sonhos, devaneios, interpretação de sonho, conteúdo latente, sono

O que são os sonhos? E para que servem?

2 min de leitura · 

Sonhos são como produtos mentais que surgem durante o processo de descanso chamado sono.

O que são os sonhos?

O sono como descanso é uma função psicobiológica necessária para os seres humanos e que nos permite a recuperação das atividades físicas e psíquicas. Para isso, desativamos nosso corpo e nos colocamos num estado que nos permite restaurar-nos.

Em determinadas fases do sono se desativa parcialmente o tronco cerebral. Essa estrutura é responsável pela comunicação entre cérebro e corpo e nela estão os neurônios piramidais, encarregados de transmitir aos membros as ordens de movimento e é por meio deles também que se recebe boa parte das informações do que está acontecendo com o corpo. Também se desativa parcialmente o lobo frontal, parte do cérebro que comanda as funções executivas (planejar, organizar, dar sentido, etc).

O resto das funções cerebrais continuam praticamente em atividade normal, como se estivéssemos acordados. Por isso, durante um sono o nosso cérebro continua trabalhando, reproduzindo o mundo e nossos comportamentos nele.

Temos imagens, palavras, sensações e emoções. Porém, as estruturas que já estão desligadas dão um toque especial: não há movimentos, por vezes os conteúdos podem ser caóticos ou muito fantasiosos e totalmente sem sentido.

O sonho tem duas funções psicológicas reconhecidas:

  • Há bastante consenso de que ele ajuda a estabelecer a memória a longo prazo e permite que nosso descanso continue, sem que despertemos.
  • Outros consideram que existem indícios para considerar que os sonhos são como um treinamento para que possamos enfrentar situações difíceis.

O significado dos sonhos

A maioria dos sonhos em psicoterapia parecem ter um significado oculto, que necessita ser desvendado. É como se os sonhos nos emitissem metáforas, compostas por linguagens e/ou imagens (Pesant y Zadra, 2004; Hill, 2000). Para os estudiosos que lhe dão um sentido, existem dois níveis de significado nos sonhos: o conteúdo manifesto, composto pelo que se sonha e o conteúdo latente, que seria o que necessita de interpretação.

Outros estudiosos consideram ainda que os sonhos são conteúdos descartáveis de nossa mente, sem nenhum significado e sem muita utilidade para potencializar nossa memória (Hobson, 2000).

O que podemos entender é que não dá pra chegar pra um psicólogo na mesa do bar e dizer “tive um sonho, o que isso significa?”. Porque são necessárias algumas coisas quando falamos de interpretação.

Primeiro que nem todos acreditam que há uma interpretação e segundo, quem acredita e segue essa linha de pensamento, precisa compreender algumas questões da pessoa que sonha e principalmente, trabalhar com a associação livre, para que aos poucos surjam as interpretações.

Se você tem sonhos mirabolantes e acredita que eles querem dizer algo à você, procure um psico que lhe ajude, que lhe ouça e consiga te orientar nessa interpretação dos conteúdos latentes 😉

Boa parte desse texto foi retirada, traduzida e adaptada de psicoterapeutas.com

 

O quanto este post foi útil para você?

Clique nos corações para votar!

Média / 5. Contagem de Votos:

Sentimos muito por este post não ter sido útil para você.

Nos diga como melhorar as postagens

Você vai gostar de ler também:

Raquel Ferreira

CRP 6/101759 - Graduada pela Universidade São Francisco, mestre em Ciências da Saúde pela Coordenadoria de Controle de Doenças do Estado de São Paulo. Psicóloga clínica desde 2010, busca constante aprimoramento na abordagem analítica. Estudou Cinesiologia no Instituto Sedes Sapientiae, frequentou grupos de estudo e supervisão teórica na Sociedade Brasileira de Psicologia Analítica de São Paulo e ainda, integrou o grupo de Neurociências do Instituto de Infectologia Emílio Ribas. Atualmente é doutoranda em Psicologia Social, pela Universidad Complutense de Madrid.

Participe, queremos ler o que você tem a dizer