Nudes o nome do exibicionismo digital

3 min de leitura · 

Nudes – quase todos os dias na TV, em jornais, em blogs, as manchetes estampam que o nude de alguém “vazou”. São tantos casos, quase que corriqueiros, que deveríamos pensar o quanto de exibicionismo está aí e no quanto as ferramentas tecnológicas aumentaram essa prática. Você nunca foi invadido ou recebeu um nude em um grupo do Whatsapp ou pelo Snapchat?

Primeiro, melhor explicar: o famoso termo Nude é o nome dado para troca de fotos de nudez através das ferramentas de comunicação tecnológica. Enviar foto pelado pelo e-mail é, então, enviar um Nude. Enviar fotos pelados ou peladas pelo Whatsapp, Zap-Zap, Snapchat, Facebook. É tudo é Nude. Sem roupa = Nude. Nudes são as várias fotos e categorias que circulam por aí.

Sabendo disso fica mais fácil abordar o tema, já que o mais recente que pingou nesta semana foi o caso do cantor Usher que postou fotos completamente nú durante banho, através do Snapchat, foi capturado e viralizou.

Clique e fale com um Psicóloga Online agoraMas ele não foi o único. Há os casos de fotos que vazam: Carolina Dieckmann em 2012, Dr. Rey o conhecido como Dr. Hollywood, Stênio Garcia, Scarlett Johansson a Viúva Negra no Capitão América 2: O Soldado Invernal e os Vingadores, Jennifer Lawrence… a lista é longa de fotos íntimas disponíveis na Internet.

Mas o que é exibicionismo?

Exibicionismo é uma forma de excitação erótica encontrada por alguém afim de excitar-se sexualmente para, eventualmente, atingir o orgasmo. O “vulgo” tesão provém, nesse caso, da exposição, do exibir o corpo, ou parte dele, para um outro.

Basicamente, no exibicionismo  as pessoas envolvidas sabem o que está acontecendo: trata-se de uma jogo erótico onde existe uma cumplicidade ou, em uma segunda vertente ocorre uma imposição de um ato, o de exibir-se, a um outro que não o deseja.

Esse componente agressivo presente é fundamental para a compreensão da dinâmica psíquica do exibicionista: a excitação alcançada é alcançada pelo choque, horror, que ele provoca no outro ao expor-se. Esse, é  o exibicionismo tal como é apresentado pela literatura especializada.

olha o meu nudes para você
Mandei Nude, sou um exibicionista? Sim, é. Mas não é também. Não se rotule.

É difícil dividir o exibicionismo em graus, da mesma forma que seria difícil graduar outras dinâmicas psíquicas do erotismo. Mesmo porque, em muitos casos, o desejo de exibir-se não é totalmente consciente para a pessoa em questão.  E exibir-se é saudável, desde que não seja invasivo ou crie problemas. Todos temos nossas fantasias. Seria um problema real, não ter nenhuma, aí sim, você deveria falar urgente com um psicólogo.

Mas o  que leva uma pessoa a se tornar exibicionista, enviar um Nude e se expor assim?

O ato de exibir-se é uma manifestação da sexualidade individual. Cada exibicionista teve histórias de vida diferentes que culminaram nesta forma de sexualidade. Não existe uma razão particular para torna-se exibicionista, assim como não existe uma razão única para se tornar fetichista, sado-masoquista, voyeurista e outras tantas formas de expressão da sexualidade humana.

Eu mando Nudes frequentemente, e ADORO, isso é doença?

Mandar nudes a torto e a direito, assim como qualquer outra prática, torna-se patológica (doença) e caracterizando-se como uma perversão (para a Psicanálise) quando é imposta a um outro que não consinta ou que não seja responsável pelos seus atos.  Por exemplo, impor desejos e condições próprias à pessoas que não estejam dispostas a participar daquele roteiro erótico ou pessoas não responsáveis

Ter ciência que sua imagem pode viralizar, que você pode tornar-se alvo de muitas pessoas que não tem noção de espaço próprio devido a sua própria exibição, é uma informação que deve ser levada em conta. Fora isso, seja feliz! Envie nudes se isso fizer bem a você e aos seus parceiros.

Vale lembrar que carregar a alcunha de exibicionista necessitaria de uma avaliação pormenorizada, entender todo o contexto, por exemplo, o fato de pessoas se exporem em capa de revistas, em sites, posarem nuas, participarem de pornografias etc, não significa que sejam exibicionistas. Se elas estão sendo pagas para fazerem o que fazem, mesmo que algumas declarem sentir prazer em serem admiradas, aliás como qualquer pessoa, esta prática não constitui uma fonte única de excitação. Isso não significa, evidentemente, que são ou não exibicionistas.

O quanto este post foi útil para você?

Clique nos corações para votar!

Média / 5. Contagem de Votos:

Sentimos muito por este post não ter sido útil para você.

Nos diga como melhorar as postagens

Psico.Online

Psico Online - Psicólogas e Psicólogos 24 horas rápido, fácil e descomplicado. Psicologia Online para acolhimento psicológico. Somos uma plataforma de acolhimento psicológico 24 horas, ligando clientes e psicos, de maneira fácil e descomplicada. Reunimos profissionais da Psicologia, psicólogas e psicólogos, que oferecem orientação psicológica a fim de facilitar o acesso de pessoas que buscam auxílio profissional psicológico, em questões emocionais, de relacionamento, profissionais, autoconhecimento e saúde mental, de forma simples e rápida.

Participe, queremos ler o que você tem a dizer