Sobre o autor

31 comentários em “Encontre seu psicólogo grátis em mais de 10 lugares diferentes.”

  1. eu tenho um sentimento de tristeza que nunca sai de mim… como se nada me fizesse realmente feliz. vontade de por fim nessa angustia que me rodeia… tenho um trauma que deve ter relaçao a isto. mas nao me sinto bem para falar….

    1. Olá, Marília!
      Te orientamos a buscar ajuda, procure conversar com mais de um profissional da psicologia, é importante estabelecer um vínculo e sentir empatia para que você consiga abrir seus segredos e depois que isso acontece, pouco a pouco você poderá sentir os benefícios que o falar te proporciona. A angústia se vai e os momentos felizes voltam a fazer parte da sua vida.

  2. Oi, me chamo Ruth, tenho 14 anos, algum tempo atras ( 9 meses ) tive/tenho uma doença e quando descobri essa doença me isolei de tudo e todos, comecei a fazer coisas que jamais pensei em fazer. Naquele período de tempo eu emagreci e hoje em dia eu engordei e não gosto de ser/ficar gorda apesar de eu fazer tudo pra emagrecer ainda me sinto gorda. Tive pensamentos de suicídio e de me cortar, algumas das vezes cheguei a me cortar, mas de um tempo pra cá eu parei, tenho andado muito triste apesar de sempre por um sorriso no rosto e fingir que está tudo bem, tenho ouvido rock coisa que eu tinha parado ouvir e os pensamentos de suicídio voltaram.

    1. Oi, Ruth!
      Parece que você tem passado por um momento bastante delicado. Já pensou em pedir para os seus pais te levarem ao psicólogo? Falar sobre o que você sente com um profissional, vai ajuda-la a organizar suas ideias e sentimentos e te dar mais segurança para viver. Se precisar de ajuda com indicações é só nos escrever, ok?!

  3. Eu não tenho mais vontade de viver!! Cada dia estou mais bloqueada e não consigo nem expressa os motivos!!! Apenas penso em me machucar e morrer!! E me sinto mal por não ter força o suficiente para me matar!!

    1. Lise, procure ajuda! Quando nosso sofrimento ultrapassa os limites e faz nossa alma doer, parece que não há o que ser feito, mas com cautela, gentileza e respeito, podemos chegar ao alívio disso tudo. Procure em sua cidade um psicólogo que possa te orientar nesse momento. Se precisar de ajuda com isso, é só nos falar. Com carinho,

  4. Estou desesperada, fui morar com um homem a 9 meses, ele é tudo pra mim, só que levei meus filhos que não são dele, ele é cadeirante, tive que começar a trabalhar e deixar meus filhos com ele, só que meus filhos são desobedientes e ele acabou batendo no meu menor de 4 anos, sei que nada justifica, mas eu falei com ele que ele poderia corrigir, depois que ele bateu no meu filho eu saí de lá tirei meus filhos de lá só que eu não consigo terminar com ele porque eu amo ele muito e eu quero manter um relacionamento com ele sem os meus filhos ter contato com ele só que as pessoas não aceitam. Tirando essa questão de ele ter batido no meu filho corrigindo ele porque ele fez errado ele era muito bom para a gente ele mudou muito a minha vida quando eu fui morar com ele eu vivia em depressão e ele conseguiu me tirar disso ele me buscou ele me fez buscar a Deus me ensinou a procurar mais as coisas de Deus só que foi um episódio que machucou muito e a minha atitude de mãe foi tirar meus filhos de lá só que nós queremos continuar juntos só nós dois eu não vou abandonar meus filhos mas eu não quero terminar com ele não sei o que que eu faço por que as pessoas Só sabem julgar

  5. Olá! Me sinto tão mal tenho síndrome do pânico, não consigo sair de casa sem passar mal, já não sei oq faço… Muito triste. Só sinto vontade de morrer.

    1. Olá Queciane, compreendemos como você se sente e sabemos que ter a síndrome do pânico gera grandes contra-tempos para a sua vida. Temos clareza do quanto isso é triste e criamos o http://www.meupsicoonline.com.br exatamente para ajudar quem tem dificuldades para sair de casa. No site você tem acesso a uma equipe de Psicólogos por um baixo custo de triagem e com muita experiência a sua total disposição. Só acessar, se cadastrar, e falar com um deles. Esperamos muito que você procure um de nós para conversar e qualquer dúvida, estamos a disposição.
      Com atenção,
      Equipe Psico.Online

  6. A algum tempo me envolvi com uma pessoa do mesmo sexo. Nós relacionamos por 3anos,já tentei namorar homens mas acho que não é isso quero. Queria tentar me assumir,me aceitar mas não consigo. Eu sei que o que eu sinto por ela é verdadeiro e não vou sentir por mais ninguém. Mas tenho medo do que os outros vão pensar de mim,da minha família me deixar pra tras. Sempre agradei a todos e minha vontade nunca prevalece. Estou namorando com um cara agora,a gente nao tem nada a ver,não sei o que fazer com essa relação. Quero fugir,me esconder.

    1. Oi Ana, que situação difícil essa. Tem tantas coisas envolvidas né?
      Seria muito bom que você falasse em privado com um dos nossos psicólogos para conversar mais a respeito e direcionar um pouco esses sentimentos de maneira que seja a melhor para você. Aqui nos comentários não é o local mais adequado para essa mensagem, muita exposição de um assunto particular concorda? Para não expor você, embora agradecemos muito a sua confiança, vou tentar responder essa mensagem sem liberar o seu comentário e mandarei a resposta através do seu email também.
      Enfim, para falar com um dos Psico.Online é necessário se cadastrar no http://www.meupsicoonline.com.br com o seu cartão de crédito e chamar um dos profissionais em uma das salas de vídeo. No texto https://psico.online/blog/descobri-um-novo-interesse-sexual-e-tenho-duvidas/ falamos muito dessa discussão e de vários pontos que poderiam ser relevantes na conversa com um psico só seu.
      Espero do fundo do coração que você opte por essa conversa pois será uma forma de aliviar um pouco todas essas dúvidas.
      Com atenção,
      Raul de Oliveira – Psico.Online

  7. BOM DIA , MEU NOME É SONIA ESTOU PRECISANDO DE AJUDA URGENTE ESTOU VICIADA EM BEBIDAS BEBO TODOS OS DIAS TUDO ISSO ACONTECEU DEPOIS QUE FIZ CIRURGIA BARIÁTRICA JÁ ENGORDEI 30KG NOVAMENTE DEVIDO A BEBIDA

    1. Olá, Sônia! Você não fez acompanhamento psicológico depois da cirurgia? Ele é bastante importante e te ajuda muito nessa nova fase, onde muita coisa precisa ser ressignificada. Peço a gentileza de enviar uma mensagem pelo Fale Conosco > Ajuda e assim podemos te ajudar melhor. Abraço!

  8. Aqui quem fala é uma pessoa apavorada, desesperada com o que está acontecendo com ela.

    Meu nome é Felipe, estou passando pelo pior momento da minha vida. São os piores 2 meses de toda minha vida. Nunca imaginei que pudesse sofrer tanto como estou sofrendo em decorrência do TOC.

    Venho humildemente pedir uma ajuda, um aconselhamento, uma mão estendida. Pois não aguento mais esse sofrimento. Desde os meus 15 anos(hoje tenho 34) sofro com Síndrome do Pânico e com o TOC. Apesar de horrível, sempre consegui conviver, mesmo com a vida bastante limitada, conseguia conviver com isso.

    Meu TOC sempre foi relacionado basicamente com medo de contaminação e algumas dúvidas persistentes. Só que agora fui inundado por pensamentos violentos. Sinto muito medo de perder o controle, de enlouquecer, de fazer uma besteira, agredir pessoas que amo, ou tentar contra minha própria vida.

    São pensamentos, impulsos… e embora tenha horror de tais pensamentos, em certos momentos tenho a sensação que não vou conseguir me controlar e acabar fazendo algo errado. E por mais que já tenha lido que esses pensamentos são só pensamentos e quem sofre com isso nunca chega a cometê-los, na hora que vem a ansiedade, a sensação e o medo que dá, sinceramente, é como se eu pudesse fazer… é desesperador.

    Fazem 2 meses que estou assim, vivendo um inferno dentro da minha cabeça. Não sei o que fazer, estou desesperado, nunca senti tanto medo em toda minha vida.

    1. Felipe, sentimos muito por seu momento. Seria muito importante que você buscasse ajuda, pois existe tratamento, tanto médico como psicológico, para o TOC. Eu mesma já atendi algumas pessoas que sofriam disso e pude ver de perto a melhora que conquistaram.Não exite em buscar auxílio e, se quiser, você pode se cadastrar no meupsicoonline.com.br e conversar com um de nossos psis, eles te orientarão nesse caminho 😉

  9. ulisses. aires gallo pereira

    Eu estou sem vontade de fazer nada. Acordo sedo querendo fazer mil coisas nao consigo. Sair do lugar começo a pensar entro em desespero . Estava trabalhando estou no seguro a3 meses
    Nao tenho vontade de conversa com. As pessoas. Tenho vontade chorar

    1. Olá, Ulisses!
      Aconselhamos você a buscar ajuda profissional, pois existem algumas circunstâncias que podem nos abalar muito e sem ajuda, fica difícil de encontrar a solução. Você pode entrar no site meupsicoonline.com.br, fazer cadastro e conversar com um de nossos profissionais ou buscar ajuda gratuita, a partir desse texto que compartilhamos.
      Abraço.

    1. Oi Ana.
      Sentimos muito por ler essas palavras. Sugerimos que você busque por ajuda especializada. Os atendimentos online estão à disposição tanto na forma paga quanto na forma voluntaria. Caso não tenha como falar com um dos nossos psicos online, seria importante você procure um profissional próximo a sua região, ligar para o CVV. Na barra lateral do blog, temos o endereço de salas de bate papo com esses voluntários. Pense que você não esta sozinha e há muita gente pronta para ajudar a rever esse ponto de vista. Ligue 188 ou acesse: cvv.org.br Com atenção.

    2. Olá Ana Clara, esse sentimento é extremamente difícil, compreendemos demais essa sensação e acredito que falar com um dos psico.online no http://www.meupsicoonline.com.br pode ser uma alternativa para você melhor do que abrir assim seu comentário. Procure ajuda, fale com alguém. Você não está sozinha e muita coisa pode acontecer nesse processo.

      Com Atenção,
      Raul de Oliveira
      Psico.Online

Comentários encerrados.

Scroll to Top