Gosto de um garoto, mas ele não quer nada comigo, namoro, rejeição, solidão, termino de namoro

Gosto de um garoto, mas ele não quer nada comigo

1 min de leitura · 

Gosto de um garoto, mas ele não quer nada comigo. Quem nunca?

Nessa semana temos recebido algumas questões bastante interessantes na Caixa de Segredos e essa foi uma delas.

A pessoa que nos escreveu ainda tem pouca idade, diz estar em depressão por conta dessa “rejeição”, por não conseguir esquecê-lo, mas a real é que a gente cresce e as vezes continua com esse sofrimento aí.

Vamos esclarecer duas coisas aqui:

1- O que você está sentindo, certamente não tem nada a ver com depressão. É uma tristeza, um pesar por não conseguir o que quer. A gente já explicou a diferença entre tristeza e depressão aqui.

Esses sentimentos mais pesados e chatos aparecem quando a gente passa por uma decepção, uma frustração, uma perda, uma rejeição. É normal!

O importante é entender que com cada sofrimento desses em que a vida nos coloca, podemos aprender um pouquinho e evoluir enquanto pessoas.

2- Você está sofrendo, mas vamos lembrar, a dor é inevitável e o sofrimento é OPCIONAL!

Sei que parece difícil, impossível não sofrer quando não se tem o que se quer, mas você, seja lá qual for a sua idade, precisa aprender que é um ser completo, que não precisa de nada e nem de alguém pra ser feliz.

Existe um mundo cheio de possibilidades aí fora, sabia?

Sofrer por alguém é uma tremenda perda de tempo. Enquanto você está chorando, se acabando de sofrer, tem um mundo acontecendo lá fora e você está perdendo.

Amores são importantes, são ótimos, trazem alegrias e paz pra alma, mas não são tudo. Não podem ser tudo.

Aproveite seu tempo sozinha pra pensar no seu futuro, organizar suas ideias, seus objetivos, traçar sonhos e metas.

Aproveite seu tempo sozinha pra descobrir do que você gosta e quem é você de verdade.

Aproveite seu tempo sozinha pra viver! Fazer descobertas, errar e acertar. Aproveite para SE AMAR!

E na hora certa, quando você estiver completa e capaz de ser feliz só com você, a pessoa certa vai aparecer 😉

O quanto este post foi útil para você?

Clique nos corações para votar!

Média / 5. Contagem de Votos:

Sentimos muito por este post não ter sido útil para você.

Nos diga como melhorar as postagens

Raquel Ferreira

CRP 6/101759 - Graduada pela Universidade São Francisco, mestre em Ciências da Saúde pela Coordenadoria de Controle de Doenças do Estado de São Paulo. Psicóloga clínica desde 2010, busca constante aprimoramento na abordagem analítica. Estudou Cinesiologia no Instituto Sedes Sapientiae, frequentou grupos de estudo e supervisão teórica na Sociedade Brasileira de Psicologia Analítica de São Paulo e ainda, integrou o grupo de Neurociências do Instituto de Infectologia Emílio Ribas. Atualmente é doutoranda em Psicologia Social, pela Universidad Complutense de Madrid.

Participe, queremos ler o que você tem a dizer