relacionamentos, carrossel, relações abusivas, carrossel de emoções

O carrossel dos relacionamentos

2 min de leitura · 

Já parou para pensar quantas vezes nos deparamos com relacionamentos que nos fazem mal?

Você sabe o que te faz infeliz, você conhece sua dor diante disso e mesmo assim persiste.

Imagine um carrossel que não para de girar e você sobe nele, ele gira, gira e não sai do lugar.

No começo você acredita que é prazeroso, mas quanto mais tempo você fica nele, mais se sente tonto, cansado, muitas vezes enjoado e até perdido, mas simplesmente você não consegue se arriscar e pular “para fora” dele.

Assim funciona a dinâmica de certos relacionamentos, no início é bom, você se sente feliz convivendo com aquela pessoa, depois acontece algo e aquilo deixa de te fazer bem, pode ser por uma atitude do outro ou porque você simplesmente mudou.

Mesmo sofrendo você continua ao lado desta pessoa, você se sente paralisado diante daquela situação e não consegue sair deste carrossel ou no caso, desse relacionamento.

Permanecer neste tipo de situação traz danos emocionais muito profundos, mas a pergunta é:

Por que eu não consigo sair? Por que eu não consigo pular fora disso?  O que está me paralisando?

Esta pergunta apenas você pode responder, só você pode pular do carrossel, ninguém pode fazer isso por você.

Mas certas atitudes podem te ajudar a questionar sobre isso…

Leia também: Relacionamento abusivo, o que fazer

Pense e seja honesto consigo mesmo, e reflita o por quê você está nessa situação.

Talvez tenha medo de enfrentar a solidão, talvez não se dê conta do potencial que você tem para assumir o controle de sua própria vida, talvez acredite que os filhos precisam de uma família tradicional, mas a verdade é que tudo pode mudar, o tempo todo e a gente pode se reinventar e reinventar o mundo ao nosso redor, a gente pode descer do carrossel e perceber que a felicidade está logo ali.

Não deixe que situações do passado interfiram no seu presente, não deixe que o medo te paralise, mais uma vez pense e reflita, pratique o autoconhecimento para ter base e mudar isso.

Por fim, se precisar de ajuda não hesite em pedir, às vezes, alguém pode te dar a mão e te ajudar a pular. Afinal, a vida precisa seguir uma trajetória, de preferência em linha reta e não em círculos.

O quanto este post foi útil para você?

Clique nos corações para votar!

Média / 5. Contagem de Votos:

Já que você achou este post útil, compartilhe ele nas redes sociais.

Acompanhe-nos nas redes sociais

Sentimos muito por este post não ter sido útil para você.

Nos diga como melhorar as postagens

Você vai gostar de ler também:

Bárbara Hoffmann
Psicóloga
Psicóloga CRP 04/30145 formada em 2008 pela PUC Minas. Pós Graduada em Gestão de Recursos Humanos. Vasta experiência em Psicoterapia Analítica e Psicologia Educacional, atuando em Clínicas e Escolas. Contato: (35) 99987 3869
Bárbara Hoffmann on Facebook

Bárbara Hoffmann

Psicóloga CRP 04/30145 formada em 2008 pela PUC Minas. Pós Graduada em Gestão de Recursos Humanos. Vasta experiência em Psicoterapia Analítica e Psicologia Educacional, atuando em Clínicas e Escolas. Contato: (35) 99987 3869

One thought to “O carrossel dos relacionamentos”

Participe, queremos ler o que você tem a dizer