Como controlar a ansiedade no vestibular

1 min de leitura

Não sei se já comentei aqui, mas além da prova pro vestibular de graduação já passei por mais duas bastantes difíceis, mas preciso confessar que, ao contrário do nervosismo e da ansiedade que me tomaram na época do vestibular, as provas para o mestrado e o doutorado não me deixaram nada preocupada.

E isso porque, apesar de querer dar o meu melhor e me preparar para isso, não tenho aquele medo me rondando: não tenho nada a perder, mas só entendi isso mais tarde.

Hoje não preciso mais dramatizar a possibilidade de uma reprovação. E saiba:

Com medo, não somos capazes de render adequadamente.

Clique e fale com um Psicóloga Online agoraExistem estudantes que diante de uma prova simplesmente tem um bloqueio, a mente tem aquele famoso branco e nada mais funciona. Sentem medo de reprovar e isso causa tanta ansiedade, que são impedidos de fazer um exercício bem feito.

Um pouco de ansiedade é até recomendável, mas em excesso, teremos problemas.

Observe o que pode estar causando a ansiedade elevada. Muitas vezes há a pressão por parte da família, ou a lembrança de eventos passados. Concentre-se em você, no que você sabe que estudou e na forma como se preparou.

Para ajudar na preparação das provas e evitar os bloqueios, aqui vão algumas dicas:

  • Não deixe de realizar uma prova só porque acha que estará nervoso/a na hora
  • Prepare-se para a prova antes. Nada de querer estudar na noite anterior. Isso só vai aumentar a ansiedade e não vai funcionar
  • Durma bem. Tempo suficiente para descansar o corpo e a mente
  • Procure fazer alguma atividade física ou meditar. Se souber pode fazer exercícios de controle de respiração, ajudam bastante também
  • Alimente-se com coisas leves na semana da prova e principalmente no dia
  • E por último, mas mais importante, pergunte-se: E se eu não for aprovada/o? Qual é a pior coisa que poderá acontecer?

Certamente as respostas para essas questões não devem ser tão graves como você vem imaginando.

Hidrate-se, alimente-se, descanse, respire fundo e tranquilamente e boa prova 😉

Referências: Blog DonPsico

Você vai gostar de ler também:

Raquel Ferreira
CRP 6/101759 - Graduada pela Universidade São Francisco, mestre em Ciências da Saúde pela Coordenadoria de Controle de Doenças do Estado de São Paulo. Psicóloga clínica desde 2010, busca constante aprimoramento na abordagem analítica. Estudou Cinesiologia no Instituto Sedes Sapientiae, frequentou grupos de estudo e supervisão teórica na Sociedade Brasileira de Psicologia Analítica de São Paulo e ainda, integrou o grupo de Neurociências do Instituto de Infectologia Emílio Ribas. Atualmente é doutoranda em Psicologia Social, pela Universidad Complutense de Madrid.

Raquel Ferreira

CRP 6/101759 - Graduada pela Universidade São Francisco, mestre em Ciências da Saúde pela Coordenadoria de Controle de Doenças do Estado de São Paulo. Psicóloga clínica desde 2010, busca constante aprimoramento na abordagem analítica. Estudou Cinesiologia no Instituto Sedes Sapientiae, frequentou grupos de estudo e supervisão teórica na Sociedade Brasileira de Psicologia Analítica de São Paulo e ainda, integrou o grupo de Neurociências do Instituto de Infectologia Emílio Ribas. Atualmente é doutoranda em Psicologia Social, pela Universidad Complutense de Madrid.

Participe, queremos ler o que você tem a dizer