Anúncio

Ciclos da vida: vídeo The Lighthouse

0
(0)
2 min de leitura · 

Os ciclos da vida: concepção, desenvolvimento, nascimento, formação, adolescência, juventude, maturação, a melhor idade e a morte. No premiado curta metragem  The Lighthouse 2010 (O Farol) a essência e o simbolismo nos fazem refletir sobre a nossa vida e a importante integração com nossos pais.

Do diretor tailandês Po Chou Chi, o filme ganhou mais de 25 prêmios internacionais e conta a história de um pai e de um filho… veja abaixo se você ainda não viu ou não se lembra! 🙂 antes de seguirmos para o texto.

Pronto?

Quando revi o filme pensei em escrever aquela análise simbólica, discorrer sobre a psicologia do filme e tantas outras coisas, mas uma rápida pesquisa me fez mudar o caminho. O filme foi bastante discutido (ver links abaixo), então falaremos sobre os momentos à frente dele, o que acham? Como assim?

Conte seu sentimento. O que está sentido agora nos comentários. O que passou em sua cabeça?

Na minha foram os momentos da nossa existência da concepção à morte. Pensei na minha mãe, no quanto fico pouco com ela devido ao dia-a-dia corrido. Pensei no meu filho que não existe e o quanto deve ser estranho e ao mesmo tempo reconfortante vê-lo prosperar.

Pensei em como a nossa vida é frágil e voa. De como lidamos com a morte, de alguma insensibilidade à sensibilidade extremada. Muita coisa não?

Cada um lida de um jeito com os sentimentos.

Durante a faculdade discutimos tantas abordagens que passam pelo desenvolvimento do ser humano e os ciclos da vida. Falamos das dores, dos dissabores, dos problemas de drogas, comportamentos, exemplos, símbolos e cultura causam e muitas vezes esquecemos de falar com aqueles que são os mais importantes. Nossos amigos, companheiros de caminhada, nossos progenitores… aprendemos aos poucos que da concepção à morte existem rituais importantes para conquistarmos o mundo e nos despedirmos dele.

Mas e daí? Todos os seres humanos – psicólogos e não psicólogos tem seus momentos. Tem seus entes queridos. Aproveite este momento para falar com eles, ligue e dê um Oi. A aproximação começa através da linguagem, essa nossa linguagem que permite que um filme Tailandês toque fundo nos sentimentos.

Quando você cria obstáculos ao invés de pontes, a caminhada torna-se mais dolorosa, mais longa e cansativa. Reveja o filme: ligue para quem importa. Se não tiver ninguém, fale com um psico, com certeza nós nos importaremos, ok?

Leia as análises de outras Psicólogas e Psicanalistas sobre a animação e os ciclos da vida:

O quanto este post foi útil para você?

Psico.Online

Psico Online - Psicólogas e Psicólogos 24 horas rápido, fácil e descomplicado. Psicologia Online para acolhimento psicológico. Somos uma plataforma de acolhimento psicológico 24 horas, ligando clientes e psicos, de maneira fácil e descomplicada. Reunimos profissionais da Psicologia, psicólogas e psicólogos, que oferecem orientação psicológica a fim de facilitar o acesso de pessoas que buscam auxílio profissional psicológico, em questões emocionais, de relacionamento, profissionais, autoconhecimento e saúde mental, de forma simples e rápida.

Share
Published by
Psico.Online

Recent Posts

Quando paramos de nos preocupar com os outros…

Quando paramos de nos preocupar com os outros, a primeira vista, idealizamos que nossa vida…

1 mês ago

Infelicidade: me apeguei a ela e agora?

Infelicidade é a palavra felicidade com o prefixo de privação ou negação. Pode ser compreendida…

2 meses ago

Masturbação Infantil: não fique na mão com o assunto.

Esses dias respondi algumas perguntas sobre Masturbação Infantil para o site bebe.com.br e, como eles…

3 meses ago

E quando sobra pra gente?

"Sobra pra gente" o que sobrou pra você ou para mim? Quem nunca levou "uma"…

3 meses ago

Escutar, ouvir e falar. O que você tem feito?

Ouvir ou escutar remete a ações muito parecidas. Muita gente sabe a diferença, mas no…

3 meses ago

Será que eu sou gay?

Gay, homosexual, será que meu interesse sexual é assim ou assado? Lembro da primeira vez…

3 meses ago

This website uses cookies.