Psicólogo tem paciente ou cliente?

Psicólogo tem paciente ou cliente?

2 min de leitura · 

Muitas pessoas que passam pelo processo psicoterápico questionam: o certo é Paciente ou Cliente?

Alguns psicólogos usam o termo PACIENTE para se referir às pessoas que procuram terapia. Outros psicólogos usam CLIENTE.

Esse texto busca esclarecer, fazer algumas reflexões e trazer algumas curiosidades para os que se perguntam sobre essa diferença.

O mais importante é que a escolha do termo é pessoal, ou seja, deve fazer sentido ao profissional. O uso de um ou outro, nada tem a ver com qualidade do trabalho feito pelo psicólogo.

Por isso pode ficar tranquilo, paciente ou cliente, você está em psicoterapia de qualquer jeito!

O que significa cada palavra?

A palavra PACIENTE deriva do latim “patientem”, que quer dizer “o que sofre, o que padece”.

Usada para designar a pessoa que precisa de cuidados médicos, hoje é utilizada em sentido mais amplo. Logo, uma pessoa saudável fazendo exames de rotina em um laboratório também será um paciente.

Já o termo CLIENTE, era usado na sociedade da Roma Antiga para designar a relação entre um plebeu (cliens) que era beneficiado/protegido, por um patrono (patronus: um predecessor de padrinho, patrão).

Hoje seu uso se modificou, e a palavra Cliente está mais associada a um atual ou potencial comprador de produtos ou serviços.

Por que os psicólogos usam cliente ou paciente?

Os psicólogos optam por usar um termo ou outro, por ser aquele que mais faz sentido para o profissional. Conversando com alguns psicólogos, levantei alguns motivos.

Do lado dos adeptos de PACIENTE, há o argumento de que o uso da palavra Cliente transformaria o vínculo profissional em algo superficial, meramente comercial.  Por tratar-se de um serviço de saúde, a psicologia tem, então, Pacientes.

Do lado dos adeptos de CLIENTE, procura-se evitar a representação de pessoa em tratamento de forma passiva, associada à palavra Paciente.  

Assim, tem-se clientes, pessoas estão em um trabalho colaborativo, e como há pagamento pelos serviços, são Clientes no sentido atual da palavra, também.

Qual termo é o correto?

Nem Paciente, nem Cliente estão mais corretos do que o outro. Como dito anteriormente, acaba por ser uma escolha do psicólogo, e não altera a qualidade de seus serviço e tratamento.

Podemos pensar que de qualquer forma haverá pagamento pelos serviços (exceto quando o psicólogo presta serviços comunitários).

E sabemos também que psicoterapia é um tratamento de saúde, no qual é preciso estar ativamente implicado para que haja resultados.

Considerando a etimologia das palavras vejo que nenhuma realmente abarca a relação terapêutica que se estabelece no consultório. E talvez não haja uma palavra que chegue perto de tal complexidade.

Chame do que quiser, mas devemos lembrar que a pessoa em processo de psicoterapia há de ocupar as duas posições: PACIENTE e CLIENTE:

Paciente consigo mesmo, com o seu tempo de desenvolvimento e evolução, com as suas dificuldades, resistências, entraves.

Paciente com o processo terapêutico, que sempre segue num ritmo único, em nada subjugado à atual mentalidade de resoluções rápidas tão difundidas em uma cultura de medicalização.

E CLIENTE  já que existem responsabilidades financeiras e colaborativas a serem cumpridas durante toda a psicoterapia. Para que o  processo se desenvolva e gere frutos é necessário esse envolvimento .

Afinal, o psicoterapeuta conduz o tratamento, mas não dirige a pessoa.

Você vai gostar de ler também:

Thais Tamara
Psicóloga graduada pela Universidade Paulista, e especialista em Psicologia Hospitalar pela Faculdade de Medicina da USP.

Atuo como psicoterapeuta clínica desde 2014 em São Paulo nos bairros Vila Madalena (ZO) e Jardim São Paulo (ZN) com adultos e adolescentes, sou palestrante sobre temas de saúde mental e emocional e co-fundadora do Projeto Re-Criar, que visa a aproximação e discussão de temas psicológicos do universo feminino.
Na minha prática utilizo a abordagem psicodinâmica, que aborda os conflitos inconscientes e busca, a partir do vínculo e comunicação entre paciente e terapeuta, a superação de conflitos e o amadurecimento emocional da pessoa, para que se viva da melhor maneira possível.
06/11.843-0
Contato: (11) 9.6797.3939
Thais Tamara on EmailThais Tamara on FacebookThais Tamara on Instagram

Thais Tamara

Psicóloga graduada pela Universidade Paulista, e especialista em Psicologia Hospitalar pela Faculdade de Medicina da USP.

Atuo como psicoterapeuta clínica desde 2014 em São Paulo nos bairros Vila Madalena (ZO) e Jardim São Paulo (ZN) com adultos e adolescentes, sou palestrante sobre temas de saúde mental e emocional e co-fundadora do Projeto Re-Criar, que visa a aproximação e discussão de temas psicológicos do universo feminino. Na minha prática utilizo a abordagem psicodinâmica, que aborda os conflitos inconscientes e busca, a partir do vínculo e comunicação entre paciente e terapeuta, a superação de conflitos e o amadurecimento emocional da pessoa, para que se viva da melhor maneira possível. 06/11.843-0 Contato: (11) 9.6797.3939

Participe, queremos ler o que você tem a dizer