16 min de leitura · 

Sentimento: os tipos de sentimentos  podem ser divididos em negativo (tristeza, medo, hostilidade, frustração, raiva, desespero, culpa, ciúmes), positivo (felicidade, humor, alegria, amor, gratidão, esperança) e neutros (como a compaixão e a surpresa).

Ainda assim é um assunto bastante complicado na psicologia e nos próximos dias revisitaremos este texto porque encontramos um artigo que criam 27 categorias de emoções (que são a base do sentimento). Imagina, como é complicado? [9] Então, se você chegou aqui hoje, volte novamente para conferir as novidades em breve, salva nos favoritos! 😉

Os sentimentos na psicologia

Os sentimentos, da psicologia, são considerados as experiências subjetivas das emoções. Estas são as experiências mentais dos estados do corpo que surgem quando o cérebro interpreta as emoções que aparecem com estímulos externos.

Uma reposta direta à pergunta: o que é sentimento para psicologia é: Os sentimentos são experiências subjetivas, acessíveis apenas à própria pessoa. As emoções, por outro lado, são expressivas, observáveis pelos outros (DAMÁSIO, 2000).

Outra diferença entre sentimentos e emoções, conforme apontado por Reeve (2006) e Bock, Furtado e Teixeira (2008) é a duração. Os sentimentos são mais duradouros, menos explosivos e não vêm acompanhados de reações orgânicas intensas. Já as emoções são fortes, passageiras e mutáveis.

Portanto, o que emociona um indivíduo hoje, pode não emocioná-lo amanhã. [8]

Exemplo: Você vê um tigre à distância, experimenta a emoção do medo e sente horror.

Os sentimentos originam-se na região neocortical do cérebro e são reações às emoções. Além disso, eles são subjetivos, sendo influenciados por experiências pessoais, memórias e crenças.

A diferença fundamental entre emoção e sentimento, segundo o neurocientista Antonio Damasio, autor do livro o Erro de Decartes, é que as emoções são respostas involuntárias, uma versão mais complexa de um reflexo.

Por exemplo, quando você está em perigo e o pulso acelera. O sentimento é estar ciente dessa emoção.

Os sentimentos fazem parte do ser humano desde que nascem. Somos seres sensoriais e podemos perceber o mundo através dos diferentes órgãos dos sentidos.

Muitos estímulos despertam sentimentos em nós: sentimos com o que pensamos, com o que observamos, com o que ouvimos, com o que sentimos, com o que tocamos ou com o que comemos.

Os Sentimentos e as Emoções

sentimento e sentimentos e emoções no psicoonline

Existem 6 emoções básicas no ser humano: nojo, raiva, medo, surpresa, alegria e tristeza – lembra do filme Divertidamente?

Primeiro, temos que diferenciar sentimentos de emoções.

Embora em muitos casos esses dois termos sejam usados ​​de forma intercambiável, veremos a definição de cada um deles:

As emoções são impulsos que envolvem reações automáticas e constituem um conjunto inato de adaptação de sistemas para o ambiente pelo indivíduo.

Em geral, as emoções duram menos que os sentimentos e motivam e motivam as pessoas a agir. Eles são mais curtos, mas também mais intensos.

Os sentimentos são blocos de informação integrada, síntese de dados de experiências anteriores que a pessoa viveu, de desejos, de projetos e do próprio sistema de valores.

Os sentimentos podem ser entendidos como um estado subjetivo da pessoa que é produzido como resultado das emoções que causam algo ou alguém.

Eles são um humor afetivo e são geralmente duradouros. Eles constituem um guia interno de como a pessoa dirige sua vida e enfrenta o meio ambiente.

As funções dos Sentimentos: para que servem?

Os estudos coincidem em apontar quatro funções principais das emoções:

Eles são o ponto de vista subjetivo e particular do sujeito

Eles servem para estabelecer seu relacionamento com o mundo. Tanto as pessoas quanto o conhecimento e o ambiente que o indivíduo percebe passam pelo filtro dos sentimentos anteriormente.

Esses são os que interpretam se algo é conhecido, desejado, desejado ou rejeitado.

Eles servem para indicar às pessoas um estado físico ou mental

De maneira subjetiva e diferente para cada indivíduo, eles indicam o estado em que nos encontramos em todos os níveis (biológico, mental, social, econômico, etc.).

Indique os valores segundo os quais a pessoa age

Através dos sentimentos, a pessoa guia seu comportamento em uma direção ou outra. Eles marcam as diretrizes, o caminho a seguir. Eles facilitam uma avaliação da realidade sobre a qual agimos de uma maneira ou de outra.

Eles são a base da conexão que nos une ao resto do povo

Eles nos ajudam a nos expressar, nos comunicar e nos entender.

Primeiro, os sentimentos modulam como somos e, portanto, como agimos.

Além disso, essa expressão é percebida pela pessoa com quem estamos interagindo, indicando em que estado estamos e atuando como base de nossa comunicação.

Em segundo lugar, os sentimentos nos permitem desenvolver empatia, ajudar-nos a entender o estado em que o outro está e facilita que nos coloquemos em seu lugar e assim possamos entender e ajudar.

Lista dos 17 tipos de sentimentos no ser humano

Podemos dividir os sentimentos em três tipos, dependendo das reações que provocam na pessoa que os experimenta: negativos, positivos e neutros.

Sentimentos negativos

Eles se manifestam na forma de desconforto na pessoa e servem para indicar que algo não está indo bem. Embora a tendência habitual seja querer rejeitar esse tipo de sentimentos, é necessário conviver com eles, analisá-los e extrair um aprendizado.

Isso, entre outras coisas, nos ajuda a evoluir como pessoas. Embora às vezes, eles podem se tornar geradores de estados mais graves e levar a doenças como depressão ou ansiedade .

Isso acontece se os sentimentos negativos são mais fortes do que os positivos de maneira repetida e habitual.

Existe uma longa lista de sentimentos que podem ser classificados como negativos. Vamos apenas nomear e definir alguns dos mais comuns:

1- A tristeza

Esse sentimento aparece em resposta a eventos considerados desagradáveis ​​ou indesejáveis. A pessoa sente desânimo, vontade de chorar e baixa autoestima.

Os principais desencadeadores da tristeza são a separação física ou psicológica, perda ou falha, desapontamento ou situações de desamparo.

2- A raiva

A raiva é definida como uma resposta de irritabilidade ou raiva que ocorre quando uma pessoa sente os seus direitos violados.

Os principais gatilhos da raiva são situações em que o indivíduo se sente magoado, enganado ou traído. São situações que bloqueiam a pessoa e impedem que ele atinja seu objetivo.

3- Medo

Esse sentimento é produzido pela aparência de um perigo ou por sua possível aparência em breve. Serve como um sinal de alarme, alertando para a proximidade de um perigo para a integridade do indivíduo.

O medo que a pessoa sente estará relacionado aos recursos ou capacidades reais ou subjetivas que ele tem para enfrentá-la.

Ou seja, nos casos em que a pessoa acredita que ele tem recursos suficientes para lidar com a situação têm uma maior sensação de medo que se você sabe capaz de fugir com o evento.

4- Hostilidade

É definido como um sentimento de ressentimento, acrimônia e indignação que é acompanhado por respostas implícitas verbais e / ou motoras.

Os principais gatilhos são violência física e hostilidade indireta. Quando a pessoa percebe que outro indivíduo mostra atitudes de irritabilidade, ressentimento ou suspeita em relação a ele ou para um amado de seu entorno.

5- O desespero

Este sentimento é caracterizado por uma crença subjetiva da pessoa que ele tem pouca ou nenhuma alternativa para modificar uma situação desagradável. Ou ele se sente incapaz de mobilizar sua própria energia e usá-la para sua vantagem.

Esse sentimento é levado em consideração nos casos de pessoas com depressão porque, como vários estudos mostraram, correlaciona-se com idéias e tentativas autolíticas.

Os principais desencadeantes são geralmente um declínio ou deterioração do estado físico e / ou psicológico, isolamento social e estresse de longo prazo.

6- Frustração

Esse sentimento aparece quando as expectativas de uma pessoa não estão satisfeitas por não conseguir alcançar o que é pretendido.

Quanto maiores as expectativas ou desejos de alcançá-lo, maior o sentimento de frustração, se não for alcançado. O principal gatilho é o fracasso de um desejo ou esperança de conseguir algo.

7- ódio

É definido como antipatia ou aversão a algo ou a alguém. Além disso, um sentimento de desejo pelo mal aparece para o sujeito ou objeto odiado.

Os principais gatilhos são as pessoas ou eventos que causam sofrimento ou ameaçam a existência da pessoa.

8- A falha

O sentimento de culpa surge da crença ou sentimento de ter transgredido os padrões éticos pessoais ou sociais, especialmente se alguém foi prejudicado.

O principal gatilho é a falta (ou a crença de tê-lo cometido) que uma pessoa produz e que resulta em remorso e má consciência.

9- Ciúme

É definido como o sentimento que uma pessoa experimenta quando suspeita que a pessoa amada sente amor ou afeto por outra pessoa, ou quando sente que outra pessoa prefere uma terceira pessoa em vez dela.

Diferentes situações reais ou percebidas como ameaçadoras pela pessoa podem desencadear esse tipo de sentimentos.

Sentimentos positivos

Esses sentimentos são aqueles que geram na pessoa um estado de bem-estar subjetivo, no qual a situação é valorizada como benéfica e envolve sensações agradáveis ​​e desejáveis.

Além disso, numerosos estudos indicaram os benefícios de ter sentimentos positivos, destacando-se entre outros:

  • Maior flexibilidade de pensamento
  • Incentiva a criatividade e uma visão mais ampla da situação.

Eles funcionam como um amortecedor para sentimentos negativos, porque ambos são incompatíveis. Proteger a saúde física e mental da pessoa, por exemplo, agindo contra o estresse e evitando as conseqüências prejudiciais do mesmo. E eles favorecem laços sociais, eles não só produzem bem-estar em nós, mas também nos que nos rodeiam.

Em seguida, nomearemos e definiremos os sentimentos positivos mais comuns:

10- Felicidade

Esse sentimento tem um grande impacto na pessoa. É a maneira pela qual a vida é valorizada de maneira positiva como um todo e em seus diferentes aspectos, como família, casal ou trabalho.

Toda uma série de benefícios derivados da felicidade foi demonstrada, como o aumento da empatia , criatividade , aprendizado ou comportamentos altruístas .

Os principais desencadeadores são a realização por parte da pessoa de conquistas ou objetivos que pretende e a congruência entre o que ele quer e o que ele / ela possui.

11- Humor

Refere-se à percepção de um estímulo como divertido e pode ser acompanhado por expressões físicas como sorrir ou rir. Também dá à pessoa uma boa predisposição para executar uma tarefa.

Os gatilhos podem ser muito variados e de vários tipos, embora uma situação ou ambiente social esteja normalmente envolvido.

12- Alegria

Esse sentimento é caracterizado por produzir um bom humor e bem-estar pessoal, além disso, o indivíduo que está nesse estado tende a ter uma atitude construtiva e otimista.

O gatilho é geralmente um evento que a pessoa percebe como favorável. Também pode ser acompanhado por um sinal físico, como um sorriso.

Pode ser um estado passageiro como resultado de um evento específico (passar em um exame ou conseguir um emprego), ou uma tendência de vida ou a atitude habitual com a qual uma pessoa dirige sua vida.

13- Amor

Esse sentimento é definido como o afeto que sentimos por uma pessoa, animal, coisa ou ideia. Os gatilhos são as percepções ou avaliações subjetivas que fazemos da outra pessoa. Os gregos, para se ter uma ideia, possuíam várias palavras para expressar os diferentes tipos de amor. Conheça um pouco mais neste post

Outros fatores, como solidão ou insegurança, podem levar a sentir o amor como uma necessidade.

14- Gratidão

Esse sentimento é o que se experimenta quando uma pessoa valoriza o favor ou benefício que alguém lhe deu. É acompanhado pelo desejo de corresponder com o mesmo tratamento.

Os principais gatilhos podem ser as ações realizadas por outra pessoa, ou uma sensação de bem-estar geral que a pessoa valoriza e, portanto, aprecia ter.

15- Esperança

Este sentimento é definido como a crença da parte de quem ele pode alcançar os objetivos ou metas que foram propostos. O indivíduo acredita que ele tem a capacidade ou recursos necessários para lidar com uma determinada situação.

Além disso, esse sentimento pode atuar como um estímulo, fornecendo motivação e energia que é direcionada precisamente para alcançar o que é proposto.

Os gatilhos podem ser muito variados. Por um lado, a confiança que a pessoa tem em si mesma. E, por outro lado, uma situação adversa pode predispor a pessoa a ter esperança de superá-la.

Sentimento neutro

São aqueles que quando produzidos não conduzem a reações agradáveis ​​ou desagradáveis, mas facilitarão o aparecimento de estados emocionais subseqüentes. Alguns dos principais sentimentos neutros são:

16- Compaixão

É o sentimento pelo qual uma pessoa pode sentir pena por outra pessoa que está sofrendo ou que está em uma situação desagradável e também está disposta a acompanhá-la nesse processo.

Os gatilhos podem ser variados, mas geralmente estão ligados a uma situação desagradável pela qual uma pessoa no ambiente está passando, embora não necessariamente tenha que ser um ente querido ou uma pessoa conhecida.

17- A surpresa

É definido como a reação causada por algo novo, estranho ou imprevisto. A atenção da pessoa é direcionada para processar e analisar o estímulo que causou a reação.

Os gatilhos são esses estímulos que não são esperados e que surgiram repentinamente, ou que ocorrem em um contexto que não é o usual.

Confira agora, uma lista de diversos sentimentos disponíveis:

Sentimentos positivosSentimentos negativos
aceitação
admiração
adoração
afeição
afeto
agrado
alegria
alento
alívio
ambição
amor
animação
ânimo
apego
apreciação
ardor
arrebatamento
assombro
atração
bem-estar
bom humor
bondade
brio
calma
carinho
carisma
certeza
comoção
compaixão
complacência
completude
compreensão
comprometimento
confiança
conforto
consideração
contentamento
convicção
coragem
crença
curiosidade
desejo
despreocupação
deslumbramento
desvelo
determinação
devoção
dignidade
disposição
diversão
efusão
emoção
empatia
empolgação
encantamento
entusiasmo
equilíbrio
espanto
esperança
euforia
excitação
êxtase
fascínio

felicidade
força
generosidade
gentileza
gratidão
honra
independência
interesse
inspiração
júbilo
liberdade
motivação
orgulho
otimismo
paciência
paixão
paz
piedade
plenitude
poder
prazer
proteção
pudor
realização
relaxamento
resiliência
respeito
responsabilidade
satisfação
segurança
serenidade
simpatia
solidariedade
surpresa
tenacidade
ternura
tolerância
tranquilidade
triunfo
vaidade
valentia
vivacidade
zelo
aflição
agonia
alarme
amargura
angústia
ânsia
ansiedade
antipatia
apatia
apreensão
arrependimento
aversão
carência
choque
ciúme
cólera
confusão
consternação
constrangimento
covardia
culpa
decepção
depressão
derrota
desânimo
desapego
desapontamento
desconfiança
desconforto
desconsolo
descrença
desencanto
desespero
desgosto
desilusão
desinteresse
desorientação

dor
dúvida
egoísmo
embaraço
enfado
estresse
frustração
fúria
hesitação
histeria
horror
hostilidade
humilhação
impaciência
incômodo
incredulidade
indecisão
indiferença
indignação
infelicidade
ingratidão
inibição
inquietação
insatisfação
insegurança
inveja
ira
irritação
letargia
loucura
luto
mágoa
mau humor
medo
melancolia
nervosismo
nojo
nostalgia
ódio
pânico
pavor
pena
perda
perturbação
pesar
pessimismo
posse
preconceito
preocupação
raiva
rancor
receio
remorso
repulsa
ressentimento
revolta
saturação
saudade
sofrimento
solidão
tédio
temor
tensão
terror
torpor
tristeza
vergonha
vulnerabilidade
zanga
Lista de sentimentos possíveis de descrição pelo ser humano.

E como podemos descrever os sentimentos que tem uma pessoa?

Podemos usar adjetivos para caracterizar o estado em que as pessoas se encontra, por exemplo, quem sente gratidão, está grato; quem sente rancor, está rancoroso; quem sente confiança, está confiante. Adjetivos que representam sentimentos positivos e negativos:

Como descrever sentimentos iniciados pela letra:

A

  • aborrecimento: aborrecido ou aborrecida
  • admiração: admirado ou admirada
  • adoração: adorador ou adoradora
  • afeição: afeiçoado ou afeiçoada
  • afeto: afetuoso ou afetuosa
  • aflição: aflito ou aflita
  • agonia: agoniado ou agoniada
  • agrado: está do seu agrado – veja a conjugação
  • alarme: alarmado ou alarmada
  • alegria: alegre
  • alento: alentado ou alentada
  • alívio: aliviado ou aliviada
  • amargura: amargurado ou amargurada
  • ambição: ambicioso ou ambiciosa
  • amor: amoroso ou amorosa
  • angústia: angustiado ou angustiada
  • animação: animado ou animada
  • ânimo: animado ou animada de novo
  • ânsia: ansioso ou ansiosa
  • ansiedade: ansioso ou ansiosa * repare que aqui há conotações (motivos) diferentes, com o anterior em seu estado em relação ao que se sente.
  • antipatia: me sinto antipático ou antipática
  • apatia: apático, ou apática
  • apego: apegado ou apegada
  • apreciação: apreciador ou apreciadora
  • apreensão: apreensivo ou apreensiva
  • ardor: ardente
  • arrebatamento: arrebatado ou arrebatada
  • arrependimento: arrependido ou arrependida
  • assombro: assombrado ou assombrada
  • atração: atraído ou atraída
  • aversão: avesso ou avessa

B

  • bom humor: bem-humorado ou bem humorada
  • bondade: bondoso ou bondosa
  • brio: brioso ou briosa (aqui ficaria melhor, cheia de brios.

C

  • calma: calmo ou calma mesmo…
  • carência: carente
  • carinho: carinhoso ou carinhosa
  • carisma: carismático ou carismática
  • certeza: certa ou certo
  • choque: chocado ou chocada
  • ciúme: ciumento ou ciumenta
  • cólera: colérico ou colérica
  • comoção: comovido ou comovida
  • compaixão: compassivo ou compassiva
  • complacência: complacente
  • completude: completo ou completa
  • compreensão: compreendido ou compreendida
  • comprometimento: comprometido ou comprometida
  • confiança: confiante
  • conforto: confortável
  • confusão: confuso ou confusa
  • consideração: considerado
  • consternação: consternado ou consternada
  • constrangimento: constrangido ou constrangida
  • contentamento: contente
  • convicção: convicto ou convicta
  • coragem: corajoso ou corajosa
  • covardia: covarde
  • crença: crente
  • culpa: culpado ou culpada
  • curiosidade: curioso ou curiosa

D

  • decepção: decepcionado ou decepcionada
  • depressão: deprimido ou deprimida
  • derrota: derrotado ou derrotada
  • desamparo: desamparado ou desamparada
  • desânimo: desanimado ou desanimada
  • desapego: desapegado ou desapegada
    desapontamento: desapontado
    desconfiança: desconfiado
    desconforto: desconfortável
    desconsolo: desconsolado
    descrença: descrente
    desejo: desejoso
    desencanto: desencantado
    desesperança: desesperançado
    desespero: desesperado
    desgosto: desgostoso
    desilusão: desiludido
    desinteresse: desinteressado
    deslumbramento: deslumbrado
    desorientação: desorientado
    despreocupação: despreocupado
    desrespeito: desrespeitador
    desvelo: desvelado
    determinação: determinado
    devoção: devoto
    dignidade: digno
    disposição: disposto
    diversão: divertido
    : com dó
    dor: doído
  • dúvida: duvidoso

E

  • efusão: efusivo
  • egoísmo: egoísta
    embaraço: embaraçado
    emoção: emocionado
    empatia: empático
    empolgação: empolgado
    encantamento: encantado
    enfado: enfadado
    entusiasmo: entusiasmado
    equilíbrio: equilibrado
    espanto: espantado
    esperança: esperançoso
    estresse: estressado
    euforia: eufórico
    excitação: excitado
    êxtase: extático

F

  • fascínio: fascinado
    : com fé
    felicidade: feliz
    força: forte
    frustração: frustrado
    fúria: furioso
    generosidade: generoso
    gentileza: gentil
    gratidão: grato
    hesitação: hesitante
    histeria: histérico
    honra: honrado
    horror: horrorizado
    hostilidade: hostil
    humilhação: humilhado
    impaciência: impaciente
    incômodo: incomodado
    incredulidade: incrédulo
    indecisão: indeciso
    independência: independente
    indiferença: indiferente
    indignação: indignado
    infelicidade: infeliz
    ingratidão: ingrato
    inibição: inibido
    inquietação: inquieto
    insatisfação: insatisfeito
    insegurança: inseguro
    inspiração: inspirado
    interesse: interessado
    inveja: invejoso
    ira: irado
    irritação: irritado
    júbilo: jubiloso
    letargia: letárgico
    liberdade: livre
    loucura: louco
    luto: de luto
    mágoa: magoado
    mau humor: mal-humorado
    medo: amedrontado
    melancolia: melancólico
    motivação: motivado
    nervosismo: nervoso
    nojo: enojado
    nostalgia: nostálgico
    ódio: odiento
    orgulho: orgulhoso
    otimismo: otimista
    paciência: paciente
    paixão: apaixonado
    pânico: em pânico
    pavor: apavorado
    paz: apaziguado
    pena: com pena
    perda: perdedor
    perturbação: perturbado
    pesar: pesaroso
    pessimismo: pessimista
    piedade: piedoso
    plenitude: pleno
    poder: empoderado
    posse: possessivo
    prazer: com prazer
    proteção: protetor
    preconceito: preconceituoso
    preocupação: preocupado
    pudor: pudico
    raiva: enraivecido
    rancor: rancoroso
    realização: realizado
    receio: receoso
    rejeição: rejeitado
    relaxamento: relaxado
    remorso: com remorso
    repulsa: repulsivo
    resiliência: resiliente
    respeito: respeitador
    responsabilidade: responsável
    ressentimento: ressentido
    revolta: revoltado
    satisfação: satisfeito
    saturação: saturado
    saudade: saudoso
    segurança: seguro
    serenidade: sereno
    simpatia: simpático
    sofrimento: sofredor
    solidão: solitário
    solidariedade: solidário
    surpresa: surpreso
    tédio: entediado
    temor: temeroso
    tenacidade: tenaz
    tensão: tenso
    ternura: terno
    terror: aterrorizado
    tolerância: tolerante
    torpor: entorpecido
    tranquilidade: tranquilo
    tristeza: triste
    triunfo: triunfante
    vaidade: vaidoso
    valentia: valente
    vergonha: envergonhado
    vivacidade: vivo
    vulnerabilidade: vulnerável
    zanga: zangado
    zelo: zeloso

Referências sobre sentimentos humanos para você se aprofundar mais

Salovey, P. Mayer, J. (1990). Inteligência Emocional, Imaginação, Cognição e Personalidade.

Gardner, H. (1983). Quadros de mente Nova York

Frederickson, B (2009). Positividade. Nova York

Siegel, D. (2007). O cérebro consciente. Nova York

Frank, LK (1954). Sentimentos e emoções. Nova York

Reymert, M. (1950). A abordagem fenomenológica do problema dos sentimentos e emoções. Nova York

Harlow, HF, Stagner, R. (1933). Psicologia dos sentimentos e emoções. II. Teoria das emoções. Psychological Review, Vol 40 (2).

Cezar, Adieliton Tavares, & Jucá-Vasconcelos, Helena Pinheiro. (2016). Diferenciando sensações, sentimentos e emoções:: uma articulação com a abordagem gestáltica.. IGT na Rede13(24), 04-14. Recuperado em 24 de junho de 2021, de http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1807-25262016000100002&lng=pt&tlng=pt.

Self-report captures 27 distinct categories of emotion bridged by continuous gradients https://doi.org/10.1073/pnas.1702247114

E claro, não esquece de avaliar os posts nas estrelinhas e também comentar o que achou. Queremos muito saber cada detalhe para melhorar o post sempre que for possível.

Post original: 30 janeiro 2019 | Revisado em 01 de Agosto de 2021

Aproveite para conferir outro post muito legal: Inteligência Artificial na Saúde

Clique para votar
[Total: 59 Average: 4.3]

16 comentários em “Sentimento: 17 tipos encontrados no ser humano, explicados e mais uma lista para ajudar você a expressá-los melhor

    1. Vamos em breve atualizar ainda mais esse post! 😉 Confira e mande para os amigos, vamos mudar as coisas para que um dia as pessoas consiga expressar emoções e sentimentos com qualidade. 😉

Gostaríamos de escutar o que você tem a dizer.