Anúncio
Categories: Ramos da psicologia

6 dúvidas sobre a terapia ou psicoterapia respondidas

5
(1)
4 min de leitura · 

A psicoterapia tem sido cada vez mais solicitada pela população.

Todos os anos mais e mais pessoas descobrem os benefícios e transformam suas realidades através do processo psicoterapêutico.

Mesmo assim ainda há muitas dúvidas, inverdades e confusões sobre o assunto, no texto de hoje esclareceremos as mais comuns.

Te convido a ler, aprender e compartilhar esse conhecimento com seus amigos, essas informações podem fazer muita diferença para quem precisa de apoio psicológico.

Fazer análise, fazer terapia e ir ao psicólogo, é a mesma coisa?

Terapia significa tratamento, ir ao psicólogo significa que a você está tratando sua psique, logo, ela está fazendo psicoterapia. Então, ir ao psicólogo e fazer terapia é a mesma coisa!

Quando a pessoa fala que faz análise, geralmente ela está passando por tratamento com um psicanalista.

E qual é a diferença entre o psicólogo e o psicanalista?

O psicólogo é um profissional graduado no curso de psicologia que atua em uma das diversas abordagens teóricas.

O psicanalista, comumente chamado de Analista, é um profissional graduado em áreas diversas e que realizou o curso de psicanálise (método terapêutico criado por Sigmund Freud).

Com ambos você será analisado e trabalhará suas questões, mas é importante ressaltar que um psicólogo pode atuar como psicanalista, mas um psicanalista não pode atuar como psicólogo, visto que ele não tem registro para isso!

O psicólogo vai me dar conselhos?

Pessoas que não tiveram contato com a psicoterapia tendem a ter a seguinte ideia:

“Vou chegar lá, sentar em uma cadeira, ou deitar em um divã e falar sobre o que está acontecendo, depois o psicólogo vai me dizer o que eu devo fazer e pronto!”

Pois é, seria muito simples se fosse assim, mas na realidade o psicólogo não irá te dizer o que fazer.

O papel dele na psicoterapia é fazer com que você reflita sobre suas questões e te ajudar a encontrar soluções para elas, isso tudo baseando-se em seus desejos e convicções.

Não espere ir ao psicólogo e sair minutos depois com uma receita da felicidade, ao invés disso, se abra para uma experiência de autoconhecimento, que te permitirá compreender melhor suas escolhas e rever sua visão de mundo!

Psicólogo e Psiquiatra, tem diferença?

Tem sim!

Psiquiatra é um profissional formado em medicina que se especializou em psiquiatria, ele trata especificamente das doenças do campo mental e pode prescrever medicamentos aos seus pacientes, visando a melhora do quadro clínico.

Como falei acima, o psicólogo é um profissional formado em psicologia, ele atua tanto com as doenças do campo mental, quanto com outros quesitos relacionados ao comportamento humano, emoções, questões sociais e mais abrangentes.

Em casos de doença, dependendo da gravidade, a psicoterapia e o tratamento psiquiátrico atuam como aliados, visando a melhoria do quadro apresentado.

Quem vai ao psicólogo é uma pessoa fraca!

Acredito que esse seja um dos maiores mitos que permeiam a psicoterapia, e para desconstruir essa ideia trago uma reflexão:

Imagine que você acorda um dia e percebe que tomou diversas decisões em sua vida que não eram as que você realmente queria, mas as escolheu por ser o que todos esperavam de você.

Depois de precisar forçar tanto essa escolha ela passou a ser automática e agora você se vê vivendo uma vida que não lhe agrada. Mas fazer o que, já está assim e não tem como mudar!

Isso seria bem ruim, não é mesmo?

E se eu te falar que tem sim como mudar para uma vida que te agrade e que um psicólogo pode te ajudar com isso, fazer você repensar suas escolhas, as mudanças que você quer fazer em sua vida e preparar seu psicológico para arcar com esse novo objetivo?

Seria uma ideia muito boa, certo?

Mas isso não é simples, é preciso que você tenha coragem e dedicação visto que, por mais que você não esteja feliz, não é fácil sair da zona de conforto.

E então eu questiono: Criar essa coragem e assumir essas vontades é coisa de gente fraca?

Psicoterapia é para quem tem dinheiro!

Muitas pessoas acham que psicoterapia é algo caro e inacessível para muitos bolsos, mas a realidade não é bem assim.

Baseado em tudo que já expus sobre o processo psicoterapêutico, é importante perceber que fazer terapia é um investimento em si, tanto financeiro quanto emocional, e a partir disso entender o valor do profissional a ser escolhido.

Assim como outros profissionais da saúde, há psicólogos que cobram preços diversos e você poderá encontrar um que caiba em seu bolso, como aqui no Psico.Online por exemplo.

“Mas eu não tem como pagar pelo serviço, e agora?”

É possível buscar atendimento em clínicas escola, que não cobram pelo serviço, ou com psicólogos que realizam atendimentos por valores simbólicos. Dê uma olhada neste post!

Para todos os casos o importante é estar disposto a investir seu tempo nesse processo.

Você está pronta para isso?

O quanto este post foi útil para você?

Debora de Barros Paschoal

CRP 06/126.802 - Formada em psicologia pela Universidade Paulista, co-fundadora do Teramor, projeto que visa apoiar mulheres que experienciaram relacionamentos abusivos, estimulando o empoderamento e amor próprio. Sigo a abordagem fenomenológica existencial, por isso meu foco é na compreensão da existência de cada um baseando em suas vivências e convicções. Com isso consigo te ajudar a encontrar o sentido das coisas e de sua vida, consequentemente você encontra as possíveis soluções para suas questões e problemas. Entendo que cada ser Humano é único e deve ser tratado como tal, por isso não há receita pronta para resolver os problemas, é uma construção e estou aqui para te ajudar no processo! Telefone/Whatsapp: 11 9.3300-9142 Fale com esta Psico.Online https://meupsicoonline.com.br/psicologa-debora-barros

Leave a Comment
Share
Published by
Debora de Barros Paschoal

Recent Posts

Vão se os anéis, ficam-se os dedos

Cá com meus botões, pensando, enquanto procuro uma entrevista de Noam Chomsky, onde ele fala…

6 dias ago

Criticar o outro, fala mais sobre você.

"Nós não vemos as coisas como elas são, nós as vemos como somos ", disse…

4 semanas ago

Quando paramos de nos preocupar com os outros…

Quando paramos de nos preocupar com os outros, a primeira vista, idealizamos que nossa vida…

3 meses ago

Infelicidade: me apeguei a ela e agora?

Infelicidade é a palavra felicidade com o prefixo de privação ou negação. Pode ser compreendida…

4 meses ago

Masturbação Infantil: não fique na mão com o assunto.

Esses dias respondi algumas perguntas sobre Masturbação Infantil para o site bebe.com.br e, como eles…

4 meses ago

E quando sobra pra gente?

"Sobra pra gente" o que sobrou pra você ou para mim? Quem nunca levou "uma"…

4 meses ago

This website uses cookies.