Dá para deixar o passado para trás?

Dá para deixar o passado para trás?

2 min de leitura · 

O passado é uma realidade imutável (passou) e quando se trata dele só existem duas escolhas: fugir negando sua existência ou aprender com ele.

Quantas vezes você já deparou com situações do passado que te assombravam?

Anos já se passaram e mesmo assim você as mantém em sua mente, enquanto se culpa pelo ocorrido.

A questão é: porque manter o passado aí martelando ao invés seguir em frente?

Fazer isso parece bem mais difícil do que realmente é!

“Insanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes.” – Albert Einstein

Pense o seguinte, você está em constante fuga desse passado e não obteve nenhum resultado positivo.

Ele sempre acaba voltando para te assombrar.

Então que tal mudar a estratégia e encarar o passado, buscando aprender com ele e aceitar o que aconteceu?

Perdoe!

Erros são cometidos diariamente e são necessários para o aprendizado e amadurecimento.

Você não pode fazer deles uma cruz que carrega e atrasa suas alegrias!

Faça as pazes com você! Os erros ensinam e melhoram, desde que se saiba deixá-los para trás e levar apenas as reflexões que eles carregam.

Desapegue do que não te leva para frente! É difícil, visto que geralmente as pessoas são muito cruéis consigo, porém é um exercício libertador!

Então se errou no passado, perdoe-se e perceba o quanto aquele erro te ensinou! 

“Mas e se o problema for com outra pessoa que errou comigo?”

Perdoe quem errou com você!

O perdão é um exercício importante para libertação, ele tira de você pesos desnecessários e diz muito mais sobre você do que sobre quem errou.

Ao contrário do que muitos dizem por aí, perdoar quem já te fez mal não o torna um idiota, muito pelo contrário!

O que aconteceu não define quem você é!

Sua personalidade, forma de ver o mundo e quem você é são uma junção de diversos acontecimentos em sua vida, que vão desde a família que você nasceu até o que você decide consumir nas mídias sociais.

Então não ache que o que aconteceu no passado é a única coisa que te define, isso é só mais um fator!

No início do texto disse que quando se trata do passado só existem duas escolhas: Fugir e negar sua existência ou aprender com ele.

A primeira te força a manter a fuga por toda a vida, para não entrar em contato com o passado.

A segunda te faz acolher o que aconteceu e seguir em frente com mais bagagem de vida, tornando o viver mais leve!

O trecho abaixo de O Rei Leão (1994) reforça essas escolhas, te convido a assistir e refletir:

E aí, qual opção você escolhe?
Se precisar de ajuda, conte com o auxílio de um psicólogo!

O quanto este post foi útil para você?

Clique nos corações para votar!

Média / 5. Contagem de Votos:

Sentimos muito por este post não ter sido útil para você.

Nos diga como melhorar as postagens

Você vai gostar de ler também:

Debora de Barros Paschoal

CRP 06/126.802 - Formada em psicologia pela Universidade Paulista, co-fundadora do Teramor, projeto que visa apoiar mulheres que experienciaram relacionamentos abusivos, estimulando o empoderamento e amor próprio. Sigo a abordagem fenomenológica existencial, por isso meu foco é na compreensão da existência de cada um baseando em suas vivências e convicções. Com isso consigo te ajudar a encontrar o sentido das coisas e de sua vida, consequentemente você encontra as possíveis soluções para suas questões e problemas. Entendo que cada ser Humano é único e deve ser tratado como tal, por isso não há receita pronta para resolver os problemas, é uma construção e estou aqui para te ajudar no processo! Telefone/Whatsapp: 11 9.3300-9142 Fale com esta Psico.Online https://meupsicoonline.com.br/psicologa-debora-barros

Participe, queremos ler o que você tem a dizer