Anúncio
Categories: Bem-estar

Quem eu quero ser e o que tenho feito pra chegar lá?

1 min de leitura · 

Quem eu quero ser quando crescer? O que eu tenho feito pra chegar onde eu quero, onde me propus?

Esses dias compartilhamos um vídeo no Facebook, que fala sobre como as pessoas ao nosso redor e as leituras que fazemos, nos influenciam. Eu fique um tempo pensando sobre isso.

Pensei em como a gente tem a tendência a reclamar de que nada está dando certo, de que não conseguimos o cargo, o peso, a felicidade que tanto desejamos, mas o que temos feito pra conquistar essas coisas?

Eu sempre brinco que queria ter uma porção de poções mágicas, pra resolver muitos problemas por aí, mas termino essa frase sempre lembrando de que se não nos esforçamos, não evoluímos!

É preciso esforço, persistência, constância, foco, batalhas, pra crescermos e amadurecermos na vida.

É preciso organização, comprometimento, clareza. Você tem exercitado essas capacidades?

Tem um universo de gente por aí dando dicas e facilitando o nosso processo de evolução, mas se você não for atrás, não arregaçar as mangas, não fizer a sua parte, sinto muito, a mudança não virá.

Reorganiza sua rotina, reveja suas metas, bota um prazo pra começar a mudar, que aliás, pode ser agora mesmo, que tal?

Chega de reclamar sem fazer nada pra coisa acontecer. Bora assumir a responsabilidade pela nossa própria vida.

Aproveita pra fazer uma faxina, tira o que não serve, quem não acrescenta, o que está quebrado. Responsabilize-se por manter as coisas em ordem e por deixar a vida fluir.

E boa mudança pra você 😉

O quanto este post foi útil para você?

Raquel Ferreira

CRP 6/101759 - Graduada pela Universidade São Francisco, mestre em Ciências da Saúde pela Coordenadoria de Controle de Doenças do Estado de São Paulo. Psicóloga clínica desde 2010, busca constante aprimoramento na abordagem analítica. Estudou Cinesiologia no Instituto Sedes Sapientiae, frequentou grupos de estudo e supervisão teórica na Sociedade Brasileira de Psicologia Analítica de São Paulo e ainda, integrou o grupo de Neurociências do Instituto de Infectologia Emílio Ribas. Atualmente é doutoranda em Psicologia Social, pela Universidad Complutense de Madrid.

Share
Published by
Raquel Ferreira

Recent Posts

Quando paramos de nos preocupar com os outros…

Quando paramos de nos preocupar com os outros, a primeira vista, idealizamos que nossa vida melhoraria. Olha, preciso dizer, isso…

3 semanas ago

Infelicidade: me apeguei a ela e agora?

Infelicidade é a palavra felicidade com o prefixo de privação ou negação. Pode ser compreendida como o oposto da felicidade.…

2 meses ago

Masturbação Infantil: não fique na mão com o assunto.

Esses dias respondi algumas perguntas sobre Masturbação Infantil para o site bebe.com.br e, como eles não utilizaram todo o conteúdo,…

2 meses ago

E quando sobra pra gente?

"Sobra pra gente" o que sobrou pra você ou para mim? Quem nunca levou "uma" sem nem ao menos estar…

2 meses ago

Escutar, ouvir e falar. O que você tem feito?

Ouvir ou escutar remete a ações muito parecidas. Muita gente sabe a diferença, mas no dia a dia — pelo…

2 meses ago

Será que eu sou gay?

Gay, homosexual, será que meu interesse sexual é assim ou assado? Lembro da primeira vez que vi essa pergunta por…

2 meses ago

This website uses cookies.