Como eu sei que estou no caminho certo, caminho, intuição, estrada, caminho da alma, caminho do coração

Como eu sei que estou no caminho certo?

2 min de leitura

Como eu sei que estou no caminho certo? Já devo ter ouvido essa pergunta umas 500 vezes, de todos os tipos de pessoas, das mais jovens às mais maduras. E a verdade é que só há uma maneira de saber se estamos no caminho certo.

Confesso que eu mesma me pergunto, as vezes, se estou no caminho certo. Se essa escolha foi melhor do que aquela outra. Se eu não deveria ter ido pelo outro caminho. Se não deveria ter provado aquela outra opção.

Passamos a vida toda tendo que fazer escolhas e nem sempre (ou quase nunca) podemos nos assegurar de que estamos acertando.

Geralmente usamos algumas técnicas para diminuir o risco, mas o que acaba funcionando de maneira mais “concreta”, se é que você me entende, é a velha e boa intuição.

Se você não me entende, eu te explico e já aproveito pra te dizer como é que sabemos se estamos no caminho certo.

Leia também “O sábio e suas respostas”

Pois bem, quando temos de decidir por algo, uma boa dica a seguir, em primeiro lugar, é avaliar os prós e os contras.Contabilizar riscos, contabilizar possíveis perdas, contabilizar possíveis acertos.

Trabalhar a idéia do “pior que pode acontecer”, pensar em outras opções caso essa escolha falhe.

Feito isso, dê uma olhada em tudo o que foi capaz de refletir, certifique-se de que não deixou passar nada. Ok, você já tem material suficiente para poder tomar uma decisão por A. Vai lá!

Ah, mas claro, seu coração te diz insistentemente que você deveria escolher B, assim, sem justificativas plausíveis ou embasadas. Você tem medo, claro, eu também teria, mas não é capaz de pensar em outra coisa nesse momento que não seja decidir por B.

Maravilha, faça a escolha. Siga, vivencie, espere os resultados e surpreenda-se com a tranquilidade que paira dentro de você, mesmo que uma tempestade esteja sobre sua cabeça.

Pronto, essa é a resposta para o título do texto. Se o seu coração (se você for menos romântico podemos usar o temo batimentos cardíacos), sua alma (se você for cético podemos trocar por estado de ânimo), o ar que você respira (esse pode ficar assim mesmo) estiverem num compasso tranquilo você está no caminho certo.

Não há o que temer, quando seguimos esse “caminho certo”, quando permitimos que nossa intuição nos guie, não há como errar. Esse é o caminho do coração, o caminho que te leva exatamente onde você precisa e deve estar 😉

Você vai gostar de ler também:

Raquel Ferreira
CRP 6/101759 - Graduada pela Universidade São Francisco, mestre em Ciências da Saúde pela Coordenadoria de Controle de Doenças do Estado de São Paulo. Psicóloga clínica desde 2010, busca constante aprimoramento na abordagem analítica. Estudou Cinesiologia no Instituto Sedes Sapientiae, frequentou grupos de estudo e supervisão teórica na Sociedade Brasileira de Psicologia Analítica de São Paulo e ainda, integrou o grupo de Neurociências do Instituto de Infectologia Emílio Ribas. Atualmente é doutoranda em Psicologia Social, pela Universidad Complutense de Madrid.

Raquel Ferreira

CRP 6/101759 - Graduada pela Universidade São Francisco, mestre em Ciências da Saúde pela Coordenadoria de Controle de Doenças do Estado de São Paulo. Psicóloga clínica desde 2010, busca constante aprimoramento na abordagem analítica. Estudou Cinesiologia no Instituto Sedes Sapientiae, frequentou grupos de estudo e supervisão teórica na Sociedade Brasileira de Psicologia Analítica de São Paulo e ainda, integrou o grupo de Neurociências do Instituto de Infectologia Emílio Ribas. Atualmente é doutoranda em Psicologia Social, pela Universidad Complutense de Madrid.

Participe, queremos ler o que você tem a dizer