graduação, formandos, formatura

Dúvidas sobre a graduação: quem nunca?

2 min de leitura · 

Você passa no vestibular, dá aquela felicidade, um friozinho na barriga pelo novo, mas você enfrenta, porque afinal de contas, esperou muito por esse momento.

As aulas começam, tudo é muito diferente. O ritmo, as pessoas, as cobranças. Tem dias que você quase chora de tanta felicidade e outros em que… bem, nem tanto de felicidade assim, rsrs

Eu costumo dizer que a graduação é uma verdadeira montanha russa, tem dias incríveis em que temos total certeza do que estamos fazendo e outros em que temos a certeza de que cometemos o maior erro da vida em se tratando de escolhas.

Clique e fale com um Psicóloga Online agoraO bom é saber que não somos os únicos a pensar e sentir coisas estranhas durante toda a vida universitária e, confesso, as vezes sentimos depois de ter o diploma nas mãos, também.

O importante é sempre perguntar-se se os bons momentos, a satisfação e a realização estão maiores. Se a resposta for positiva, maravilha, segue em frente e tenha em conta que nada nessa vida é 100% feliz, calmo e prazeroso.

Para haver equilíbrio precisamos dos desafios

Nós recebemos uma Caixa de Segredos, de uma recém estudante de Psicologia, que nos conta estar gostando muito do curso, mas tem medos e incertezas em relação ao futuro profissional e o que preciso que você saiba é que esse equilíbrio que citei aí em cima, é o que te tornará uma ótima psi, é o que te dará segurança e confiança pra saber que está no caminho certo e fazendo um bom trabalho.

Lembre-se de que existem várias maneiras de se conquistar o equilíbrio, mas a melhor delas é o autoconhecimento. Então, se ainda não faz psicoterapia, nada de deixar pra depois. Estudante (e psicólogos formados também) deveriam ter a obrigação de fazer terapia, pra lidar com os monstros todos que surgem pelo caminho.

Um desses monstros é que gente começa pensando que tem de dar conta de tudo e de todos, quase enlouquece com isso e logo vai percebendo que não depende de nós, mas de um fluxo natural entre as partes, paciente disposto, psicólogo disponível, sucesso (quase) garantido.

Conhecer-se bem também te possibilita compreender quando algo vai mal em você, quando algo não é seu, mas do outro, quando a dor do outro te atinge em cheio e você precisa de cuidados.

Na Psicologia ou em qualquer outro curso, leia muito, procure conhecer as possibilidades de atuação na área, converse com pessoas que já passaram pelos mesmos corredores, busque sempre o conhecimento e o aprimoramento, isso te traz uma paz interior pra lidar com os desafios e te ajuda a relaxar na auto-cobrança.

E por fim, se ao refletir você se dá conta de que não há tanta satisfação como imaginou, não exite em mudar de caminho, tome um tempo, respire fundo, avalie as possibilidades, busque ajuda e recomece.

Você vai gostar de ler também:

Raquel Ferreira
CRP 6/101759 - Graduada pela Universidade São Francisco, mestre em Ciências da Saúde pela Coordenadoria de Controle de Doenças do Estado de São Paulo. Psicóloga clínica desde 2010, busca constante aprimoramento na abordagem analítica. Estudou Cinesiologia no Instituto Sedes Sapientiae, frequentou grupos de estudo e supervisão teórica na Sociedade Brasileira de Psicologia Analítica de São Paulo e ainda, integrou o grupo de Neurociências do Instituto de Infectologia Emílio Ribas. Atualmente é doutoranda em Psicologia Social, pela Universidad Complutense de Madrid.

Raquel Ferreira

CRP 6/101759 - Graduada pela Universidade São Francisco, mestre em Ciências da Saúde pela Coordenadoria de Controle de Doenças do Estado de São Paulo. Psicóloga clínica desde 2010, busca constante aprimoramento na abordagem analítica. Estudou Cinesiologia no Instituto Sedes Sapientiae, frequentou grupos de estudo e supervisão teórica na Sociedade Brasileira de Psicologia Analítica de São Paulo e ainda, integrou o grupo de Neurociências do Instituto de Infectologia Emílio Ribas. Atualmente é doutoranda em Psicologia Social, pela Universidad Complutense de Madrid.

Participe, queremos ler o que você tem a dizer