 4.3]
AE5602A3 65D4 4994 952A 118C5C586902 Psico.Online Acesse agora.
Psicóloga em Psico.Online

Miraína A. S. Carvalho, psicóloga clínica com registros CRP 06/174.419 e CRP 04/IS01169, possui especialização em Psicologia Clínica Infantojuvenil e Psicologia Escolar.

Sua abordagem terapêutica enfatiza a escuta ativa e acolhedora em um ambiente de confiança e respeito ético. Seu compromisso é coconstruir caminhos de transformação, sempre com um olhar empático e humanizado. Miraína destaca-se por suas técnicas lúdicas e interativas, que têm se mostrado valiosas no atendimento a crianças, adolescentes e adultos, auxiliando no desenvolvimento socioemocional e promovendo uma melhor qualidade de vida.

Gostaríamos de escutar o que você tem a dizer.

Rolar para cima