abraço seguro

Abraço seguro para pessoas tristes

5
(1)
4 min de leitura · 

O abraço seguro reconforta, traz – quem diria – segurança e muitas vezes paz. Já falamos da função do abraço no post do dia do abraço e não seremos repetitivos.

Também mostramos no post da pessoa triste, como um abraço seguro (sushi de pessoa triste) é reconfortante.

Nestes quadrinhos, há uma pequena história, adaptada para dar fluxo a narrativa e no final, transcrevemos o mito de Tétis e Peleu que explica o motivo, a moda grega, do porquê buscamos refugio no peito do nosso par. Esperamos que você goste e compartilhe muito! 😉

Ah! Quando encontramos esse quadrinho, resolvemos buscar o autor, mas infelizmente não encontramos. Se souber, deixe nos comentários, por favor.

O abraço seguro – era uma vez…

No princípio todos fomos felizes. Éramos completos. Perfeitos em sintonia e em uma única forma.
No princípio, todos fomos felizes. Éramos completos. Perfeitos em sintonia e em uma única forma. Mas um dia, tudo mudou.

E então fomos todos separados. Transformados em metades. Meio cheios e meio vazios. Duas partes de uma mesma moeda porém separados.
E então, fomos todos separados. Transformados em metades. Meio cheios e meio vazios. Duas partes de uma mesma moeda, porém separados.
Foram todos separados e em choque, nos separamos, perdendo aqueles que completavam a nossa outra metade. A busca havia começado.
Foi um choque. Uma lástima. Alguns se desesperaram e outros se revoltaram… a confusão foi tanta que nos separamos, perdendo aqueles que completavam a nossa outra metade. A busca havia começado.
Perguntou-se por todos os lados. Mas uns se fechavam em si e outros estavam mais perdidos que os outros. Era impossível. O vazio estava presente.
Perguntou-se por todos os lados. Mas uns se fechavam em si e outros estavam mais perdidos que os outros. Era impossível. O vazio estava presente.
Éramos muitos perdidos. Éramos muitas metades. Estávamos todos sozinhos.
Éramos muitos perdidos. Éramos muitas metades. Estávamos todos sozinhos.
Era tão difícil olhar para aqueles que encontraram os seus pares. Uns eram amor. Outros dinheiro. Outros: vazio.
Era tão difícil olhar para aqueles que encontraram os seus pares. Uns eram amor. Outros dinheiro. Outros: vazio.
Doía vê-los felizes. E o horizonte que estava ali, na frente, era nada.
Doía vê-los felizes. E o horizonte que estava ali, na frente, era nada.
Um dia timidamente, abri e vi aquele outro ser tímido à minha frente. Conversamos um pouco e apareceu...
Um dia, timidamente, abri e vi aquele outro ser tímido à minha frente. Conversamos um pouco e apareceu…
E num abraço seguro, o círculo se completou. Éramos novamente, infinito.
E num abraço seguro, o círculo se completou. Éramos novamente, infinito.

Tétis e Peleu

Peleu era o rei da Ftia, uma região da Tessália. Foi também pai de Aquiles, o grande herói de Tróia e o maior guerreiro de todos os tempos.

Tétis era a mais bela das Nereidas (as 50 filhas de Nereo e Doris), cavalgava num golfinho na baía da Tessália e, após banhar-se, dormia tranquilamente oculta por arbustos para revigorar-se e aproveitar do calor do sol derramado em seu corpo nú.

Foi ali que Peleu a viu e se apaixonou. Chegou a dar um passo em sua direção, mas ela simplesmente correu pela areia da praia e desapareceu entre as ondas do mar.

Atônito e infeliz, condenado a amar uma mulher inatingível, resolveu se aconselhar com o centauro Quíron, velho mestre que o educara.

Quando ouviu o relato, Quíron concluiu que se tratava de Tétis, a mais bela e cobiçada Nereida. Disse Quíron:

– É uma mulher para poucos. O próprio Zeus a cobiça. Mas há uma forma, porém, se realmente é essa mulher que desejas, terás que provar seu valor e ter certeza disso.

– Essa nereida – continuou Quíron – assumirá a forma que bem quiser: de serpente, fogo, tigre… É assim que ela se livra dos seus pretendentes.

– Tétis – disse Quíron – Se tu achas que é essa a mulher que te fará feliz e acha capaz de fazê-la feliz e tratá-la seguramente, espera que ela adormeça e põe toda a tua vida em um abraço. Aconteça o que acontecer, não fraqueje e ela acabará tua.

Peleu não vacilou.

Esperou na entrada da caverna, próximo do local que Tétis costumava descansar e então, quando a nereida inadvertidamente ficou ao seu lado, Peleu a enlaçou com seus braços poderosos, puxando-a contra o peito.

Ela transformou-se chamas, mas ele suportou as queimaduras e o calor.

Ela se transformou em serpente e o picou várias e várias vezes, mas ele não a soltou.

Então ela virou uma tigresa feroz e ele defendeu-se como pode de suas garras afiadas.

Por fim, vencida, ela retornou à sua forma natural, aninhando-se junto ao peito daquele que seria seu marido, em um abraço seguro, pois não havia mais com o que se preocupar.

Peleu ficou muito grato à Quíron, não sabendo que o velho centauro dava o mesmo conselho a todos seus discípulos, porque toda mulher tem um pouco de Tétis: quando assustada, podem queimar e ferir, mas se o seu “homem” a envolver em um abraço verdadeiro e absoluto, sem nada pedir ou perguntar, em pouco tempo ela voltará à forma que o conquistou.

O quanto este post foi útil para você?

Clique nos corações para votar!

Média 5 / 5. Contagem de Votos: 1

Sentimos muito por este post não ter sido útil para você.

Nos diga como melhorar as postagens

Psico.Online

Psico Online - Psicólogas e Psicólogos 24 horas rápido, fácil e descomplicado. Psicologia Online para acolhimento psicológico. Somos uma plataforma de acolhimento psicológico 24 horas, ligando clientes e psicos, de maneira fácil e descomplicada. Reunimos profissionais da Psicologia, psicólogas e psicólogos, que oferecem orientação psicológica a fim de facilitar o acesso de pessoas que buscam auxílio profissional psicológico, em questões emocionais, de relacionamento, profissionais, autoconhecimento e saúde mental, de forma simples e rápida.

Participe, queremos ler o que você tem a dizer