tristeza, depressão, jovem depressivo, adolescente com depressão, pessoa sofrendo

Tristeza, depressão ou algo obscuro dentro de mim

1 min de leitura · 

Mais uma Caixa de Segredos e essa me deixou bastante tocada. Me fez enxergar tristeza, depressão, sentimentos bastante negativos escorrendo pela tela. Fiquei preocupada, pois parece que ninguém percebe esse indivíduo pedindo socorro.

E quantas vezes a gente não vê isso acontecendo?

Gente que acha que depressão é frescura, que é só querer que você consegue ficar bem. Que falta vontade, inclusive gente dentro da nossa própria casa!

De fato, falta sim, vontade, mas não por escolha. Falta vontade de sair da cama, de acordar, de comer, de se arrumar, de estudar, de viver.

Falta alguma coisa na química cerebral que faz com que toda a energia desapareça e que uma coisa obscura se apodere da pessoa.

E olha que perigo, junto com a depressão e com a tristeza excessiva podem vir outros sintomas mais graves, como a automutilação ou as tentativas de suicídio.

Leia também Depressão não é frescura

Por mais que a pessoa tente reagir, é como se uma sombra negra, uma nuvem ruim a envolvesse. É impossível reagir, é impossível conseguir.

Tristeza, depressão é coisa séria e precisa ser levada à sério.

Geralmente as pessoas com elevado nível de tristeza, depressão sentem-se sozinhas, desamparadas. Passam a não acreditar mais que existe uma saída.

Mas eu queria dizer que existe sim, mesmo que você tenha uma depressão endógena, dá pra ter equilíbrio emocional e viver bem.

Você só precisa se tratar, encontrar as pessoas certas que te darão apoio e te ajudarão a achar uma maneira de viver melhor.

Se você não tiver apoio em casa, procure na escola, com seus amigos, professores, na igreja (sabia que tem grupos de escuta e apoio nelas?), no postinho de saúde do bairro, mas não desista.

Sempre tem alguém pronto pra te estender a mão e te salvar dos seus monstros internos, sempre tem alguém pra te dar um abraço reconfortante e mostrar que você é importante.

Os profissionais que te ajudam no tratamento da depressão e de outros tipos de transtorno são geralmente o psiquiatra e o psicólogo ou psicóloga.

Ah, e só pra finalizar, não existem casos perdidos. Existem pessoas que não foram compreendidas ainda, mas sempre há uma saída 😉

O quanto este post foi útil para você?

Clique nos corações para votar!

Média / 5. Contagem de Votos:

Sentimos muito por este post não ter sido útil para você.

Nos diga como melhorar as postagens

Raquel Ferreira

CRP 6/101759 - Graduada pela Universidade São Francisco, mestre em Ciências da Saúde pela Coordenadoria de Controle de Doenças do Estado de São Paulo. Psicóloga clínica desde 2010, busca constante aprimoramento na abordagem analítica. Estudou Cinesiologia no Instituto Sedes Sapientiae, frequentou grupos de estudo e supervisão teórica na Sociedade Brasileira de Psicologia Analítica de São Paulo e ainda, integrou o grupo de Neurociências do Instituto de Infectologia Emílio Ribas. Atualmente é doutoranda em Psicologia Social, pela Universidad Complutense de Madrid.

Participe, queremos ler o que você tem a dizer