Arquivo da categoria: Relacionamentos

coisas que um casal não deveria fazer, casal, namoro, namorados, casamento, relacionamento

10 coisas que um casal não deveria fazer

3 min de leitura

É bastante comum que com o tempo o casal comece a ter alguns costumes inadequados, que no final das contas podem acabar com a relação. Então, pra ajudar na tarefa de manter a relação feliz e em harmonia, a gente decidiu compartilhar com você essa lista de

10 coisas que um casal NÃO deveria fazer

  1. Não prestar atenção suficiente no/a parceiro/a

Se você tem o costume de revisar e-mails ou usar o WhatsApp enquanto o outro está aborrecido no quarto ao lado ou mesmo no canto oposto do sofá, então podemos dizer que vocês não estão juntos. Cedo ou tarde vocês não terão mais comunicação e será muito difícil compartilhar qualquer assunto que seja. Tente prestar atenção suficiente na relação, demonstre que seus sentimentos são verdadeiros.

Você também pode gostar de “Dicas para uma relação saudável”

Continue lendo

quero tudo do meu jeito, criança mimada, manha, birra

Quero tudo do meu jeito e quero agora

2 min de leitura

Recebemos uma Caixa de Segredos. O desabafo começa mais ou menos assim: “eu quero tudo do meu jeito e quando não acontece, eu me frustro”. Quando eu li isso me lembrei de um texto que já havíamos escrito, sobre expectativas e pensei em só mandar o link pra pessoa, mas depois refletindo melhor, pensei também que falar sobre expectativas e frustrações nunca é demais e, principalmente se isso envolve uma outra pessoa, a pessoa que a gente escolheu pra viver a vida junto com a gente.

Então, pessoas queridas, vamos falar sobre relacionamento, expectativas, desejos, frustrações, realidades e algumas verdades. Continue lendo

perdão, perdoar, ressentimento

O perdão não é sentimento, é uma decisão

4 min de leitura

A menos que você roube as pessoas, e se identifique com o crime, sem dúvidas você desaprova o ladrão que te leva a bolsa quando o semáforo está fechado, ou que te subtrai o carro no estacionamento do shopping.

O crime e o criminoso estão inseridos dentro de um padrão de conduta inaceitável socialmente, digno de repulsa, de ódio e de condenação.

Em outro cenário, se eu lhe perguntar qual sua posição quanto à traição conjugal, principalmente se você aposta todas suas fichas em um relacionamento afetivo, e nele canaliza seus sonhos, energias, economias e o planejamento da sua vida, invariavelmente sua resposta será de repúdio, inconformismo, nojo.

Pois bem, assim como o comportamento do ladrão e do traidor, vários outros atores sociais estão sujeitos a nos despertar para uma infinidade de sentimentos ruins, que comumente nos levam à ânsia de vingança, revanche, cobrança do débito, desejo de justiça, entre tantos outros.

Quando o ladrão age ele nos tira um bem material, que pelo direito conferido por investimento financeiro, é nosso; assim como na ação de traição conjugal, a parte infiel retira a segurança e dilacera com a reserva moral daquele que idealiza a fidelidade do parceiro ou da parceira.

Para estes dois casos, e outros tantos de desdobramentos análogos, existem dinâmicas que vão de encontro à nossa segurança, ao nosso bem-estar ou ao nosso direito de propriedade. Para todas estas situações, há apenas duas maneiras de enfrentamento: A Incriminação ou o Perdão. Continue lendo

ex, fantasma, fantasma debaixo da cama, monstro

Ex: um fantasma que não me larga

2 min de leitura

Quando colocamos muita expectativa numa relação  e essa acaba, não é fácil despedir-se. Como disse Fangoria, “Um final não acaba com nada” e temos a sensação de que que não poderemos superar e nem esquecer nosso/a ex.

Geralmente trata-se de uma relação na qual apostávamos muito, ainda que não funcionasse ou tivesse muitos problemas. Investimos muitas energia nela e temos a sensação de ter dado mais e querido mais que a outra pessoa. Continue lendo

amor, dor de amor, sofrer por amor, coração, coração partido

O amor não dói, nem machuca

2 min de leitura

A gente sempre ouve por aí alguém dizer “é tanto amor que chega a doer”. Como se para alguns, o sentimento fosse tão intenso que precisa ser acompanhado de dor e de fato, isso faz sentido. Ao colocarmos emoções tão intensas numa relação, o risco de que a dor exista é bastante alto.

Se falarmos de uma ruptura sentimental, a semelhança do que sentimentos é novamente com a dor. Parece que nos dói o coração. E, claro, é muito normal que a gente associe esse sentimento com o final de uma relação. Continue lendo

desgraça, desgraça alheia, indiferença

A desgraça alheia e a morbidez nossa de cada dia

1 min de leitura

Por que será que nos atrai tanto a desgraça alheia? Será que somos mórbidos por natureza?

Me permito compartilhar essa reflexão com vocês depois de passar por várias experiência pessoais que me levaram à esses questionamentos. O mórbido, ou o drama, parecem ser apostas seguras quando o que queremos é chamar à atenção. Ou, ainda que não tenhamos essa pretensão, na verdade. Continue lendo

violência doméstica, violência familiar, maus tratos, briga

Quando a violência doméstica dói na alma

2 min de leitura

Tem uma Caixa de Segredos que ficou aqui paradinha, sem resposta, por algumas semanas. Porque aborda um assunto muito polêmico, a violência doméstica e eu precisava refletir bastante antes de escrever um texto.

O desabafo trata de uma família, dessas que a igreja chama de tradicional, com um pai que é pastor, inclusive, mas que dentro das quatro paredes se transforma num monstro, ataca a esposa, os filhos, destrói o físico e a alma dessas pessoas. Quem me escreve, diz se sentir muito triste, culpada e por tanta dor, desenvolveu algum tipo de automutilação, que eu acredito, doa menos que o que ela presencia dentro de casa. Continue lendo

valores, tranquilidade, respeito, por do sol, educação

Os valores e a importância que não damos à eles

1 min de leitura

Será que vale mesmo a pena falarmos de valores? Parece algo tão ultrapassado, em desuso…

Mas obviamente já conhecem a minha resposta. Sim! Sempre é tempo de se falar de valores, de tentar resgatá-los e tornar o mundo melhor.

A exposição constante a diversas situações que experimentamos diariamente, faz com que pareça difícil que muitos de nossos valores resistam. E isso não se passa só com os mais jóvens. A difusão da falta de valores está em diversos meios de comunicação, nas redes sociais e nos velhos jornais, cheios de conteúdos reprováveis e que atentam contra a dignidade humana, mas que se tornam o pão nosso de cada dia. Continue lendo

competição, competir, cabo de guerra

O poder destrutivo da competição

1 min de leitura

A competição é fruto de um sentimento de inferioridade, já parou pra refletir sobre isso? Faz todo o sentido!

Competimos por coisas, por posições e por outras pessoas. Competimos porque acreditamos que aquilo que tanto queremos irá nos preencher, mas isso não é real. É uma grande armadilha que vai te distanciar do seu coração e da felicidade. A competição ou comparação é uma distração gerada pelo sentimento de inferioridade, da crença de que o outro é melhor do que eu.  Continue lendo

famílias, relações familiares, changing batteries

Famílias: o valor e a importância das relações

0 min de leitura

Enquanto eu procurava materiais para poder escrever sobre famílias, eis que me surge esse vídeo e me faz refletir muito sobre a importância de mantermos boas e saudáveis relações.

É um curta de animação, dirigido por Casandra NG. Vale a pena assistir 😉 Continue lendo

abraçar, abraço de cacto, abraço, afeto, emoção

Abraçar é como acariciar a alma: abraça-me

2 min de leitura

Hoje vamos contar a história de Felipe, um jovem cacto que buscava abraçar e ser abraçado, na intenção pura e sincera de que isso mudaria sua vida.

Dar um abraço é algo muito simples, mas você já se perguntou o que aconteceria se ficássemos sem abraços? Quanta angústia pode sentir uma criança que tem um abraço negado? Pois é nisso que se baseia a idéia de Simona Ciraolo, que produziu um maravilhoso livro ilustrado que fala de uma família cujos membros acreditam que abraçar-se, ou expressar-se emocionalmente, é sinal de fraqueza. Continue lendo

relacionamento abusivo, relação de abuso, relacionamento, pessoa de costas

Relacionamento abusivo: o que fazer?

1 min de leitura

Sempre que pensamos em relacionamento abusivo, observamos o lado do abusado e não o do abusador, não é mesmo?

Ontem recebemos uma Caixa de Segredos de alguém que se percebe como abusador, sabe que maltrata o parceiro, que não é gentil, que o humilha, mas não sabe o porquê faz isso e muito menos como parar. Continue lendo

natal, noite de natal, papai noel, presentes, navidad, ceia de natal

Presentes de natal: já escolheu os seus?

0 min de leitura

Amanhã já é natal, a noite tão esperada para darmos e recebermos presentes. A noite onde comemos muito, bebemos e nos divertimos. A noite que preparamos para festejar com as pessoas mais próximas e especiais, assim esperamos.

Vamos compartilhar aqui um vídeo, está em espanhol, não tem legendas em português, mas achamos que dá pra entender o espírito da coisa e vai te ajudar a refletir um pouco mais sobre essas “entregas” de natal. Continue lendo

conexões, professor, relações, sala de aula, educação, profissão

Os super heróis chamados professores

0 min de leitura

Conexões, professor, relações, sala de aula, alunos, escola…

Semana passada já divulgamos aqui um vídeo que mostrava a importância do professor em nossa vida. Hoje encontrei esse outro, que mostra Rita Pierson, uma professora que ensina e realiza conexões há 40 anos.

Assisti com lágrimas nos olhos, pensando no poder das conexões e no quão importantes são as boas relações, que nos transformam, nos impulsionam, nos mostram caminhos.

Continue lendo

olhos nos olhos, amor, janelas da alma, reflexão, relacionamento

Olhos nos olhos e o que podemos aprender

0 min de leitura

“Olhos nos olhos, quero ver o que você diz”… dizia Chico, mas e se a gente só observasse, sem dizer nada?

Essa semana me deparei com esse vídeo, um experimento de casais se olhando por 4 minutos, sem nenhuma outra distração, olhos nos olhos e nada mais.

O vídeo está baseado num artigo do jornal New York Times e nos faz pensar em como podemos perder se não paramos para observar quem está ao nosso redor. Continue lendo