abuso e exploração prostituição infantil

Abuso e exploração de menores: até quando?

1 min de leitura · 

Abuso e exploração de crianças e adolescentes, sabia que hoje é o dia nacional de combate à isso tudo? e nós vamos ajudar a esclarecer algumas coisas.

Abuso e exploração de menores, o que é isso?

É uma violação do corpo de crianças e adolescentes, seja pelo uso de força física ou outra forma de coerção, podendo ser inclusive emocional.

O abuso e exploração sexual são as duas formas, igualmente perversas e gravíssimas, com que a violência sexual se manifesta e isso é CRIME!

O abuso é qualquer ato que estimule ou promova a satisfação sexual, imposto por força física, ameaça ou sedução. O abusador costuma ser um membro da família ou conhecido. Já a exploração pressupõe uma relação de mercantilização, onde o sexo é fruto de uma troca financeira, de favores, presentes.

A exploração sexual muitas vezes está relacionada a redes criminosas e envolve uma pessoa que faz o intermédio da relação da criança/adolescente com o cliente, tirando lucro da situação.

Existe uma série de fatores que podem favorecer esse tipo de violência. Geralmente estão presentes a pobreza, as questões de gênero, étnicas, culturais, a erotização do corpo da criança e do adolescente pela mídia, o consumo de drogas, as disfunções familiares e a baixa escolaridade. ABUSO ou EXPLORAÇÃO, tanto faz, é CRIME e se você souber de algum caso, procure ajuda, denuncie, disque 100, Disque Direitos Humanos!

Lugar de criança é na escola, em casa, brincando, sendo feliz e protegida de qualquer situação de constrangimento, dor física ou emocional.

Para saber mais
Childhood – diferenças entre abuso e exploração
Leis que garantem a proteção dos menores

Divulgue este vídeo para as crianças, eles ensinam de maneira didática que ao se sentir coagida ou ameaçada a criança deve procurar ajuda. E Pais, por favor né? Ouçam seus filhos, ao menor sinal ou indicação procure por ajuda. Abuso e exploração causam problemas aos seus filhos para o resto da vida deles. Compartilhe e ajude a combater.

O quanto este post foi útil para você?

Clique nos corações para votar!

Média / 5. Contagem de Votos:

Sentimos muito por este post não ter sido útil para você.

Nos diga como melhorar as postagens

Raquel Ferreira

CRP 6/101759 - Graduada pela Universidade São Francisco, mestre em Ciências da Saúde pela Coordenadoria de Controle de Doenças do Estado de São Paulo. Psicóloga clínica desde 2010, busca constante aprimoramento na abordagem analítica. Estudou Cinesiologia no Instituto Sedes Sapientiae, frequentou grupos de estudo e supervisão teórica na Sociedade Brasileira de Psicologia Analítica de São Paulo e ainda, integrou o grupo de Neurociências do Instituto de Infectologia Emílio Ribas. Atualmente é doutoranda em Psicologia Social, pela Universidad Complutense de Madrid.

Participe, queremos ler o que você tem a dizer