1 min de leitura · 

Posso me apaixonar pela Internet? Foi a pergunta que me fizeram esses dias.

Claro! Foi a primeira resposta. Simples e direta, desse jeitinho.

Como diz um grande filósofo da atualidade “o real está no virtual como uma árvore está em uma semente”. Não importa se é pela Internet ou fora dela, você vai se apaixonar.

A frase dele, claro é um pouco mais complexa e profunda (de origem Aristotélica e tal, deu um livro, você pode ler mais aqui), mas essa simplificação ajuda muito não é mesmo?

Mas quero já deixar claro, aqui no texto, que sim, você pode se apaixonar pela internet, por alguém que esteja do outro lado da tela ou do mundo, por um personagem e por tantas coisas!

Eu mesmo, posso me apaixonar e me apaixono dia após dia.

Posso me apaixonar?

silhouette of romantic couple at sunset posso me apaixonar? claro pode, aqui e na internet.. onde você quiser.
Photo by Krishna Studio on Pexels.com

Sim! Podemos nos apaixonar online: pela Internet, chat, Whatsapp, Apps, na vida, pela vida por pessoas da nossa vida e que entram nela através da telinha do computador ou smartphone.

Quando me perguntaram não sabia responder se era: “posso me apaixonar pela Internet” (uma paixão pela rede), mas pensando, pode. Essa paixão até sai de controle as vezes, mas os Geeks estão aí para dizer que existe a paixão pela rede.

Mas depois entendi, o me apaixonar pela internet, queria dizer: posso me apaixonar por alguém à distância. E claro que pode!

Podemos nos apaixonar em qualquer lugar. A paixão está no individuo, na sua composição biológica e hormonal, nas suas ligações mentais e de prazer.

Somos programados para isso, compartilhar, relacionar, conviver: tudo é uma questão de relação com aquilo que buscamos para a gente.

Quando nos apaixonamos na rua, no presencial, é a árvore brotando com sua forma original: integrada a natureza e enfrentando tempestades, calores e pragas.

No virtual (Internet) é parecido.

Existe o apego, o vínculo e o sentido primordial humano: o emocional ligado por razão e afinidades. Por supressão de vazios, por preenchimento de um buraco que no mundo real que concorre com outros problemas e, às vezes, nem é tão reluzente.

A informação que você deve ter em mente é: sim, apaixone-se virtualmente, mas prepare-se para um real diferente.

É quase impossível não idealizar, mas procure manter um pouco os pés no chão (mesmo que isso seja frustrante). Afinal a paixão cega!

O virtual é potência do real, em forma, conceito, toque.

Um não substitui o outro. Um está no outro. Amplificando o outro. Aumentando. Criando. Evoluindo.

Além disso, aquelas pragas do mundo real também foram para o virtual e também se potencializaram lá: precavenha-se. Não há uma marca ou raio na testa que indique que aquele indivíduo é herói ou vilão.

Apaixone-se. Viva intensamente. Mas não desligue totalmente a sua razão. O coração tem que trabalhar em conjunto, principalmente quando os olhos não veem e as mãos não se tocam.

Você pode gostar desse texto também Relacionamento perfeito e o auto-boicote

texto original 10/08/2016 | Revisado 30/08/2021

Clique para votar
[Total: 5 Average: 5]

Sobre os Autores do Post:

Website | + posts

Psico Online - Psicólogas e Psicólogos 24 horas rápido, fácil e descomplicado. Psicologia Online para acolhimento psicológico. Somos uma plataforma de acolhimento psicológico 24 horas, ligando clientes e psicos, de maneira fácil e descomplicada. Reunimos profissionais da Psicologia, psicólogas e psicólogos, que oferecem orientação psicológica a fim de facilitar o acesso de pessoas que buscam auxílio profissional psicológico, em questões emocionais, de relacionamento, profissionais, autoconhecimento e saúde mental, de forma simples e rápida.

Gostaríamos de escutar o que você tem a dizer.