estou-grávida-e-agora

Estou grávida, sou adolescente, como conto aos meus pais?

5 min de leitura · 

Estou grávida!

Estou grávida?

Você já fez o teste.

Você faz o teste novamente.

Você faz uma terceira vez e senta-se em algum lugar: o mundo passando a mil na sua mente. É uma inundação de emoções. Lágrimas brotam. Sorrisos. Lágrimas de novo. Um suspiro.

O fato: você, uma adolescente e grávida.

Você não planejou isso. Você pensou que tinha tomado precauções, mas você está grávida. E agora?

Para alguns adolescentes este pode ser um momento feliz, mas para outros pode parecer como o mundo está prestes a acabar. O futuro que você pensou que estava se desenrolando antes vem gritando.

Uma multidão de emoções irá competir por atenção e, em seguida, você perceberá que há uma coisa que você precisa fazer. Um frio na espinha a envolve. As palavras param em sua garganta e você quer vomitar novamente.

“Como é que eu vou contar aos meus pais?”

Para muitos adolescentes, este parece ser um obstáculo intransponível, mas certo como a noite vem depois de um dia, isto é algo que a maioria terá de enfrentar.

Culpa e vergonha podem ser as emoções primárias que você sentiu neste momento, impulsionado por crenças irracionais como, “Eu não deveria estar grávida, e porque eu sou, eu fiz algo realmente errado e eu não sou boa” (culpa) ou “meus pais pensarão mal de mim. Eu deveria ter a aprovação deles, porque se eles pensam mal de mim isso significa que eu sou inútil “(vergonha).

Veja:

Mãe: uma profissão de 24 horas e 7 dias

 

Estas emoções podem então desencadear uma emoção secundária de ansiedade com base em pensamentos como: “Se eles pensam mal de mim, eu não poderei suportá-los;” “E se eles me rejeitarem, e eu não vou ser capaz de lidar com isso; “Este é o fim do mundo.”

A combinação destes pensamentos e sentimentos são potencialmente paralisantes para uma pessoa jovem e pode tornar o processo de conversar com os pais tão difícil que muitas vezes os pais não são informados até que se torne óbvio demais para esconder a gravidez.

Este adiamento pode causar complicações de como cada lado conversa e as escolhas potenciais que virão à sua frente.

Estou assumindo muitas coisas sobre o relacionamento que você tem com seus pais. Sei que nem todos os pais são iguais, e que cada caso é um caso que o seu é diferente. Que não posso nem imaginar o que está se passando na sua cabeça no momento.

Em porto você está certa, mas se leu até aqui, quer dizer que um pouco, devo ter me aproximado da sua aflição.

Mas, aqui vão 10 dicas que poderão ajudar:

  1. Quanto mais você adiar para contar, mais difícil se tornará para todos vocês. Lembre-se, o tempo está passando e gravidez não para porque você está com medo.
  2. Se você não tem um grande relacionamento com seus pais, às vezes ajuda se você primeiro confiar em outras pessoas mais próximas, como um amigo, irmã, tia ou avó. Isto não só dá alguma prática em dizer às pessoas, mas também te dá um apoio. É importante não passar por isso sozinha.
  3. A rota mais simples é sempre a melhor, mas escolha um momento em que você sabe que terá tempo para falar sobre isso. Não diga de passagem e apressando-se, e não fale com raiva durante uma discussão. Converse.
  4. Sem rodeios. Seja clara, calma e direta, “Mamãe, papai, estou grávida.”
  5. É comum os pais ficarem com raiva e desapontados ao ouvir as suas notícias. Isso está ok. Permita a eles entenderem os sentimentos. É uma mudança tão grande quanto a sua. Lembra da música do Renato Russo: “São crianças, como você. O que você vai ser quando você crescer”.
  6. No choque do momento pode-se dizer coisas que você acha ofensiva. Não tome isso como pessoal. Mesmo os pais podem agir mal. Dê a eles o seu tempo.
  7. Palavras como “aborto” e “adoção” pode vir para cima. Este pode ser o que você também está pensando, mas é melhor esperar até que todos estejam mais calmos antes de falar sobre todas as opções. Lembrando que o aborto não é legalizado no Brasil e que isso é um grande risco a sua saúdo e mais várias discussões em torno do tema.
  8. Alguns pais podem tentar pressioná-lo a fazer algo que você não queira fazer. Mas lembre-se, você não tem que fazer qualquer coisa que você não está confortável. Em caso de dúvida, fale com um terceiro, como seu conselheiro da escola.
  9. Se possível, converse com seus pais com seu parceiro. Isto não só te dá um aliado, mas mostra um nível de maturidade de ambos.
  10. Finalmente, é o seu corpo e você vai ter que viver com todas as suas escolhas e consequências para o resto de sua vida, então pense com cuidado sobre o que é certo para você.

Em um momento como este você pode se surpreender com o quão bem os seus pais levam as suas novidades, e quanto eles se preocupam com você.

Por outro lado, nem todos os pais serão solidários. Se você se encontra em uma situação ruim depois de dizer a seus pais, não acho que você tem que fazer isso. Há um monte de apoio de profissionais lá fora.A única coisa certa é que você tem que se apressar para tomar uma decisão.Uma boa metáfora para esta experiência é como arrancar um curativo. Você pode sentir uma pequena dor intensa, mas então o curativo estará fora e você poderá seguir com a sua vida.

Seja corajosa. Vá falar.

Confira:

Primeiras providências depois de descobrir a gravidez

O quanto este post foi útil para você?

Clique nos corações para votar!

Média / 5. Contagem de Votos:

Sentimos muito por este post não ter sido útil para você.

Nos diga como melhorar as postagens

Psico.Online

Psico Online - Psicólogas e Psicólogos 24 horas rápido, fácil e descomplicado. Psicologia Online para acolhimento psicológico. Somos uma plataforma de acolhimento psicológico 24 horas, ligando clientes e psicos, de maneira fácil e descomplicada. Reunimos profissionais da Psicologia, psicólogas e psicólogos, que oferecem orientação psicológica a fim de facilitar o acesso de pessoas que buscam auxílio profissional psicológico, em questões emocionais, de relacionamento, profissionais, autoconhecimento e saúde mental, de forma simples e rápida.

Participe, queremos ler o que você tem a dizer