inteligência emocional, cérebro e coração juntos

18 dicas para ter inteligência emocional

8 min de leitura

Você sabia que ter um alto QI não significa ter inteligência emocional (IE) proporcionalmente alta?

A inteligência emocional é algo inerente a todo ser-humano, mas nem todos estão aptos a usa-la. E o mais incrível e importante é que ela afeta a maneira de gestionar o nosso comportamento, de superar nossas dificuldades sociais e de tomar decisões pessoais para alcançar resultados positivos.

Apesar da importância da inteligência emocional, sua natureza intangível a torna incalculável e acaba sendo difícil saber o que é preciso para melhora-la, mas sempre é possível fazer um teste cientificamente validado. O único problema é que nenhum é gratuito, mas dai sempre tem gente disposta a facilitar as coisas, como é o caso do Dr. Bradberry, responsável pela análise de traços de mais de 1 milhão de pessoas e criação de um indicativo capaz de demonstrar os altos níveis de IE.

Aqui estão os 18 sinais que demonstram isso:

1. Ter um amplo vocabulário emocional

Todo mundo tem emoções, mas só alguns podem identifica-las.

Pessoas emocionalmente inteligentes dominam suas emoções porque as compreendem e, para isso, utilizam um vocabulário emocional muito amplo. Enquanto outras pessoas simplesmente dizem que “estão mal”, os emocionalmente inteligentes podem distinguir se sentem-se irritados, frustrados, ansiosos. Quanto mais específicas sejam as palavras, melhor se compreende um sentimento, o que o provocou e o que se deve fazer a respeito.

2. Sentir curiosidade pelos demais

Independentemente se são extrovertidas ou introvertidas, as pessoas emocionalmente inteligentes sentem curiosidade em relação aos demais que as rodeiam. Essa curiosidade é fruto da empatia, uma das vias que levam à inteligência emocional. Quanto mais você se preocupa com os demais e como tem estado, mais curiosidade eles te inspirarão.

3. Aceitar as mudanças

As pessoas emocionalmente inteligentes são flexíveis e se adaptam constantemente. Sabem que o medo da mudança é paralisante e uma das principais ameaças na hora de triunfar e conseguir ser feliz. Se antecipam às mudanças e criam um plano de ação para o caso das mudanças se materializarem.

4. Conhecer seus pontos fortes e pontos fracos 

As pessoas emocionalmente inteligentes não só entendem das emoções, mas sabem também o que as faz bem e o que faz mal. Conquistar um alto nível de inteligência emocional implica em conhecer seus prontos fortes e usá-los a seu favor e conhecer e aceitar seus pontos fracos, sem deixar que te freiem.

5. Ter critério para fazer julgamentos

A inteligência emocional se reduz a consciência social, que é a capacidade de compreender as emoções dos demais e entender o que está acontecendo. Com o tempo, essa capacidade te transforma num juiz de caráter com critério excepcional. Nada será um mistério para você. Saberá o que motiva cada pessoa, inclusive essas mais difíceis, que não se apreciam a primeira vista.

Leia também: As dificuldades de quem não tem inteligência emocional

6. Não ofender-se com facilidade 

Quando você sabe quem é, dificilmente alguém fará ou dirá algo que te tire o juízo. As pessoas emocionalmente inteligentes e seguras de si mesmas tem a mente aberta, o que significa que são muito mais fortes. Inclusive podem rir de si mesmas e deixar que os demais façam piadas a seu respeito, porque são capazes de desenhar mentalmente a linha que separa o humor da degradação ou da falta de respeito.

7. Saber dizer não 

Clique e fale com um Psicóloga Online agoraTer inteligência emocional requer autocontrole, ou seja, saber esperar as recompensas e não agir impulsivamente. Quanto mais nos custar dizer não, mais provavelmente experimentaremos o estresse, o esgotamento e inclusive a depressão.

Mas saber dizer não é uma das coisas mais difíceis para muitas pessoas. A palavra “não” tem muito poder, mas não deveríamos ter medo de pronunciá-la.

8. Distanciar-se dos erros

As pessoas emocionalmente inteligentes se distanciam de seus erros, mas não os esquecem. Ao manter uma distância de segurança, mantendo-os ainda a vista, somos capazes de nos adaptar para conseguir melhores resultados no futuro.

Lamentar-se por um erro durante muito tempo faz com que experimentemos ansiedade e medo, enquanto que esquecê-lo por completo faz com que aumentem as chances de voltarmos a cometê-lo.

A chave para manter o equilíbrio está na capacidade para transformar os fracassos em oportunidades para melhorar.

9. Dar sem esperar nada em troca

Quando alguém dá algo se interesses, sem esperar nada em troca, passa uma boa impressão. Pessoas emocionalmente inteligentes cuidam muito bem de suas relações, porque sempre pensam com cuidado nos demais.

Mas atenção, pensar nos demais e esquecer de si é sinal de que te falta inteligência 😉

10. Não guardar rancor

As emoções negativas que geramos ao guardar rancor são na realidade uma resposta ao estresse. A mera ação de pensar no que aconteceu nos põe em modo de luta ou fuga, um mecanismo de sobrevivência que nos obriga a estarmos preparados para um enfrentamento ou para sair correndo quando uma ameaça se apresenta.

Quando a ameaça é iminente, essa reação é essencial para a sobrevivência, mas quando é água passada, acumular esse estresse causa estragos no corpo e pode trazer consequências devastadoras para a saúde.

Guardar rancor contribui para o aumento da pressão arterial e para o desenvolvimento e doenças do coração. Além disso, sabemos que abandonar situações que nos causem estresse é essencial para ter uma vida saudável.

Deixar o rancor de lado não somente nos fará sentir melhor, mas trará benefícios para a nossa saúde.

11. Neutralizar as pessoas tóxicas

Lidar com pessoas difíceis é frustrante e esgotante. Precisamos prestar atenção aos nossos sentimentos para saber controlar nossas interações com pessoas tóxicas.

Quando se tem que enfrentar uma pessoa tóxica, devemos agir de maneira racional.

Pessoas emocionalmente inteligentes identificam suas emoções e não permitem que a ira ou a frustração alimentem o caos. Também tem em conta o ponto de vista da pessoa difícil e são capazes de chegar a um lugar comum, confortável para solucionar os problemas.

12. Não buscar a perfeição

Se queremos ser emocionalmente inteligentes não devemos ter a perfeição como meta, pois deveríamos, antes de tudo, saber que ela não existe. Os seres humanos, por natureza, são falíveis. se o seu objetivo é a perfeição, sempre te sobrará a sensação de ter fracassado e você acabará rendendo-se ou reduzindo o seu esforço.

Perderá tempo lamentando por não ter conseguido o que se propôs, ao invés de desfrutar do que foi capaz de conseguir e animar-se pelo que poderá conseguir no futuro.

13. Apreciar o que se tem

Contemplar as coisas e agradecer por nossas conquistas não somente é algo que deveríamos fazer, mas também melhora nosso estado de ânimo, já que essa atitude pode reduzir o nível de cortisol (hormônio do estresse) em quase 23%.

Pessoas que se esforçam por manter uma atitude grata podem melhorar seu estado de ânimo, ter mais energia e maior sensação de bem-estar, mas lembre-se de assumir suas emoções e sentimentos. Cobrar-se demasiadamente não é uma atitude positiva e tem gente que se cobra por não sentir gratidão. Ela vem com o tempo, com o exercício diário e uma vida em equilíbrio.

14. Desconectar

Desconectar de vez em quando demonstra inteligência emocional porque nos ajuda a manter o estresse sob controle e viver o momento. Quando você se mantem disponível para o trabalho 24 por dia, se expõe a uma constante corrente de situações estressantes.

Obrigue-se a se desconectar e inclusive a desligar o celular para que seu corpo e mente descansem.

A gente não tem que estar sempre disponível e aproveitar momentos de desconexão te traz tantos benefícios que você deveria experimentar.

15. Limitar o consumo de cafeína

O consumo de cafeína propicia a secreção de adrenalina. A adrenalina nos coloca num estado de alerta constante e lembra que a gente já falou que estar num estado de alerta constante não é saudável? Além disso, quando você realiza uma tarefa sob o efeito da cafeína não está sendo você mesmo/a.

Se você precisa da cafeína pra manter a atenção ou pra não dormir, pense bem, tem algo errado aí, não? A inteligência emocional tem que agir pra cuidar de você, da sua mente e do seu corpo também.

16. Dormir o suficiente

Sabia que dormir bem e suficiente potencializa a inteligência emocional? Quando dormimos o cérebro aproveita pra fazer sua recarga, acontece o repasse das recordações do dia e a organização ou exclusão das memórias.

Autocontrole, concentração e memória são reduzidos quando não dormimos bem ou o suficiente. Então anota aí, dormir é uma prioridade se você quer ter inteligência emocional.

17. Evitar os monólogos pesimistas

Quanto mais voltas você der nos pensamentos negativos, mais poder os concede. A maioria dos nossos pensamentos negativos não são mais do que isso, pensamentos.

É preciso separar nossos pensamentos do que de fato acontece para não entrar num ciclo de pensamentos negativos desnecessários e sem utilidade alguma. Rumo a uma perspectiva mais otimista.

18. Ser feliz apesar das opiniões alheias

Quando a sensação de prazer e satisfação dependem da opinião dos outros, você deixa de ser o autor da sua própria felicidade. Devemos nos sentir felizes, bem, satisfeitos, apesar do que dizem os outros. Ainda que a gente saiba que opiniões sempre existirão, elas não podem nos abater, nem mudar nossas escolhas. Independentemente do que você ouça, sua autoaceitação depende de você!

Texto publicado originalmente no HuffPost (traduzido e adaptado)

Advertisements
Psico.Online
Psico Online - Psicólogas e Psicólogos 24 horas rápido, fácil e descomplicado. Psicologia Online para acolhimento psicológico. Somos uma plataforma de acolhimento psicológico 24 horas, ligando clientes e psicos, de maneira fácil e descomplicada. Reunimos profissionais da Psicologia, psicólogas e psicólogos, que oferecem orientação psicológica a fim de facilitar o acesso de pessoas que buscam auxílio profissional psicológico, em questões emocionais, de relacionamento, profissionais, autoconhecimento e saúde mental, de forma simples e rápida.
Psico.Online on FacebookPsico.Online on GooglePsico.Online on InstagramPsico.Online on LinkedinPsico.Online on PinterestPsico.Online on TumblrPsico.Online on TwitterPsico.Online on WordpressPsico.Online on Youtube

Psico.Online

Psico Online - Psicólogas e Psicólogos 24 horas rápido, fácil e descomplicado. Psicologia Online para acolhimento psicológico. Somos uma plataforma de acolhimento psicológico 24 horas, ligando clientes e psicos, de maneira fácil e descomplicada. Reunimos profissionais da Psicologia, psicólogas e psicólogos, que oferecem orientação psicológica a fim de facilitar o acesso de pessoas que buscam auxílio profissional psicológico, em questões emocionais, de relacionamento, profissionais, autoconhecimento e saúde mental, de forma simples e rápida.

Participe, queremos ler o que você tem a dizer