Arquivo da tag: #MudançaDeHábitos

revolução, auto revolução, pessoa na janela, mudança, mudança de vida, atitude

E se a gente fizesse uma auto revolução?

2 min de leitura

Sobrevivemos ao caótico e transformador ano de 2016, ufa! Agora já podemos seguir com aquela sensação de que o ano novo promete e temos a chance de fazer tudo ser diferente. Se você não preparou uma listinha de metas ainda dá tempo e eu, particularmente, acho que ela ajuda bastante na missão de saber pra onde queremos ir e pra onde estamos indo.

Mas voltando ao assunto, a pergunta de hoje é: E se a gente fizesse uma auto revolução?

Continue lendo

20 dicas psicológicas para nervoso, frustração, ansiedade, pânico, desantenção e outras…

2 min de leitura

Dicas psicológicas são meios de você mudar a sintonia quando encontra alguma dificuldade que precisa lidar. No repost abaixo (não sabemos se foi feito pelo site moleton ou pelo artista moletom) há uma série de informações que podem ajudar quando:

Você está nervoso, frustrado ou cansado

Continue lendo

Na pele do outro: um exercício de empatia

4 min de leitura

Imagine-se na pele de alguém que você não gosta, na pele do outro, para um exercício de empatia (capacidade de projetar a personalidade de alguém num objeto, de forma que este pareça como que impregnado dela) e depois continue lendo.

A maioria consegue, já adianto; se você não conseguiu, é bom marcar uma conversa com um psicólogo ou uma psicóloga de confiança urgentemente para entender essa dificuldade, urgentemente mesmo e logo explicarei o motivo.

O post de hoje é sobre o vídeo abaixo, produzido para campanha do www.inter-lgbt.org e vai seguir a linha do soco no estômago que é ele, antigo até, de março de 2016 lançado sobre o nome “Le parcours” – O curso.

O vídeo trata da corrida que a minoria LGBT enfrenta, porém não falarei sobre o que o vídeo propõe, até por que fica claro o objetivo dele: mostrar o sofrimento e a resiliência pelos motivos que conhecemos além do quanto se precisa correr em direção a mudança cultural. Continue lendo

mudança de hábitos, horizonte, olhar adiante, descansar

Mudança de hábitos (parte IV)

1 min de leitura

Mudança de hábitos – semana 4: AMPLIAR OS HORIZONTES

E chega a nossa última semana de mudança de hábitos.

Hoje se trata de levantar a cabeça, olhar para o horizonte (físico e mental) e pensar naquilo que podemos fazer para enriquecer nossas vidas bem longe da rotina.

Começar a viver de outra maneira

Não tem necessidade de fazer mudanças gigantescas; você pode ir para o trabalho por outro caminho, entrar num café que nunca tenha entrado ou numa loja que até agora desconhecia.

Pelo menos uma vez, tenta praticar diferentes tipos de esportes; trate de fazer o que nunca fez. Durante um dia normal, quando fizer as coisas rotineiras, pergunte-se “o que eu posso fazer de outra maneira, nesse momento?”

Você precisa criar o costume de provar algo novo todos os dias, e sair pouco a pouco da rotina.

Sair da zona de conforto

Claro que todo o anterior, se você tiver feito de verdade, já terá significado sair um pouco da zona de conforto, mas te convido à ir mais adiante.

Encarar teus medos e não só olhá-los, mas combatê-los. Aqui podemos dizer que somos partidários dos métodos radicais: tem medo de altura? Pois salte logo de paraquedas. Tem medo do seu chefe? Vá até o escritório dele com novas ideias, que melhorem a eficiência de seu local de trabalho.

Tem medo de conhecer gente nova? Então vá à uma festa onde não conheça quase ninguém ou ninguém, para que não haja a possibilidade de esconder-se atrás de conversas com colegas e deixar passar a oportunidade de conhecer gente nova. Tente provar-se em situações “extremas” como essas.

Descansar

O que você pensa? Que a vida é só trabalhar? Não, mas se você vai descansar, tente fazer isso fora de casa.

É indispensável desconectar-se, da internet, do telefone, também é importante estar sozinho(a). E nesse último ponto é igualmente essencial ter uma boa e sincera “retroalimentação”. O que passou? O que mudou? Que mudanças permanecerão em minha vida depois dessas quatro semanas?

Esperamos que você possa mudar e ressignificar aquilo que for necessário e dar valor ao que ficar 😉

Leia também
Mudanças Parte I
Mudanças Parte II
Mudanças Parte III

Retirado de Cámbiate (traduzido e adaptado)

mudança de hábitos, planos, metas, sonhos, objetivos

Mudança de hábitos (parte III)

2 min de leitura

Mudança de hábitos – semana 3: planos, metas e sonhos

Mudança de hábitos semana 1semana 2

Escrever e realizar os planos: Na semana passada você já deve ter feito uma lista de coisas para realizar. Olhe para ela. O que te parece? Te traz felicidade, entusiasmo e desejo de arregaçar as mangas e começar?

Se não, é possível que você precise fazer uma outra lista, com planos e metas diferentes. Ou então, seguir em frente com esses mesmo e perceber se são interessantes ou não. Em qualquer das situações, haverá um aumento de sua força e de seu desejo de viver. Continue lendo

mudança de hábitos, faxinar a casa, faxina, limpar o armário, desfazer

Mudança de hábitos (parte II)

2 min de leitura

Olá, hoje dividiremos com você a segunda parte (de 4) de um guia para mudança de hábitos. A primeira parte está logo aqui.

Semana 2: Limpeza dos espaços, dos assuntos e de tudo o que estiver ao seu redor.

E aí, preparad@?

Limpar os espaços: Tudo o que não serve, o que estiver sobrando ou atrapalhando. Guardar o velho no depósito não vale. Limpa e organiza todos os espaços., todas as mesas, armários, gavetas.

Pense: cada coisa que existe na sua casa não só ocupa espaço, mas também leva um pouco da sua energia, até a coisa mais pequena. Vale a pena? Continue lendo

mudança de hábitos, corredor de rua, corredor, atleta, corrida

Mudança de hábitos (parte I)

3 min de leitura

Que tal uma mudança de hábitos em quatro semanas?

Baseado nas ideias de Svetlana Pokrevskaya, uma blogueira que escreve numa língua que eu jamais vou entender (é um monte de desenho :/), traduzido por genial.guru e depois por nós do Psico.Online, vamos deixar aqui a primeira parte desse desafio.

Vamos juntos?

O que te espera na metade deste caminho (não diremos ao final, porque este é um caminho sem fim) superará as suas expectativas. Levando à sério essas instruções poderá sentir a harmonia fluir, terá consciência do que você pode, verá uma luz no fim do túnel e o caminho correto, que com o tempo poderá ser o seu caminho. Continue lendo