vontade de morrer, vontade de sumir, pessoa triste

Sinto vontade de morrer e agora?

1 min de leitura · 

Sinto vontade de morrer. Acordo pensando em como seria bom se esse sofrimento acabasse. Desejo que algo me aconteça e assim essa dor termine.

Confesso que eu mesma já tive esses pensamentos e que por vezes, já os ouvi na boca de muitos de meus pacientes. Deixar de existir tem sua poesia, seu alívio utópico, mas não resolve de verdade os problemas.

Tenho refletido muito sobre isso, sobre como lidamos com os problemas que a vida insiste em nos impor e que, as vezes, parecem não ter solução e muito menos, prazo pra acabar.

Recorremos aos remédios. Às práticas rápidas e aparentemente mais eficazes para dar fim as dores que nos atormentam. Pagamos caro pelas pílulas da felicidade, pelas cápsulas manipuladas com efeitos de amortecimento daquilo que tira nosso sono, mas não nos permitimos “gastar tempo” resolvendo o que causa essas angústias.

Ah o alívio imediato! Parece tão mais fácil pagar por ele.

Clique e fale com um Psicóloga Online agoraSim, de fato parece, mas não há pílulas para o amadurecimento, nem pastilhas para o autoconhecimento ou para a resiliência. Não existem nas farmácias fórmulas capazes de mudarem nossas escolhas ou de tornarem as situações menos sofríveis e mais palpáveis.

E é aí que entra a psicoterapia, algo que não costuma ser doce, mas que te abre um universo de novas possibilidades sobre sua vida, suas escolhas e sobre você.

Sobre como lidar ou como mudar diferentes situações, como assumir o controle ou a responsabilidade, sobre amadurecer e tomar decisões, sobre olhar-se, reconhecer limites e respeitar-se.

A psicoterapia te ajuda a resolver aquilo que tem motivado o desejo de não mais existir. Te ajuda a enxergar e organizar o tanto de situações e problemas que te dão vontade de morrer. Ela possibilita que você perceba que há saída, várias, as vezes.

A psicoterapia te auxilia a encontrar o que causa as angústias, olhar para isso e limpar a bagunça. Não é mágica, o processo é longo, exigente, mas transformador.

Então, se você estiver pensando em desaparecer ou coisas do tipo, que tal procurar ajuda?

Você vai gostar de ler também:

Raquel Ferreira
CRP 6/101759 - Graduada pela Universidade São Francisco, mestre em Ciências da Saúde pela Coordenadoria de Controle de Doenças do Estado de São Paulo. Psicóloga clínica desde 2010, busca constante aprimoramento na abordagem analítica. Estudou Cinesiologia no Instituto Sedes Sapientiae, frequentou grupos de estudo e supervisão teórica na Sociedade Brasileira de Psicologia Analítica de São Paulo e ainda, integrou o grupo de Neurociências do Instituto de Infectologia Emílio Ribas. Atualmente é doutoranda em Psicologia Social, pela Universidad Complutense de Madrid.

Raquel Ferreira

CRP 6/101759 - Graduada pela Universidade São Francisco, mestre em Ciências da Saúde pela Coordenadoria de Controle de Doenças do Estado de São Paulo. Psicóloga clínica desde 2010, busca constante aprimoramento na abordagem analítica. Estudou Cinesiologia no Instituto Sedes Sapientiae, frequentou grupos de estudo e supervisão teórica na Sociedade Brasileira de Psicologia Analítica de São Paulo e ainda, integrou o grupo de Neurociências do Instituto de Infectologia Emílio Ribas. Atualmente é doutoranda em Psicologia Social, pela Universidad Complutense de Madrid.

14 thoughts to “Sinto vontade de morrer e agora?”

  1. E quando se sente essa vontade, mesmo sem tem problema algum?? Bem financeiramente, trabalho estável, casamento tranquilo, saúde aparentemente boa, mas essa vontade se sumir ou morrer que não passa??? Crises de choro, pânico, tudo junto, e ter que parecer alguem forte e tranquilo na frente dos outros… O que fazer??!

    1. Eleandro, muitas vezes a “superfície” parece realmente ótima, mas lá no fundo, no mais íntimo de nossas vidas, podem existir coisas mal resolvidas, mágoas, frustrações, incompreensões, que nos causam esse desejo de sumir. Nossa orientação será sempre para que busque ajuda, que tenha um psicólogo ao seu lado, em quem possa confiar e que te oriente num mergulho profundo para dentro de você. Cuidar de nosso interior é tão importante quanto cuidar do externo.

      1. Vc existe mesmo? Moro fora há 16 anos….em 2016 fui ao brasil , depois de muitas vezes passear, mas dessa vez pra enterrar minha me;hor amiga. Nunca me recuperei…estive o brasil de novo depois de dois anos, só fui pq tinha muito vontade de visitá-la. Ao túmulo claro. Ainda não me recuperei. Sinto uma externa profunda tristeza que deu, nem ninguém vai abater….deixo aqui meu recado….frustado, perdido de alguém que nunca soube lidar com a perda de alguém importante. I hope this ,exagero can get far enough to save someone.

        1. Olá, Gi.
          Lidar com a perda de alguém que a gente ama, seja, talvez, uma das tarefas mais difíceis de cumprir. Eu sinceramente não sei te dizer se a gente para de sentir a dor ou se simplesmente aprende a lidar. E pra lidar com ela, te garanto, é preciso enfrentar o desconhecido. Buscar novos sentidos para a ausência, entender o que causou tamanho buraco no nosso coração. Não é fácil, mas é necessário, porque só assim a gente consegue seguir em frente, de maneira plena e fazendo as boas lembranças valerem a pena. Busque ajuda!

  2. tenho 16 anos, estudo normalmente, faço cursos, faço estagio, mas me sinto inutil, já vou a pisicologa mas não esta resolvendo nada, mesmo no local de estagio sinto uma angustia e vontade de desistir de tudo, sempre seguro o choro, pra não atrapalhar, mas tudo se resumi a uma grande vontade de morrer, desistir de tudo pois não tenho perspectiva de nada, nem esperança de um dia ter algo, minha pisicologa sempre fala pra ver a vida do melhor ponto de vista, mas pra min é tudo cinza, não tenho atitude pra tomar decisões simples, estou cansado de ser assim ;-;

    1. Vinicius, as vezes, organizar o que sentimos e pensamos parece uma tarefa impossível e isso causa medo, angústia, desespero. Parece que a dor nunca terá fim, mas tem. Gostaria de sugerir que você leve esse texto e o seu comentário para a psicóloga que te atende. Acredito que pode ser um ótimo recurso para falarem sobre os seus sentimentos e assim, buscarem alternativas para organizá-los e fazer você se sentir melhor.

  3. Então , não sei bem o que escrever , mas sinto vontade de não existir mais , sou muito pessimista , to nesse exato momento sentindo uma angustia muito grande dentro de mim , quero confiar nas pessoas e nas mulheres , mas não consigo , tenho 27 anos e me sinto um completo fracassado , parece que nada da certo e tenho medo da derrota .tenho tendencias suicidas , ninguém aproximo de mim sabe , pois não consigo me abrir com ninguém, não consigo mais tem relacionamentos sério , e passo a maior parte do tempo me escondendo dos meus sentimentos . so tenho vontade de desaparecer .

    1. Olá Leynasion,

      Obrigado por compartilhar conosco e confiar no Psico.Online para comentar. Entretanto, sugerimos que você busque falar com um profissional sobre isso, não através de comentários, mas em um atendimento pessoal e seguro onde o profissional poderá desenvolver um trabalho com você. No http://www.meupsicoonline.com.br há vários profissionais a disposição para auxiliar, mas você também pode buscar algum na sua região.

      Com Atenção,
      Equipe de Atenção ao Cliente
      Psico.Online

  4. Eu sinto muita vontade de morrer, de chorar e de n ver ninguem..mas estes sentimentos só existem depois q me tornei mãe…inclusive só sinto isso qdo leio ou ouço algo relacionado a tragédias e maus tratos com crianças..n sei se realmente preciso de ajuda ou se é apenas sensibilidade maternal.

    1. Olá Rafaela,

      Obrigado por compartilhar esse sentimento conosco.
      Acreditamos que seja importante você buscar ajuda sim. Você pode falar com um dos profissionais do http://www.meupsicoonline.com.br e ser atendida através de chamadas de vídeo ou um profissional que atenda na sua região mas fique atenta a esses sentimentos e não tenha receio de buscar um psico. 😉

      Equipe de Atenção ao Cliente,
      Psico.Online

    1. Olá Silvia,

      Moderamos o seu comentário pois não é recomendável que você exponha tantas particularidades através de comentários públicos. Pelo que li, vou encaminhar o seu texto aos psicólogos que escrevem para caixa de segredos pois há muitos assuntos que estão envolvidos em tudo o que você contou. Inicialmente, acredito que quando você estiver “cansada” deveria entrar em contato com o Centro de Valorização a Vida para conversar um pouco e explicar o que está acontecendo, esse processo ajudará você um pouco e também há sigilo. O telefone é 188 ou o site é https://www.cvv.org.br/chat/
      Ficou claro que você tem pouco tempo, mas seria importante você buscar um pouco de tempo para você e isso é muito importante, procurar um profissional numa universidade com cursos de psicologia que poderia auxiliar também no processo de mudanças necessárias para que você consiga sair do ciclo ruim sem custo.
      Esperamos que tudo melhore. Um abraço.

  5. Faz algum tempo que estou muito mal. Parece que odeio existir, que não tenho direito de ser feliz. Não posso ter um probleminha que já pioro. Tenho muitos pensamentos ruins que me perseguem dia e noite. Tenho tentado de tudo para me livrar deles, mas está difícil. Às vezes acho que a morte poderia ser a solução.

    1. Olá, Maria!
      Obrigada por compartilhar tão abertamente seu sofrimento conosco. Existem muitos momentos/fases na vida em que parece que não há nenhuma alternativa mais, mas acredite, existe!
      Sugiro que você busque ajuda profissional, psicólogo, psiquiatra e conte tudo o que tem sentido e pensado. Fazer algo que lhe agrade, estar com pessoas que te acolham, falar com alguém que te escute (pode ligar no CVV, por exemplo, o telefone é 188) ajuda a diminuir o peso das dores e, quando tudo passar, você terá a certeza de que desistir não era uma alternativa. Espero que melhore o quanto antes. Um abraço.

Participe, queremos ler o que você tem a dizer