educar filho, mãe solteira, pai solteiro, separação e filhos

A difícil arte de educar filho sem o pai ou a mãe por perto

2 min de leitura · 

Educar filho sem a mãe ou o pai por perto, é possível!

Queremos compartilhar esses conselhos para as mamães e os papais “solteiros” e que criam sozinhos os seus filhos.

Muitas mães e pais, se veem enfrentando a criação dos filhos sem ter a ajuda do(a) parceiro(a) e isso por si só já é bastante difícil e quando as crianças crescem, começam a surgir muitas perguntas.

Primeiramente, sabemos que não é nada fácil, as vezes, tantas responsabilidades parecem pavorosas.

O mais importante é cuidar-se antes de mais nada, para que possas cuidar de seus filhos. Tipo a instrução da aeromoça, “primeiro coloca a máscara em você e depois na criança ao lado”. Isso quer dizer autocuidado.

Se você estiver mal, isso vai repercutir no ânimo e inclusive na saúde do bebê. Portanto, é fundamental que você aprenda a controlar o estresse e se dar conta de que não dá pra ser perfeita(o) em tudo.

O que se deve ter sempre em mente é que teu filho depende de você pra tudo.

Precisará enfrentar algumas situações pelo bem da tua cria. Você e ele são uma família, tenha ou não o pai ou a mãe por perto.

E cada família é diferente da outra e pode definir como será sua rotina e dinâmica. Não deixe que os prejuízos alheios ou que pessoas bem ou mal intencionadas te digam como você deve viver a vida ou como criar seu filho.

Não que você não possa ouvir conselhos, mas quem sabe o que é melhor sempre será você.

É imprescindível se organizar para fazer o tempo render. Também é preciso ter organização financeira, pois muitas vezes não há com quem contar.

Outros 4 conselhos úteis:

  • Pare de sentir culpa por tudo. Seu filho quer ver você feliz. Se te percebe cheia(o) de culpa, crescerá inseguro.
  • Reconheça suas limitações. Não dá pra ser mãe e pai ao mesmo tempo. Trate de ser o melhor que puder, dadas as circunstâncias. Quando houver problemas que não saiba lidar, procure respostas em outros lugares, como livros, conversas com outras pessoas, vídeos. Conversar com pessoas do sexo oposto ajuda bastante.
  • Encontre apoio. Não precisa fazer tudo sozinha(o). E se sua família não te der apoio ou viver longe, busca apoio com os amigos, vizinhos ou outras famílias que frequentem a escola ou a comunidade onde você vive.
  • Quando te criticarem ou fizerem um comentário ruim, acerca da maternidade ou da paternidade solo, corrija essa pessoa, de maneira delicada, mas direta. Se você se respeita os demais também te respeitarão.

Não ache que a vida acabou porque você não tem um parceiro(a) pra te ajudar na educação da criança. Muitas vezes é assim que percebemos nossa força e nossa capacidade de ser cada vez melhor.

Indicações
Canal para mães solo

Texto retirado de Todo Bebé (traduzido e adaptado)

O quanto este post foi útil para você?

Clique nos corações para votar!

Média / 5. Contagem de Votos:

Sentimos muito por este post não ter sido útil para você.

Nos diga como melhorar as postagens

Psico.Online

Psico Online - Psicólogas e Psicólogos 24 horas rápido, fácil e descomplicado. Psicologia Online para acolhimento psicológico. Somos uma plataforma de acolhimento psicológico 24 horas, ligando clientes e psicos, de maneira fácil e descomplicada. Reunimos profissionais da Psicologia, psicólogas e psicólogos, que oferecem orientação psicológica a fim de facilitar o acesso de pessoas que buscam auxílio profissional psicológico, em questões emocionais, de relacionamento, profissionais, autoconhecimento e saúde mental, de forma simples e rápida.

Participe, queremos ler o que você tem a dizer