Ninguém me ensinou a ser adulto

Ninguém me ensinou a ser adulto

2 min de leitura · 

Já teve a sensação que não estava preparado para ser adulto? Que parece ter caído de paraquedas nesse mundo cheio de boletos e responsabilidades?

Pois é, acredito que todos se sintam assim em algum momento da vida, afinal (pasmem!) ninguém está preparado mesmo.

Durante a adolescência as pessoas são cobradas de estudar, passar no vestibular, se formar na faculdade com mérito e trabalhar na área escolhida – “e é bom que seja uma que dê dinheiro!”, dizem os familiares.

Geralmente as pessoas passam dos 18 aos 25 preocupadas com isso, o que é natural, afinal a rotina de vestibulares e faculdade é bem complicada. Ela mexe bastante com a saúde mental e pode causar alguns traumas, mas isso é papo para outro texto.

A questão aqui é que, em razão desse foco nos estudos e carreira, parece que quando você vê já é adulto (pelo menos é isso que a sociedade te diz e cobra) e que não sabe nada sobre isso.

Até algumas gerações atrás, havia uma definição bem clara do que é um adulto. Uma mulher adulta tinha suas funções bem definidas (ter um marido, filhos, cuidar do lar, etc, a depender do contexto social) e um homem adulto também (trabalhar para sustentar a casa, pagar as contas, etc).

Hoje, estes padrões caíram por terra, também por serem insustentáveis em um mundo em constante transformação. Não há mais um roteiro, nem uma check list do adulto.

Sem esses “marcadores” entramos na fase adulta sem perceber. Quando nos damos conta, lá estamos, com a sensação de não estar fazendo certo, esquecendo que não há mais “certo”.

Ser adulto assusta

Os boletos estão aí, as responsabilidades também, isso sem falar da vida social, que precisa de tempo e atenção. Às vezes, você nem sabe como lidar com tudo de uma vez e encontrar o equilíbrio.

O que assusta, porque ninguém te preparou para isso! Para piorar, você ainda se compara com outras pessoas que parecem ser adultos que sabem o que fazem.

Mas você esquece que só tem a percepção de fora da vida delas. Ao se comparar, sempre está vendo a grama do vizinho como mais verde, mesmo que ela não seja.

Então comece por aí: Pare de se comparar com os outros, provavelmente muitos deles também nem sabem o que estão fazendo e, mesmo que saibam, o caminho deles não deve ser o mesmo que o seu!

Ao invés de se comparar, busque inspirações! Com certeza você já teve contato com diversos modelos de vida, procure pensar quais deles fazem mais sentido para você, e quais não fazem. Isso te deixa pronto para a próxima etapa:

Construa o seu “ser adulto”

Sabendo que a fase adulta envolve liberdades com responsabilidades. Vá, aos poucos, construindo a ideia do adulto que você quer ser – isso independe do que o meio social dita – e talvez este processo envolva também pensar no mundo que você quer ajudar a construir.

Converse com seus amigos, divida suas ideias, mas filtre o que vem deles e se apegue apenas ao que faz sentido para você.

A vida adulta não é fácil para ninguém, mas é a fase da vida que te dá inúmeras oportunidades de ser feliz e construir sua vida baseando-se em suas ideais.

Você é livre para criar seus caminhos e fazer suas escolhas, aproveite isso!

Você vai gostar de ler também:

Debora de Barros Paschoal
CRP 06/126.802 - Formada em psicologia pela Universidade Paulista, co-fundadora do Teramor, projeto que visa apoiar mulheres que experienciaram relacionamentos abusivos, estimulando o empoderamento e amor próprio.
Sigo a abordagem fenomenológica existencial, por isso meu foco é na compreensão da existência de cada um baseando em suas vivências e convicções. Com isso consigo te ajudar a encontrar o sentido das coisas e de sua vida, consequentemente você encontra as possíveis soluções para suas questões e problemas. Entendo que cada ser Humano é único e deve ser tratado como tal, por isso não há receita pronta para resolver os problemas, é uma construção e estou aqui para te ajudar no processo!

Telefone/Whatsapp: 11 9.3300-9142
Fale com esta Psico.Online https://meupsicoonline.com.br/psicologa-debora-barros
Debora de Barros Paschoal on EmailDebora de Barros Paschoal on FacebookDebora de Barros Paschoal on GoogleDebora de Barros Paschoal on InstagramDebora de Barros Paschoal on Youtube
Thais Tamara
Psicóloga graduada pela Universidade Paulista, e especialista em Psicologia Hospitalar pela Faculdade de Medicina da USP.

Atuo como psicoterapeuta clínica desde 2014 em São Paulo nos bairros Vila Madalena (ZO) e Jardim São Paulo (ZN) com adultos e adolescentes, sou palestrante sobre temas de saúde mental e emocional e co-fundadora do Projeto Re-Criar, que visa a aproximação e discussão de temas psicológicos do universo feminino.
Na minha prática utilizo a abordagem psicodinâmica, que aborda os conflitos inconscientes e busca, a partir do vínculo e comunicação entre paciente e terapeuta, a superação de conflitos e o amadurecimento emocional da pessoa, para que se viva da melhor maneira possível.
06/11.843-0
Contato: (11) 9.6797.3939
Thais Tamara on EmailThais Tamara on FacebookThais Tamara on Instagram

Debora de Barros Paschoal

CRP 06/126.802 - Formada em psicologia pela Universidade Paulista, co-fundadora do Teramor, projeto que visa apoiar mulheres que experienciaram relacionamentos abusivos, estimulando o empoderamento e amor próprio. Sigo a abordagem fenomenológica existencial, por isso meu foco é na compreensão da existência de cada um baseando em suas vivências e convicções. Com isso consigo te ajudar a encontrar o sentido das coisas e de sua vida, consequentemente você encontra as possíveis soluções para suas questões e problemas. Entendo que cada ser Humano é único e deve ser tratado como tal, por isso não há receita pronta para resolver os problemas, é uma construção e estou aqui para te ajudar no processo! Telefone/Whatsapp: 11 9.3300-9142 Fale com esta Psico.Online https://meupsicoonline.com.br/psicologa-debora-barros

Participe, queremos ler o que você tem a dizer