A felicidade de todos os dias
0 (0)

O momento atual está cheio de alegria e felicidade, mas se não estiver atento, não as verá – Thich Nat Hanh

Especulamos cada coisa, cada momento ou cada pessoa que poderiam nos fazer felizes. Nos metemos numa espiral na qual o objetivo parece algo essencial e inevitável. E provavelmente é, mas não necessariamente da maneira como estão nos empurrando a acreditar.

Nossas emoções nos conformam, nos movem e condicionam. Por isso, quem sabe deveríamos começar por um exercício de auto-conhecimento, especialmente nos momentos em que nos sentimos piores. As pesquisas do neurocientista A. Korb podem nos ajudar com isso.

Pode parecer que nas circunstâncias em que parecemos mais cansados, desmotivados ou tristes, nosso cérebro está contra nós.

Para entender o que acontece devemos saber um pouco sobre ele. Entre outras questões é importante saber que as emoções como a vergonha, por exemplo, o orgulho ou a culpa produzem atividade cerebral nas mesmas áreas. A satisfação é a emoção mais forte nessa região, mas quando se ativa o núcleo accumbens, a vergonha e a culpa podem literalmente anulá-la.

Essa área do cérebro é conhecida por ser um centro de recompensas, o que significa que se permitirmos aos sentimentos negativos que assumam o controle, nos sentiremos estranhamente consolados. Pelo menos por um período de tempo. (mais…)

Clique para votar
[Total: 0 Average: 0]

Continuar lendoA felicidade de todos os dias
0 (0)

Não sei ouvir críticas e agora?
0 (0)

Quem se irrita com as críticas, reconhece que as merecia - Cayo Cornelio Tácito Discutir faz parte de nosso modo de comunicação. E, geralmente, a crítica é a fonte das discussões. Gostamos disso. Não podemos evitar. E, na maioria das ocasiões, discutimos sem quaisquer fundamentos, sem alternativas reais, somente por fazer, mas esse seria outro tema. O que podemos fazer para responder às críticas de maneira adaptativa? Vamos propor algumas ideias. As vezes, conseguimos seguí-las, vejamos se te ajuda também. Seja agradável. Responder insultando ou com agressividade é um sinal de vulnerabilidade, e quem te critica sabe disso. Por isso, se…

Continuar lendoNão sei ouvir críticas e agora?
0 (0)

O que é o amor próprio, afinal?
0 (0)

Ah o amor próprio!

Nos bombardeiam há muito tempo com a ideia de que nossa felicidade, estabilidade emocional e, inclusive o amor, estão intimamente ligados a maneira como nos amamos. Ou melhor, a como nos amamos ou não.

Temos que admitir, dito dessa maneira, parece muito bom. Se você não tem amor próprio, não poderá amar o outro. Mas ta aí uma pergunta que sempre me faço: o que é amar-se a si mesmo?

Pode parecer egoísta, não? Há quem entenda dessa maneira e aplica o famoso “eu em primeiro lugar”. Uma interpretação muito particular da proposta de amar-se, mas não creio que a coisa deva ir bem por aí.

Amarmos a nós mesmos é começar um caminho adequadamente.

Ou seja, não se trata de amar aos demais e não nos amarmos. O fato é, não será possível amar o outro se o ponto de partida não sou eu mesmo. Ficou confuso? (mais…)

Clique para votar
[Total: 0 Average: 0]

Continuar lendoO que é o amor próprio, afinal?
0 (0)

Amor próprio: 5 passos para alcançá-lo
0 (0)

Ah, esse tal de amor próprio. Aposto que se vendessem numa prateleira você trataria logo de fazer um estoque. Querer-se, amar-se, respeitar-se não é algo fácil. Principalmente porque nunca nos ensinam a fazê-los. Inclusive, podemos dizer que nos ensinam o contrário. Nos levam a pensar que cuidar de si mesmo/a é algo complascente, uma falta de modéstia, inclusive.

Mas amar-se não é fazer o que outros, ou a sociedade, dizem que devemos fazer. E a maioria de nós não sabe como fazer. Pode parecer uma tarefa difícil, impossível até. Mas hoje vamos te ajudar um pouquinho com essa questão, em cinco simples passos.

Claro que esses passos não são o segredo para mudar de vida e amar-se como se não houvesse amanhã, mas é um começo, se tiver dúvidas, escreve pra gente?

5 passos para alcançar o amor próprio

(mais…)

Clique para votar
[Total: 0 Average: 0]

Continuar lendoAmor próprio: 5 passos para alcançá-lo
0 (0)

Respeito e os limites da razão
0 (0)

Respeito: curiosa palavra. Já falamos dela inclusive no post Saiba o que é Respeito.

A utilizamos nos mais variados contextos e, em muitas situações, com os mais diversos significados.

Segundo as pessoas, o que pensam, o que sentem ou o que criam, a facilidade para “faltar com o respeito”, muda.

Num contexto determinado, falar de alguns temas pode ser falta de respeito. Enquanto em outros, pode ser uma sátira ou uma crítica.

Editar um manual sobre o uso do que é e do que não é respeito, poderia ser um trabalho eterno. Está condicionado por uma infinidade de limitações. Depende das pessoas, dos entornos, das circunstâncias… Definitivamente e indubitavelmente, é um fenômeno dinâmico e sujeito a interpretações de uns e outros.

Está condicionado, sem dúvidas, pelo bom ou mau gosto, pela oportunidade, pelo ego de quem fala, e também pelo de quem se sente injustiçado. É algo muito difícil de medir. Pode variar, inclusive, de acordo com o idioma que falamos, ou pela religião que vivemos.  (mais…)

Clique para votar
[Total: 0 Average: 0]

Continuar lendoRespeito e os limites da razão
0 (0)

Uma questão de autonomia. O empoderamento é real?
0 (0)

Me pego refletindo sobre a autonomia e o poder que ela exerce em nossas vidas e como a falta dela pode ter muitas consequências e me pergunto, até que ponto realmente nos empoderamos da Autonomia?

Em minha experiência como psicoterapeuta percebo que quando a pessoa se dá conta que tudo é uma questão de escolha, há um certo espanto e temor, pois parece que não lhe é permitido ou é estranho ter o poder das escolhas e se responsabilizar pelos seus atos.

Claro, acredito que tudo isso se deva ao fato de que a todo o momento somos reforçados a endereçar a responsabilidade a terceiros, sempre estamos de certa forma nos reportando a alguém, uma sociedade, uma moral e a responsabilização de algo fluir ou não, pode ser ao Governo, a Deus, aos pais, ao psicólogo… (mais…)

Clique para votar
[Total: 0 Average: 0]

Continuar lendoUma questão de autonomia. O empoderamento é real?
0 (0)

Gentileza que gera amor, que gera mágica
0 (0)

Vamos falar sobre gentileza

Todos os dias tem um milhão de vídeos motivacionais invadindo a nossa timeline e nos mostrando que a vida pode ser melhor, mas tem dias que surgem coisas especiais, dessas que a gente não é capaz de controlar as lágrimas e que nos fazem pensar em como dá pra ter um mundo legal pra viver.

Hoje eu encontrei esse vídeo, que mostra a história de um garoto de 12 anos que quis fazer ursinhos de pelúcia pra dar às crianças doentes de um hospital em Hobart, na Austrália e a doçura com que ele faz isso me tocou. (mais…)

Clique para votar
[Total: 0 Average: 0]

Continuar lendoGentileza que gera amor, que gera mágica
0 (0)

Em busca da felicidade (pelo caminho errado)
0 (0)

“Muitas pessoas perdem pequenos momentos de felicidade enquanto buscam grandes alegrias”. – Pearl S. Buck

Quantas vezes você desejou ter uma nova chance para poder dizer ou fazer algo de uma outra maneira?

Nesse momento é como se a gente percebesse que fez a escolha completamente errada e fosse tomado por um arrependimento gigantesco e tudo o que faz sentido agora é lamentar pela escolha e sofrer as consequências do erro. Acontece que a gente esquece de que a vida é uma constante história sendo escrita e que os erros fazem parte do nosso aprendizado, para que possamos, na sequência, acertar! (mais…)

Clique para votar
[Total: 0 Average: 0]

Continuar lendoEm busca da felicidade (pelo caminho errado)
0 (0)

Os valores e a importância que não damos à eles
0 (0)

Será que vale mesmo a pena falarmos de valores? Parece algo tão ultrapassado, em desuso…

Mas obviamente já conhecem a minha resposta. Sim! Sempre é tempo de se falar de valores, de tentar resgatá-los e tornar o mundo melhor.

A exposição constante a diversas situações que experimentamos diariamente, faz com que pareça difícil que muitos de nossos valores resistam. E isso não se passa só com os mais jóvens. A difusão da falta de valores está em diversos meios de comunicação, nas redes sociais e nos velhos jornais, cheios de conteúdos reprováveis e que atentam contra a dignidade humana, mas que se tornam o pão nosso de cada dia. (mais…)

Clique para votar
[Total: 0 Average: 0]

Continuar lendoOs valores e a importância que não damos à eles
0 (0)

Quando a vida precisa seguir e nós podemos amadurecer
0 (0)

E nas minhas buscas por materiais que toquem o coração, eis que me deparo com esse vídeo, um trabalho maravilhoso do diretor Misko Iho.

Me fez refletir que a vida precisa seguir, mesmo quando estamos passando por maus momentos, mesmo quando a dor parece insuportável. Nada é para sempre e tudo nos ensina ou nos transforma, só precisamos estar abertos para seguir e compreender.

E quando a vida precisa seguir…

Agora lhes deixo com essa obra de arte e uma pequena reflexão: (mais…)

Clique para votar
[Total: 0 Average: 0]

Continuar lendoQuando a vida precisa seguir e nós podemos amadurecer
0 (0)

Para mais conteúdos, meu Ler Artigos

Não há mais páginas para carregar