Crítica Social – uma visão pessimista da sociedade

5 min de leitura

Crítica Social é pensamento. É questionar aquilo que nos é empurrado olho abaixo (ou goela) para que acreditemos que a realidade é formada assim ou assado.

A psicologia, a filosofia, a sociologia e boa parte das ciências humanas com o conhecimento plural e transdisciplinar, são as responsáveis por desmanchar esse tipo de visão que o senso comum (a grande maioria das pessoas) tende a seguir.

Critica Social: TDAH ou Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade
Crítica Social: TDAH ou será que queremos muita coisa de nossos pequenos? Será que toda essa informação deixou de ser prazer para virar obsessão ou vício ou “forçação” de barra?

Seguir só não é palavra, passa a adquirir, compra e naturaliza ou cristaliza a ideia, a partir do que bons manipuladores são capazes de fazer com diversos objetivos.

Não estou dizendo que tudo são flores silvestres em um campo florido no meio desta floresta que vivemos, que fique claro, assim como também não estou dizendo que fazer crítica social ferrenha sem considerar prós e contras, seja correto.

Mas este post, inicialmente, era apenas para compartilhar uma série de imagens que criticavam nossa sociedade.

Daria até um certo buzz entrar no modelo de crítica social ferrenha a partir daquilo que os olhos vêem e do que a maioria concorda e compartilha, mas tentar ver por outro ponto de vista é uma constante aqui no Psico.Online.

Na nossa sociedade, que já foi chamada de líquida por Zygmunt Bauman, que já foi imensamente achincalhada por posts infinitos e descontentamentos de diversos contextos e em tantos outros textos de crítica social e que  muitas vezes, nos dá vieses muito pessimistas sobre o que é que realmente acontece por aí, chega a ser essencial que se observe o mesmo ponto, a partir de uma outra ótica.

Tem motivo, é claro. Freud já falou sobre isso no Mal Estar da Civilização. Outros autores já trataram o tema, vários filósofos e pensadores de diversas perspectivas trataram dessa angústia, desse vazio e do comportamento que os indivíduos adquirem quando estão em grupo.

Há poucos dias, fizemos uma provocação nesse sentido no post abaixo la no Facebook, falando sobre a Involução Moral.

 

Mas também tem o outro lado da crítica social

No livro Os Anjos bons da nossa Natureza, o psicólogo canadense Steven Pinker toma para si o desafio de responder, e também de explicar as razões pelas quais as pessoas têm trilhado o caminho da paz com mais frequência, seja nas relações interpessoais, seja na diplomacia global.

Não é fácil enxergar essa tendência, reconhece o psicólogo Pinker.

A constatação de que a taxa de homicídios em países europeus caiu entre 90% e 98% desde a Idade Média, por exemplo, acaba sendo ofuscada pelo fato de que o continente passou pelo maior genocídio de sua história há menos de um século.

O mesmo vale para essas imagens abaixo, que em todos os sites que encontramos atribuem-nas a um ilustrador argentino chamado de “Al margem”, mas ninguém (até onde achamos) questionou que Al margem é um pseudonimo para “à margem”, aquilo que está ao redor e que circunda nossa sociedade.

Não achamos outras origens para os traços e mesmo assim, embora sejam incríveis como crítica social para reflexão, vale a pergunta, será que esses desenhos representam caricaturas de uma visão naturalizada? Será que é sempre assim ou apenas isso?

Visão pessimista de um copo meio vazio? E o outro lado de cada uma das coisas que ela representa? Para ser bem vulgar nesse tipo de questionamento e afirmação, “até remédio que cura têm indicação e contra-indicação”.

Enfim, pedimos  que pensem na representatividade e nos dois extremos: no que as caricaturas da crítica social demonstram e naquilo que elas contrapõem e que fazem, como sempre deveria ser feito, na hora de buscar o equilíbrio.

A prisão do silêncio que o dinheiro poderia comprar.

Crítica Social: O silêncio que o dinheiro pode comprar - Psico.Online - Al Margen
Crítica Social: O silêncio que o dinheiro pode comprar – Psico.Online – Al Margen

Crítica Social: acendendo o pavio da bomba que cresce no peito. Ou seria uma crítica aos cigarros?

Crítica Social: acendendo a bomba que está no meu peito - Psico.Online - Al Margen
Crítica Social: a bomba prestes a explodir em meu peito. O consumo dos cigarros. O vício e os fumantes. Serão apenas alguns momentos antes de todos terem ataques cardíacos?
Crítica Social: a visão unilateral dos estudos. Há espaço para novas descobertas? - Psico.Online - Al Margen
Crítica social: Nosso modelo de ensino hoje, nossa prisão diante do da força da mídia. Será que essa geração consegue quebrar as correntes ou trabalham sempre a mesma coisa?
critica social: pais e filhos
Crítica Social: enquanto sua boca vocifera impropérios os ouvidos mais jovens percebem apenas nuances daquilo que está errado. Ai entram os aproveitadores como jogos da Baleia Azul, Alto Consumismo, Depressão. A crítica social está no fator de você não ter olhos para aquilo que é importante ou será que é apenas o momento da discussão?
Crítica Social: a escalada do corpo e a objetificação da mulher
Crítica Social: a escalada e os benefícios da produtificação do corpo humano? A mulher objeto como Paniquetes que apela para o desejo sexual para remunerar. A postura e o caminho e os benefícios? Será que as que seguem esse caminho são mesmo infelizes? Há profissões e cabeças de todos os tipos. A mais antiga do mundo já funcionava desse jeito. Será que é do momento?
Crítica Social: O selfie Big Brother e as novinhas - Psico.ONline
Crítica Social: Big Brother. Selfies. Nudes. Mulheres. Aquela novinha é uma criança sabia? O quanto você se protege das vistas e o quanto você expõe. Será que você está realmente pensando na sua individualidade, na sua privacidade diante da internet?
Crítica Social: Educação
Crítica Social: Educação
Crítica Social: Low Battery
Crítica Social: Por que andamos tão cansados? será que exageramos? Será que nossa bateria está viciada como a bateria viciada do nosso celular?

Veja outros posts com imagens aqui no Psico.Online:

Psico.Online
Psico Online - Psicólogas e Psicólogos 24 horas rápido, fácil e descomplicado. Psicologia Online para acolhimento psicológico. Somos uma plataforma de acolhimento psicológico 24 horas, ligando clientes e psicos, de maneira fácil e descomplicada. Reunimos profissionais da Psicologia, psicólogas e psicólogos, que oferecem orientação psicológica a fim de facilitar o acesso de pessoas que buscam auxílio profissional psicológico, em questões emocionais, de relacionamento, profissionais, autoconhecimento e saúde mental, de forma simples e rápida.
Psico.Online on FacebookPsico.Online on GooglePsico.Online on InstagramPsico.Online on LinkedinPsico.Online on PinterestPsico.Online on TumblrPsico.Online on TwitterPsico.Online on WordpressPsico.Online on Youtube
Raul Oliveira
Formado em Administração com ênfase em Marketing, workaholic geek que respira tecnologia, pesquisador e mestrando em tecnologias da inteligência e design digital hoje está no papel de graduando em Psicologia é um dos fundadores do Psico.Online e do MeuPsicoOnline.com.br
Raul Oliveira on BloggerRaul Oliveira on Facebook

Psico.Online

Psico Online - Psicólogas e Psicólogos 24 horas rápido, fácil e descomplicado. Psicologia Online para acolhimento psicológico. Somos uma plataforma de acolhimento psicológico 24 horas, ligando clientes e psicos, de maneira fácil e descomplicada. Reunimos profissionais da Psicologia, psicólogas e psicólogos, que oferecem orientação psicológica a fim de facilitar o acesso de pessoas que buscam auxílio profissional psicológico, em questões emocionais, de relacionamento, profissionais, autoconhecimento e saúde mental, de forma simples e rápida.

One thought to “Crítica Social – uma visão pessimista da sociedade”

Participe, queremos ler o que você tem a dizer