paciência, lesmas caminhando

Paciência: até onde você tem?

1 min de leitura

A paciência, a que temos para com a gente, é o que define o quanto e como nos queremos bem. Podemos eleger entre uma atitude que nos julga por como estamos, ou podemos fazer algo que celebre quem nos tornamos. Uma nos levará ao amor próprio. A outra já sabemos onde nos leva.

Um dos fatores que mais influenciam nossa satisfação vital é a paciência. Infelizmente, em um mundo de imediatismos, não é tão popular falar sobre ela como uma virtude.

Isso é normal (até certo ponto), pois seu significado mais profundo e sua importância em nossa aprendizagem foram retorcidos e, em muitas ocasiões a utilizamos como uma desculpa para a incapacidade de outras pessoas em não cumprirem com suas responsabilidades.

cliqueefaleMas a paciência é um exercício íntimo, nosso!

Quase poderíamos dizer que nos define enquanto seres humanos, visto que nos faz viver o dia a dia com uma atitude observadora, atenta, tratando de entender e aceitando as mudanças, sem julgamentos. Recordemos essa frase: “se tem solução, por que se preocupar? se não tem, por que se preocupar?”.

A paciência determina a maneira como buscaremos soluções.

Ter paciência se confunde muitas vezes, com ter uma atitude passiva, que deixa acontecer o que for sem intervir para a mudança, mas é tudo o contrário. É um processo de reconhecimento da evolução natural da vida, unindo-se a ele, ao invés de tentar acelerá-lo.

Ter paciência é uma atitude que se cultiva. E é um exercício que a medida em que o vamos desenvolvendo, nos dá uma maravilhosa sensação de pertencimento. Formamos parte do que está acontecendo. Não tentamos mudar nada. Observamos e agimos quando necessário. Somos parte da mudança.

A paciência é, além de tudo, uma magnifica forma de empatia. Ao desenvolvê-la em nós, seremos capazes de fazê-la com outras pessoas, respeitando seus processos, sem tentar modificá-los ou adaptá-los aos nossos.

Sem dúvidas, essa capacidade exige uma enorme dedicação e contínuos ajustes, nesse mundo frenético em que temos vivido, por isso deveremos estar atentos para reconhecer esses momentos em que nos deixamos levar pela pressa, pela impaciência e assim, nos recolocarmos em nosso próprio e saudável ritmo.

Retirado de Cámbiate Blog (traduzido e adaptado)

Você vai gostar de ler também:

Psico.Online
Psico Online - Psicólogas e Psicólogos 24 horas rápido, fácil e descomplicado. Psicologia Online para acolhimento psicológico. Somos uma plataforma de acolhimento psicológico 24 horas, ligando clientes e psicos, de maneira fácil e descomplicada. Reunimos profissionais da Psicologia, psicólogas e psicólogos, que oferecem orientação psicológica a fim de facilitar o acesso de pessoas que buscam auxílio profissional psicológico, em questões emocionais, de relacionamento, profissionais, autoconhecimento e saúde mental, de forma simples e rápida.
Psico.Online on FacebookPsico.Online on GooglePsico.Online on InstagramPsico.Online on LinkedinPsico.Online on PinterestPsico.Online on TumblrPsico.Online on TwitterPsico.Online on WordpressPsico.Online on Youtube

Psico.Online

Psico Online - Psicólogas e Psicólogos 24 horas rápido, fácil e descomplicado. Psicologia Online para acolhimento psicológico. Somos uma plataforma de acolhimento psicológico 24 horas, ligando clientes e psicos, de maneira fácil e descomplicada. Reunimos profissionais da Psicologia, psicólogas e psicólogos, que oferecem orientação psicológica a fim de facilitar o acesso de pessoas que buscam auxílio profissional psicológico, em questões emocionais, de relacionamento, profissionais, autoconhecimento e saúde mental, de forma simples e rápida.

Participe, queremos ler o que você tem a dizer