otimismo, curta a arte do otimismo, velho jogando xadrez

Otimismo: uma questão de ponto de vista

1 min de leitura · 

Hoje me deparei com essa animação, que nos traz uma reflexão acerca do otimismo. Vou compartilhar com vocês, mas antes queria deixar algumas coisas pra pensarmos:

O ano está terminando, foi um ano difícil, principalmente para nós, os brasileiros. Tenho acompanhado o facebook e vejo grande parte da minha timeline reclamando. Pedindo pro ano acabar logo, dizendo que 2016 foi um fracasso, que não teve nada de bom, mas eu quero que você pare, por uns minutinhos só e, pense no que foi que você fez para que seu ano fosse melhor.

Pense na sua contribuição pessoal para que houvesse motivo pra sorrisos, pra que houvesse motivo de felicidade.

Pense em como você enxergou o copo, meio vazio ou meio cheio?

E pense também em como é que você espera que seja o seu próximo ano, mas lembre-se de que a maneira como enxergamos a vida faz toda a diferença. Então, não espere que a alegria e as coisas boas venham cair no seu colo, porque você precisa ir lá, fazer, mudar!

Ainda dá pra terminar 2016 com um sorriso no rosto, que tal? 😉

A arte do otimismo

O quanto este post foi útil para você?

Clique nos corações para votar!

Média / 5. Contagem de Votos:

Sentimos muito por este post não ter sido útil para você.

Nos diga como melhorar as postagens

Raquel Ferreira

CRP 6/101759 - Graduada pela Universidade São Francisco, mestre em Ciências da Saúde pela Coordenadoria de Controle de Doenças do Estado de São Paulo. Psicóloga clínica desde 2010, busca constante aprimoramento na abordagem analítica. Estudou Cinesiologia no Instituto Sedes Sapientiae, frequentou grupos de estudo e supervisão teórica na Sociedade Brasileira de Psicologia Analítica de São Paulo e ainda, integrou o grupo de Neurociências do Instituto de Infectologia Emílio Ribas. Atualmente é doutoranda em Psicologia Social, pela Universidad Complutense de Madrid.

Participe, queremos ler o que você tem a dizer