4 min de leitura · 

Fobia Social é uma psicopatologia (classificada por algumas linhas da psicologia como doenças ou transtornos psíquicos) que também é conhecida como Transtorno de Ansiedade Social ou Sociofobia.

Inclusive já falamos dela aqui, no texto: Alergia a Pessoas.

Como a Internet é um espaço que tem muito material ruim e muito material bom, achamos neste link um artigo muito completo que pode ajudar se você quiser se aprofundar mais tecnicamente.

Dessa maneira, não vamos nos demorar para falar do que é, suas causa, sintomas, tratamentos e se ela tem ou não cura. Já falamos no outro texto e tem em outros locais para se aprofundar na pesquisa se quiser.

Vamos por outro caminho.

A primeira coisa a dizer, neste caso é: diagnóstico precipitado é roubada, mas vamos explicar melhor.

Entretanto, se você precisa de um profissional qualificado, a gente está sempre a disposição.

Fobia Social e Terapia

Sim a terapia ou a psicoTerapia (feita por um psicólogo, psiquiatra e alguns psicanalistas) é que é indicada para que o problema seja identificado. Cuidado aqui, se você já suspeita que tem algo errado, e está lendo sobre, identificar “vendedores” com curas mágicas e milagrosas se torna mais fácil.

A psicoterapia para o processo de fobia social demora um pouco, precisa de um vínculo forte entre você e o psicólogo para avançar no processo.

E, nesse processo clínico (que é demorado – pois é necessário investigar muito bem para não ter erros ou rótulos que prejudiquem mais) o profissional vai identificar o grau de severidade e começar a trabalhar, com você.

E como isso acontece? Em conjunto, pois a depender do grau de severidade uma intervenção medicamentosa temporária pode ser necessária, o que não quer dizer: ficar nesse estado para sempre.

E por que estamos falando da fobia social novamente e tão diretamente?

Por causa de uma Caixa de Segredos que chegou até nós com o seguinte pedido:

Eu acho que tenho fobia social ou alguma coisa que tenha os mesmo sintomas. (…) quero procurar ajuda mais não consigo, eu quero procurar na Internet mais eu nunca consigo, eu sinto muita ansiedade para tudo. Até pra ir na cozinha quando tem alguma pessoa, qualquer pessoa até conhecidas. Preciso de ajuda para identificar o que eu tenho e como posso me tratar.

Então vamos por partes e é importante saber disso.

O auto-diagnóstico

“Eu acho que tenho (complete com um dos itens ou outros abaixo):

  • Fobia Social
  • Depressão
  • Transtorno de Ansiedade
  • Síndrome do Pânico
  • Borderline
  • Bipolaridade

ou qualquer outra coisa já diagnosticada por você é uma roubada! Sério.

Olha só, qualquer manual de diagnóstico é escrito por uma equipe que estuda no mínimo cinco anos (especializados e mínimo) para entender cada detalhe do que está escrito nele, e olha, isso os bons alunos que se aprofundam, lêem muito, pesquisam e trabalham com isso por muito tempo.

Além disso, as pesquisas são inúmeras, muitos artigos científicos, livros em diversos idiomas e muitas horas de aula (discussão e supervisão) para compreender que um detalhe pode mudar completamente o diagnóstico ou até “não dá-lo”.

Nenhum profissional olhará para você e dirá: “você tem isso nessa área”, não dá – ou pelo menos não deveria acontecer, mesmo sabendo que acontece com frequência e que isso só prejudica mais que ajuda.

O processo todo requer investigação e uma Avaliação.

Quando o profissional faz o diagnóstico em uma primeira consulta, no mínimo ele está seguindo um roteiro e ignorando muito do que você tem “de verdade”. É preciso entender o que gera a ansiedade, o que leva a pessoa a não conseguir algo…

Quando você faz um auto diagnóstico você está entrando em uma roubada.

E por que é uma roubada?

Quando você se auto diagnostica você está procurando por uma resposta paliativa que respaldará você no seu argumento que talvez você não entenda a origem. Para ficar até mais claro: quando você escolhe um diagnóstico que lhe cai bem, você muitas vezes “aceita” e constrói sua vida sobre essa crença.

Isso algumas vezes faz sentido, mas em grande parte das vezes, não.

A internet dá informação, mas cabe a um profissional ajudar e entender essa informação portanto.

Então se você suspeita que tem algo, consulte um profissional ou vários e pergunte.

Tire suas dúvidas com ele.

Os primeiros passos para buscar ajuda no sofrimento

É claro que se você está se auto diagnosticando é que você está sofrendo com algo.

Quando recebemos uma mensagem na Caixa de Segredos do Psico.Online é nítido que a busca é dolorosa, desesperadora e difícil.

A ansiedade dói, atrapalha e é ruim de várias maneiras; tanto que impede você de seguir em frente.

E isso é uma ilusão. Não entenda mal. É uma ilusão pois o que está na sua frente tem contornos muito mais complicados do que realmente podem ser.

E não, não há uma culpa. Culpado ou trauma. Há o presente que precisa ser resolvido.

O primeiro passo é identificar que você está sofrendo e acreditar que há um profissional nesse mundão que pode auxiliar. Você chegou aqui.

Seja aqui no Psico.Online ou no MeuPsicoOnline.com.br ou em qualquer outro lugar. O primeiro passo é esse de enviar uma mensagem para alguém e buscar orientação. Em seguida, trocar e se propor a fazer mudanças.

Então, acredite: procure por um profissional diretamente, presencialmente ou por meio da Internet.

Um outro ser humano que poderá reconhecer a sua dor e ajudar com ela.

Quem são os profissionais para Fobia Social?

Há alguns caminhos para seguir quando existe o diagnóstico da Fobia Social e quem faz esse diagnóstico é: um psicólogo ou uma psicóloga ou um psiquiatra.

A diferença é que o psicólogo ou psicóloga clínica trata os transtornos mentais, principalmente com psicoterapia e o Psiquiatra é um médico que trata dos transtornos mentais, principalmente com medicamentos.

E qual a diferença?

Quando você trabalha com medicamentos você age diretamente no sintoma que está atrapalhando sua vida, mas não resolve o problema, você põe um pano por cima e segue a vida.

É bom, ruim? O que você acha?

No psicólogo ou na sua psicóloga você trabalhará com a psicoterapia e, além de investigar o problema em sua origem, terá acompanhamento para resolver, com suas questões as causas dele.

Claro, se as causas forem físicas o seu psico orientará você a falar com o Psiquiatra e eles trabalharão em conjunto.

Há terapias (tratamentos) que consistem inclusive com o uso de recurso como Realidade Virtual (onde você será submetido aos poucos a trabalhar essa Fobia).

Concluindo a resposta sobre Fobia Social

Para trabalhar com a ansiedade e com todo o processo existem diversos exercícios que podem amenizar e ajudar a ganhar força para dar o primeiro passo.

Quando você procura por informação você já deu o primeiro passo, confie em você principalmente e perceba quando alguém está disposto a ajudar.

Você deve procurar sim um profissional e falar com uma pessoa, seja por vídeo, como na Orientação Psicológica Online ou presencialmente.

Quando ficamos presos em nossos próprios medos o nosso olhar é obscurecido por ideais ruins, por várias artimanhas que são auto sabotagem a nossa racionalização.

O equilíbrio entre o que você pensa e o que você sente é importante.

Esperamos muito que consiga avançar e busque na Psicoterapia o apoio para continuar a vida.

Curtiu o texto? Encaminhe para alguém.

Post original: 17/05/2018 | Revisado em 14/09/2021

Clique para votar
[Total: 1 Average: 5]

Sobre os Autores do Post:

Website | + posts

Psico Online - Psicólogas e Psicólogos 24 horas rápido, fácil e descomplicado. Psicologia Online para acolhimento psicológico. Somos uma plataforma de acolhimento psicológico 24 horas, ligando clientes e psicos, de maneira fácil e descomplicada. Reunimos profissionais da Psicologia, psicólogas e psicólogos, que oferecem orientação psicológica a fim de facilitar o acesso de pessoas que buscam auxílio profissional psicológico, em questões emocionais, de relacionamento, profissionais, autoconhecimento e saúde mental, de forma simples e rápida.

Gostaríamos de escutar o que você tem a dizer.