serotonina, depressão, mudança, saúde mental, neurotransmissor

Felicidade: 6 formas de conquistá-la naturalmente

5
(1)
3 min de leitura · 

Você sabia que existe um neurotransmissor ou popularmente falando, uma substância, que é a responsável pela felicidade? Pois é, o nome dele é SEROTONINA e hoje a gente vai te mostrar algumas maneiras naturais pra aumentar a produção disso no seu organismo.

Alimentos, exercícios, técnicas e formas de entretenimento capazes de melhorar os níveis de serotonina, “o neurotransmissor da felicidade”.

A serotonina foi chamada de “neurotransmissor da felicidade” ou “hormônio do humor” e ainda que isso seja só um rótulo bonito, é certo que é muito importante na inibição da ira e da agressão e na regulação do sono, do humor, do apetite e do desejo sexual (entre outras funções, nas quais participam também outros neurotransmissores) e está especialmente ligada, como de outra forma também a dopamina, ao prazer.

A serotonina ajuda a combater sintomas depressivos também e pasme, ela pode ser encontrada em alguns alimentos. É claro que a gente não está aqui pra dizer que se você comer isso ou aquilo, praticar esporte, meditar… vai evitar a depressão ou outros desarranjos emocionais, mas com certeza, vai diminuir as possibilidades 😉

Lista de coisas que podem te ajudar na “produção de felicidade”

1. Tipos de alimentos que aumentam a serotonina

O açúcar e os carboidratos de modo geral causam um bom efeito psíquico de felicidade, mas o problema é que também costumam causar dependência e outras doenças. É importante consumir alimentos que tenham triptofano e aqui vai uma lista do que pode ser consumido tranquilamente, sem causar danos secundários ao seu organismo: carnes vermelhas, espinafre, alface, abóbora, abobrinha, cenoura, nabo, cúrcuma…

2. Tipos de exercícios que aumentam a serotonina

De modo geral, todos os exercícios causam um relaxamento ao final e produzem quantidades importantes de serotonina, mas parece que alguns exercícios são mais potentes que outros nessa função: passar um tempo em meio a natureza, caminhar no parque ou no bosque, nadar no mar. É legal assimilar o exercício físico a algo que aquiete sua mente. Esse conjunto nos inspira pensamentos positivos e relaxantes e nos induz ao bem-estar.

3. Pensamento positivo, meditação e oração

A gente sabe que pensar positivo não é assim tão fácil, mas dá pra cultivar o hábito e também dá pra usar algumas ferramentas que facilitam o processo, a meditação é uma delas. Existem estudos que comprovam a eficácia da meditação na saúde física e emocional, olha a maravilha! A ioga também pode ser uma potente aliada nessa compreensão positiva da vida.

Leia também: Meditação no tratamento da depressão e ansiedade

E para os mais religiosos, rezar também é uma forma de aumentar a serotonina. Assim como qualquer prática que nos tire do ciclo constante de ansiedade e obsessão e nos coloque numa via de maior tranquilidade, que facilitará a produção de pensamentos mais ajustados e de prazer.

4. Ler literatura que nos inspire; escrever

Ler o que nos inspira, tem algo melhor? Uma leitura gostosa nos ajuda a criar atos de imaginação positiva que levam o cérebro a um relaxamento profundo.

Escrever sobre a própria vida tem um efeito catártico. Se você se dedicar a escrever diariamente por 20 minutos, sobre coisas que te marcaram, mas não de maneira reflexiva, somente colocando no papel, despretensiosamente o que te vem a cabeça, poderá observar rapidamente os efeitos positivos que isso produz.

5. Escutar música clássica

Bach parece ter criado músicas que exalam notas de serotonina. Parece que ao ouvir suas músicas, nosso cérebro entra num estado de harmonização com as frequências musicais. Você pode ouvir também Brahms, Chopin, Händel, Haydn e óperas como Madame Butterfly.

A música nos abre a sentimentos mais amplos, que nos inspiram. A música também pode nos colocar em contato com a dor e nos ajudar a liberar emoções negativas. Nos ajuda a transcender e conseguir uma introspecção e paz profunda e essa transcendência aumenta a serotonina.

6. Ajudar os outros

Encontrar algo que ajude outra pessoa a estar melhor é uma maneira incrível de aumentar a produção de serotonina, isso porque ao ajudar criamos um sentido de segurança e vínculos comunitários.

Todos somos seres sociais e temos a necessidade de nos sentirmos úteis e realizados nesse âmbito. Além disso, quando ajudamos ao outro podemos nos “esquecer” de nossos próprios problemas e podemos criar uma alquimia de retribuição: se contribuo para que o outro sofra menos, eu também sofrerei menos.

Retirado de http://pijamasurf.com/2016/07/adios-a-los-antidepresivos-6-formas-de-incrementar-los-niveles-de-serotonina-de-manera-natural/ (traduzido e adaptado)

O quanto este post foi útil para você?

Clique nos corações para votar!

Média 5 / 5. Contagem de Votos: 1

Sentimos muito por este post não ter sido útil para você.

Nos diga como melhorar as postagens

Sobre os Autores do Post:

Author profile

Psico Online - Psicólogas e Psicólogos 24 horas rápido, fácil e descomplicado. Psicologia Online para acolhimento psicológico. Somos uma plataforma de acolhimento psicológico 24 horas, ligando clientes e psicos, de maneira fácil e descomplicada. Reunimos profissionais da Psicologia, psicólogas e psicólogos, que oferecem orientação psicológica a fim de facilitar o acesso de pessoas que buscam auxílio profissional psicológico, em questões emocionais, de relacionamento, profissionais, autoconhecimento e saúde mental, de forma simples e rápida.

Psico.Online

Psico Online - Psicólogas e Psicólogos 24 horas rápido, fácil e descomplicado. Psicologia Online para acolhimento psicológico. Somos uma plataforma de acolhimento psicológico 24 horas, ligando clientes e psicos, de maneira fácil e descomplicada. Reunimos profissionais da Psicologia, psicólogas e psicólogos, que oferecem orientação psicológica a fim de facilitar o acesso de pessoas que buscam auxílio profissional psicológico, em questões emocionais, de relacionamento, profissionais, autoconhecimento e saúde mental, de forma simples e rápida.

Participe, queremos ler o que você tem a dizer